Pílulas…pílulas…pílulas…(01ºset)

0
27

Na terça-feira (29), o Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP) promoveu uma roda de discussão com o tema “Um fator crítico para o futuro dos campos terrestres brasileiros”, onde a REDEPETRO-RN, representada pelo presidente Gutemberg Dias, foi participante.

O evento, realizado no Rio de Janeiro, foi uma oportunidade de discorrer sobre os impactos do atraso na transferência dos campos para novos operadores na cadeia de fornecedores, já que a REDEPETRO-RN defende a abertura do espaço de produção, hoje ocupado em 97% pela Petrobras.

“Temos que extrair o óleo agora, no futuro poderemos ter uma grande reserva, mas sem ter para quem vender, já que a matriz energética poderá ter mudado. Para se ter uma ideia, uma sonda funcionando gera quase mil empregos diretos e indiretos. Por isso, acreditamos que o reaquecimento do mercador tende a retomar parte dos empregos perdidos nos últimos anos”, afirma Gutemberg Dias.

A REDEPETRO-RN tem buscado alternativas de mobilização da sociedade civil para reiterar que ainda existe muito petróleo a ser extraído na bacia potiguar e, por isso, a abertura destes espaços poderá garantir a retomada da produção de petróleo.

*

Um Projeto de Lei do deputado Manoel Cunha Neto, “Souza” (PHS), prevê a restituição proporcional do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ao proprietário de veículo furtado ou roubado. De acordo com o projeto, o imposto a ser devolvido é relativo ao exercício em que tenha sido registrada a ocorrência.

 “A medida visa amenizar os prejuízos sofridos pelos contribuintes que tenham seus veículos roubados ou furtados, com a aprovação desse projeto, eles poderão optar por utilizar o total de crédito de que dispõe para pagamento de IPVA de outro veículo de sua propriedade ou que venha a adquirir”, disse Souza.

O deputado Souza destaca dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado que apontam que até 31 de julho foram 4.988 registros, uma quantidade equivalente a 94,41% do total roubado durante o ano de 2015, e 14,71% superior ao mesmo período de 2016.

*

O presidente da França, Emmanuel Macron, teve uma queda brusca de aprovação popular, a maior da história daquele país. Nos cem primeiros dias de governo passou de 64% de aprovação para 36%. Corte de gastos no setor público e enfraquecimento das leis trabalhistas motivaram a desaprovação popular. Nada muito diferente do que Michel Temer vem fazendo no Brasil.

*

Temos muitas opções a respeito da Venezuela, incluindo uma possível opção militar, se for necessário” (Donald Trump, em 11 de agosto).

A frase acima deve ser associada a um exercício militar que ocorrerá em Tabatinga (AM), em novembro. A cidade fica numa região de tríplice fronteira: Brasil, Colômbia e Peru. Teoricamente o exercício seria para troca de experiências entre estas nações, sobretudo diante de ações na região amazônica.

Curiosamente, as Forças Armadas dos Estados Unidos também participarão do exercício. Como assim? Por quê? Vale destacar que Tabatinga fica a 600 km de Venezuela. Some-se a isso o fato de o governo Temer ser declaradamente antichavista e também subserviente aos americanos.

Tudo indica que o Brasil está cedendo seu território para que os EUA, a partir daqui, inicie uma ofensiva contra o governo venezuelano. Um detalhe interessante é que o exercício militar será bancado pelos EUA, vez que as Forças Armadas do Brasil estão com o pires na mão, fruto da austeridade fiscal do ministro Henrique Meireles.

Estranho, muito estranho…

*

O ensino superior no Brasil passa por sérias dificuldades financeiras, isso por causa de decisões no governo Temer, as quais contingenciam ou bloqueiam recursos que seriam destinados às universidades federais. Alguns defendem que não se trata de crise econômica, mas de projeto de governo.

Recursos para hospitais universitários, passagens para congressos e similares, investimentos em pesquisas, continuação de reformas, tudo foi prejudicado. Mais de 700 obras em universidades federais estão paralisadas. A informação é de Emmanuel Tourinho, reitor da UFPA e presidente da Ass. Nac. dos Dirigentes das Instituições Fed. de Ensino Superior (Andifes).

*

A programação de fim de semana no Thermas Hotel & Resort começa hoje como Gaby Viegas (20h). Segue amanhã com o Entardecer da Sanfona (17h) e Nida Lira (20h). No domingo tem feijoada a partir do meio-dia. O Thermas continua sendo a melhor opção de lazer para a família mossoroense.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome