Pílulas…pílulas…pílulas… (05out)

2
49

*

Faltando menos de um ano para a campanha eleitoral de 2018, não vislumbro muitas opções para o eleitorado em se tratando de candidatos a governador. Os senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (PMDB) não possuem mais a liderança de outrora. A luta deles será para renovar seus mandatos, e olhe lá. O ex-deputado federal Henrique Alves também não deverá exercer influência na campanha. Até preso se encontra.

Assim, restarão o atual governador, Robinson Faria (PSD), a senadora Fátima Bezerra (PT) e o prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT).

Além dos três citados, há a possibilidade de a classe empresarial ligada ao PSDB lançar uma candidatura, que pode ser Tião Couto ou o desembargador Cláudio Santos.

Os nomes postos, por enquanto, são esses. Há quem aposte no surgimento de um nome novo, o que acho pouco provável, ante a escassez de tempo. Não há como formar uma liderança do barro, do dia para a noite. Mesmo um novo nome, este deve ter alguma liderança e ser conhecido ao menos por parcela da população.

Em suma, a disputa deverá ficar entre Robinson Faria (PSD) e Fátima Bezerra (PT). Na foto acima os dois militavam no mesmo lado, mas atualmente não falam a mesma língua. 

*

Instado a comentar, na rádio Bandeirantes, sobre exposições de arte que exibem nus, o filósofo Leandro Karnal disse que a arte, por essência, é feita para chocar, e que o Brasil está começando a vivenciar isso. “Arte que não choca não é arte, mas decoração para apartamento de família de classe média em ascenção financeira”, sapecou o filósofo, que não falou de caso concreto.

*

Entre 2005 e 2016, a taxa de homicídios no Rio Grande do Norte subiu 232%. No mesmo período, a taxa de homicídios em São Paulo caiu 44,3% e a do Rio de Janeiro, 36,4%. Não precisamos, todavia, irmos tão longe. O estado do Pernambuco conseguiu reduzir em 36% a taxa de homicídios entre 2007 e 2013.

Ao se debruçar sobre os dados da violência no Brasil, descobrimos que nossos números equivalem ao de guerras. Em 20 anos (1955/75), a Guerra do Vietnã matou 1,1 milhão de pessoas. No mesmo período de tempo, mas entre 1995 e 2015, foram assassinadas 1,3 milhão de pessoas no Brasil. É pior do que uma guerra.

Os dados são do Atlas da Violência 2017, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

*

Logo mais às 17h o Brasil enfrentará a Bolívia em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia. A partida será em La Paz, no estádio Hernando Siles. O goleiro titular do Brasil será Ederson (24 anos), que recentemente trocou o Benfica (Portugal) pelo Manchester City (Inglaterra), uma transação de 40 milhões de euros, a segunda maior do mundo envolvendo um goleiro, ficando atrás apenas de Buffon.

O torcedor brasileiro não teve a oportunidade de ver Ederson jogando em times nacionais. Aos 15 anos ele já integrava a equipe de base do Benfica, ficando no time até recentemente.

*

No próximo dia 28 de outubro, alunos do quarto ano de Edificações do IFRN organizarão um aulão beneficente no Hotel Villa Oeste. Das 7h às 12h, os presentes terão aulas de Ciências Humanas, Matemática, Atualidades e Redação, com os professores Rafael Magnum, Adriano Jorge, Avelino Filho e Marcela Melo. O ingresso custa R$ 10 + um 1kg de alimento não perecível. O público-alvo são os alunos que se submeterão às provas do ENEM 2017. Os alimentos serão doados ao Albergue de Mossoró (Albem).

*

Foi realizada em Vitória (ES), entre os dias 23 e 29 de setembro, a XVI Olimpíada Nacional da Justiça do Trabalho (ONJT). As disputas se deram em várias modalidades. O time de futebol da Justiça do Trabalho do Rio Grande do Norte (21ª região) contava com os mossoroenses e irmãos Carlos e Márcio Mota. A equipe ficou em 7º lugar na classificação geral e 01º lugar entre os times do Nordeste. Carlos ainda ganhou medalha de bronze no tênis.

*

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) demonstra que quer ser presidente da República para mudar as leis deste país. Ora, se é para mudar leis que ele fique onde está, no Congresso Nacional. O Executivo não elabora leis.

2 Comentários

  1. Perguntar não ofende:

    Se a arte é para chocar, por que Leandro Karnal e esposa não colocam uma melancia na cabeça, tiram a roupa e se sentam em cima ovos de avestruz na Av Paulista?

    Filosofo(???) tem cada uma KKKKKKKKKKKK

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome