Pílulas…pílulas…pílulas…(18out)

0
39

Ontem, o Senado Federal deu continuidade à sequência interminável de tapas na cara no povo brasileiro. Com 44 votos favoráveis, os senadores devolveram o mandato para o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que havia sido afastado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O senador mineiro responde a nove inquéritos dentro da operação Lava-Jato, o que lhe garante a pole position quando se trata de investigações por corrupção e crimes afins. Aécio chegou a dizer, num telefonema, que mataria seu primo caso ele o delatasse.

Apesar de tudo, o Senado Federal entendeu por bem devolver o mandato ao Senador. Teve congressista que saiu do internamento hospitalar unicamente para votar a favor do senador mineiro.

Em maio do ano passado, por 74 a favor e nenhum contra, esse mesmo Senado manteve a prisão do senador Delcídio do Amaral por bem menos. Estamos diante de um caso gritante de “um peso, duas medidas”.

O episódio mostra que o Congresso Nacional não decide com base em leis, provas etc. O que vale são os conchavos, os interesses que existem por trás, o toma-lá-dá-cá e a força dos investigados.

O povo apenas assiste. Algumas vezes, quando manipulados, vão às ruas; noutras, como nos últimos casos, nem isso.

*

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados vem analisando, desde ontem, o relatório que decide pelo arquivamento da segunda denúncia em desfavor do presidente Michel Temer. Pelo andar da carruagem, o presidente se livrará de mais uma investigação, isso porque transformou o Palácio do Planalto num balcão de trocas.

A última do presidente foi afrouxar as leis atinentes ao trabalho escravo contemporâneo, dificultando sua caracterização, uma medida para agradar à bancada ruralista. Tal mostra que, para se manter no poder, o presidente esquece até sua humanidade, se é que ele tem.

*

Os movimentos “apartidários” que organizaram manifestações contra a corrupção na era Dilma sumiram do mapa, mostrando que de apartidários não tinham nada. Eu me envergonho de ter sido ludibriado por eles e um dia ter vestido uma camiseta da seleção para protestar. Fui usado. Como fui bobo, Deus.

*

Em Mossoró, a nomenklatura rosalbista nas redes sociais está silenciosa, sinal de que não há mais como defender a prefeita. Estamos no décimo mês de administração e a gestora que “sabia fazer” não cumpriu nada do que prometeu. A cidade continua com os mesmos problemas do ano passado, e em alguns pontos houve retrocesso, como na saúde, iluminação pública e na relação entre governo e sindicato. Além do mais, quase a totalidade dos novos secretários se mostra inacessível: eles não recebem ninguém e tratam os subordinados com exagerada arrogância.

Minha Mossoró, o que estão fazendo com você?

*

O Nogueirão já está pronto para receber os jogos da Série B do Campeonato Potiguar. Hoje eu estive no local e pude constatar que a estrutura foi cuidada e que todos os corrimãos em “U” foram instalados, atendendo assim a última exigência do Corpo de Bombeiros.

A equipe Mossoró Esporte Clube entrará em campo no próximo domingo, 22, às 17h, para enfrentar o Palmeira de Goianinha.

*

O radialista Jaedson Freitas vem conseguindo uma grande audiência no seu programa Amor sem Fim, veiculado diariamente, das 20h às 22h, na FM Santa Clara. Ele voltou a usar a fórmula do recadinho do coração e da divulgação de números de telefone para quem quiser fazer novas amizades.

Apesar do fenômeno das redes sociais, a fórmula resgatada por Jaedon Freitas vem alcançando grande sucesso, mostrando que sua aposta foi acertada.

*

E por falar em rádio, indico o programa “90 Minutos”, transmitido diariamente pela Rede Bandeirantes de rádio, das 9h às 10h30. A apresentação é de José Luís Datena, que trata de temas diversos do policial, sempre mantendo suas opiniões fortes e claras.

*

Neste Dia do Médico, quero parabenizar a todos estes profissionais que trabalham com afinco para salvar vidas. Sempre defendo que a Medicina é mais do que uma profissão, é um dom. Eu mesmo não teria condições psicológicas de fazer o que eles fazem nos atendimentos de urgência e emergência.

Parabéns a todos que decidiram enveredar por este caminho de salvar vidas. Nós precisamos muito de vocês.

Felicitações especiais aos médicos Bernardo Rosado, Yvis Serra, Ingrid Medeiros (foto), Mateus Fernandes, Leopoldo Alves, Haroldo Duarte, Ilana Figueiredo, Erasmo Firmino e Adail Vale.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome