Pílulas…pílulas…pílulas… (06fev)

2
78

Desde o dia 01º de janeiro a propaganda partidária deixou de existir. Tratava-se do uso da rádio e da televisão para divulgar as ideologias dos partidos políticos. A extinção desse canal de divulgação político-partidária se deu através da lei nº. 13.488/17.

*

Ainda sobre mudanças na legislação eleitoral. Essa mesma lei determinou que carros de som divulgando candidaturas só poderão circular em carreatas, caminhadas, passeatas, reuniões e comícios. Assim, estamos livres daqueles carros de som que nos torravam a paciência na cesta e noutros horários inconvenientes.

*

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) perde para todos os demais pré-candidatos nas simulações de segundo turno. A razão é simples. O deputado não tem mais para onde crescer. O séquito de seguidores chegou ao limite. Ele representa parcela da população que se sente representada pelas suas declarações de ódio.

*

A direita brasileira precisa urgentemente procurar seu lugar ao Sol. Ora, não possuem um nome capaz de bater de frente com um condenado em segunda instância. É muita pequenez para um grupo que teve recentemente um presidente da República e que comanda São Paulo (SP), a maior cidade do país, há décadas. Não adianta apenas esbravejar contra esquerda, é preciso apresentar uma opção viável, o que não está acontecendo, ao menos aos olhos da população.

*

A prefeitura municipal de Governador Dix-sept Rosado resolveu resgatar o carnaval. O anúncio dos eventos e das bandas que animarão os foliões foi feito na semana passada pelo prefeito Antonio Bolota (PHS) e pelo secretário de Cultura e Desporto, Marcelo Neves.

Optou-se por bandas locais e regionais, uma forma de evitar super cachês, proibitivos diante da crise econômica enfrentada pelo município, e também uma forma de valorizar os talentos locais.

Uma questão prioritária para os organizadores foi a segurança. Várias equipes, públicas e privadas, zelarão para que tudo transcorra sem violência.

O carnaval dix-septiense não será uma boa opção para os desordeiros.

*

Ainda não será desta vez que teremos a opção do “árbitro de vídeo” nos jogos do Campeonato Brasileiro. Por 12 x 7, com abstenção do São Paulo, os times da Série A rejeitaram a implantação do árbitro de vídeo. A questão financeira falou mais alto. Os custos seriam muito elevados, difíceis de serem bancados por times que, no geral, vivem na pindaíba.

*

Quem anda sumido da cena política é o ex-prefeito Francisco José Jr. deu, literalmente, uma mergulhada: Nas redes sociais o ex-prefeito se mostra bastante dedicado ao surf. Será que está apenas dando um tempo ou será que desistiu mesmo da vida política? Neste segundo caso, agirá igual ao pai, o ex-deputado Francisco José, que também se mostra distante da política.

*

Na semana passada o Jornal Oficial do Município (JOM) trouxe a exoneração, a pedido, da secretária municipal da Agricultura e dos Recursos Hídricos, Anne Katherine Holanda, esposa do deputado federal beto Rosado (PP), sobrinho da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Após a publicação, várias teorias começaram a surgir, a maioria apontando desavenças políticas no meio do grupo familiar. Nada disso. Anne Katherine pediu exoneração porque foi chamada para assumir um cargo público efetivo que exige dedicação exclusiva. Só isso. Tudo continua em paz no grande seio familiar.

 *

Quem pretende passar o período momesco em Mossoró, a melhor opção continua sendo o Thermas Hotel & Resort. A programação dos quatro dias de folia foi feita para atender aos interesses de toda a família, com opções de brincadeiras nas piscinas, shows artísticos, jogos, passeios, atrações musicais. Tudo com muita segurança.

*

Apenas nove municípios da região de Mossoró solicitaram a obrigatória autorização do Corpo de Bombeiros para a realização do carnaval. Ainda não houve autorização definitiva em nenhuma das nove solicitações. Os pedidos ainda estão em análise.

Entrei em contato com o Corpo de Bombeiros para pegar a lista dos nove municípios, mas a pessoa que me atendeu no 3315-2089 disse que apenas o Capitão Daniel, o comandante local, detinha tal informação.

*

É bom “jair” explicando por que nunca obteve sucesso na carreira profissional que escolheu, a de militar; É bom “jair” explicando os bens incompatíveis com seus rendimentos; É bom “jair” explicando por que prega o discurso apolítico e vive unicamente da política desde 1988, ou seja, há 30 anos; É bom “jair” explicando os vários casos de insubordinação no curto período em que trabalhou no Exército, inclusive sendo preso; É bom “jair” explicando por que critica tanto a atividade sindicalista, se a exerceu nos tempos de Exército; É bom “jair” explicando por que critica as oligarquias se apadrinhou a campanha dos três filhos que ocupam cargos eletivos; É bom “jair” explicando muita coisa nesse discurso populista cheio de contradições.

2 Comentários

  1. Enfim livre dessas porcarias que diariamente perturbava nossos ouvidos com seus sons horríveis.

  2. Tio colorau bom dia, o ” jair “, optou pela política porque pode falar as asneiras que fala, no Exército cada vez que falasse as besteiras que fala pra aparecer na mídia, seria enjaulado que é um local ideal pra ele, pense num cabrinha asqueroso e oportunista. Eita povinho fácil de manipulação. Depois ficam choramingando das desgraças que patrocinam. Já imaginou, um cabra desse totalmente desprovido de bom senso, representando o Brasil na ONU ou nas grandes decisões com os maiores Líderes mundiais ?. Um abraço cordial Tio Colorau.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome