Racionalidades – 05ª edição.

0
174

Pela segunda vez em menos de um ano, o odontólogo Jarbas Mariano pediu exoneração do cargo de diretor-geral do Hospital Regional Tarcísio Maia. Em julho de 2017, alegou solidariedade à Lúcia Bessa, que havia sido exonerada, apesar do excelente trabalho que desempenhava. O pedido não foi aceito e ele continuou no cargo. Agora, novamente por solidariedade, Mariano pede para ser exonerado. Desta feita o solidarizado foi George Antunes, exonerado do cargo de Secretário Estadual de Saúde.

Vai ficar feio para o diretor-geral se ele repetir o que fez em 2017. Mostrará que ele gosta mesmo é de um pantim. Ninguém fica num cargo comissionado contra sua vontade.

*

Recordar é viver. Em maio de 2016, Romero Jucá, então ministro da Previdência do governo Temer, foi gravado numa conversa altamente profética com o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Na oportunidade, Jucá disse que haveria o impeachment de Dilma Rousseff e que depois a Lava Jato seria delimitada, tudo feito com participação de membros do Supremo Tribunal Federal (STF). O homem, que desde 1984 enlameia a política, mostrou-se um verdadeiro Robério de Ogum.

*

Na última quarta-feira, o blog do jornalista Carlos Santos publicou uma extensa matéria sobre os contratos de limpeza urbana envolvendo a administração municipal. O jornalista traz muitos dados e informações comprovando que há algo fétido no ar, e não é apenas o odor provocado pelo serviço de qualidade duvidosa que é ofertado pela Vale Norte, não obstante as grandes cifras envolvidas.

O blog mostrou que há dispensa de licitação em série, e que o valor da seguinte sempre é superior à anterior, e que tal não é refletido no serviço, o qual recebe críticas diárias dos moradores da cidade.

*

Quem costuma acompanhar o noticiário sabe que o “lixo” é elemento constante nos escândalos de corrupção envolvendo administrações municipais. Através desses contratos muitos prefeitos enchem as burras de dinheiro. A razão é até simples: a fiscalização é difícil de ser realizada.

*

Outro ponto interessante trazido na postagem é o silêncio cúmplice da imprensa e a calmaria nas redes sociais. Na administração anterior, as dispensas de licitação nos contratos de limpeza urbana eram motivos de comentários enfurecidos de setores da imprensa, com destaque para o programa Observador Político, da TV Mossoró. Hoje, o silêncio dos apresentadores em relação a esse e outros descasos da administração municipal chega a ser constrangedor.

*

Você pode ler a rica matéria publicada no blog do jornalista Carlos Santos clicando aqui.

*

Na última terça-feira a 2ª Turma do STF começou a analisar denúncia em desfavor do senador José Agripino (DEM) e da ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP). A dupla é acusada de ter recebido R$ 1,1 milhão para assegurar a manutenção e execução de contrato de concessão de serviço público de inspeção veicular ambiental celebrado entre o Consórcio INSPAR e o Estado do RN.

O relator do caso, ministro Ricardo Lewandowski, votou pelo recebimento da denúncia em relação ao senador José Agripino e pela rejeição em relação à ex-governadora Rosalba Ciarlini. O voto seguinte seria do ministro Gilmar Mendes, mas ele pediu vistas, suspendendo o julgamento.

*

Quanto ao processo acima, o fato inusitado é que ele teve que ser totalmente reconstruído, pois o original havia sumido. Pelo menos foi isso o que disse o ministro Lewandowski, justificando a demora para coloca-lo em pauta.

E o STF está desse jeito? Processos somem? Pois diga.

*

Amanhã será o Dia D da vacinação contra a gripe. Em Mossoró, haverá 39 locais de vacinação, incluindo todas as unidades básicas de saúde da zona urbana, além de um ponto especial no Partage Shopping. Nas unidades de saúde o atendimento será das 8h às 17h, sem intervalo para almoço. Ao todo, o Ministério da Saúde disponibilizará 19 mil doses para Mossoró, a serem usadas exclusivamente amanhã.

*

Esta semana fui conhecer o restaurante da Biofit, recentemente inaugurado. Fiquei surpreso – positivamente – com o que vi. O cardápio tem várias opções de refeições leves, todas com a discriminação da quantidade de calorias. São quatro ou cinco opções de saladas, mesma quantidade de opções de pratos à base de carne, frango, peixe e frutos do mar.

O prato acima, pelo qual paguei R$ 26, é a base de frango, tendo como acompanhamento tabule de quinoa e salada crua. Tudo muito saboroso.

Na oportunidade em que estive lá, vi dois ou três conhecidos, os quais também foram unânimes em elogiar os pratos que escolheram. Ouvi, contudo, uma cliente se queixar do filé à parmegiana. Segundo ela, estava intragável. Foi, porém, a única queixa que ouvi.

Os preços dos pratos variam de R$ 14 a R$ 39, mas a maioria fica entre R$ 22 e R$ 26.

O restaurante abre de terça-feira a domingo, para almoço e jantar. À noite há opções de sanduíches, tapiocas etc.

Mais uma boa opção gastronômica em Mossoró.

*

Quando foi descoberto o petróleo do pré-sal, em 2006, o então governo Lula determinou que 75% dos royalties deveriam ser investidos em educação e 25% em saúde.

Em 2016, já no governo Temer, a regra foi extinta, com o consequente cancelamento de investimentos em saúde e educação. Além disso, foi retirada da Petrobras a exclusividade para explorar os campos de petróleo do pré-sal.

*

A decisão do STF que restringiu o foro privilegiado por prerrogativa de função pode ser um tiro no pé. Nem todos os juízes brasileiros são como Sérgio Moro. Nessa semana vi que processo contra o senador Aécio Neves foi enviado para a Justiça Estadual de Minas Gerais e processo contra Jader Barbalho foi enviado para a Justiça Federal do Pará. Ora, os caciques têm grandes influências em seus redutos, inclusive no Judiciário. Muitos nomearam desembargadores quando foram governadores.

Nessa questão, se correr o bicho NÃO pega e se ficar o bicho NÃO come.

*

O jornalista Rodrigo Vizeu continua dando show no seu “O Presidente da Semana”, podcast semanal sobre cada um dos presidentes da República. O último foi sobre Campos Sales, o presidente que instituiu o oligarquismo e a política do café-com-leite no nosso país.

Os episódios são lançados às segundas-feiras. Eles podem ser ouvidos no site da Folha de S. Paulo ou então no aplicativo Spotify. O próximo será sobre Rodrigues Alves. Cada podcast tem entre 15 e 20 minutos de duração.

*

O Lajedo de Soledade, localizado na vizinha Apodi, foi destaque na Elofar Vida, uma revista semestral distribuída para médicos em todo o território nacional, com tiragem de 20 mil exemplares. A publicação é editada em Florianópolis (SC).

A matéria, de quatro páginas, foca na riqueza histórica do local, especialmente suas pinturas rupestres, feitas por índios no período pré-histórico.

Muito bom ver nossa região sendo destaque em publicações de âmbito nacional. Tal incentiva o turismo, uma das nossas poucas fontes de renda.

*

Sem dizer claramente o motivo, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), pré-candidato à presidência da República, cancelou visita que faria a Mossoró no próximo dia 18 de maio. A nota da organização do evento fala em “compromissos urgentes”. A visita à Natal, no dia 17 de maio, está mantida.

Resta saber o real motivo do cancelamento da agenda do pré-candidato a Mossoró. Essa de “compromisso urgente” não cola, até porque ele estará no dia 17 de maio em Natal.

Talvez o deputado não tenha ficado muito satisfeito quando soube que o encontro seria num parque de vaquejada. Seria piada pronta.

*

Na semana passada, durante uma diligência, perguntei a um senhor se este conhecia a pessoa tal, que morava naquela rua. Ele então sapecou: – Sei quem é, este rapaz mora ali, mas não tenho amizade com ele, e nem deixo que meus filhos tenham. Eu então quis saber o porquê. Ele logo concluiu: – É um povo que não gosta de dormir à noite.

Particularmente, nunca tinha visto alguém usar esse eufemismo para definir quem gosta do alheio.

*

A japonesa Toyota anunciou que a partir de novembro as suas duas fábricas no Brasil, no interior paulista, passarão a adotar o terceiro turno de trabalho, algo que nunca havia acontecido nos 60 anos de história da montadora no país. A medida gerará 870 novos empregos diretos e 700 empregos na cadeia de fornecedores.

Só na unidade de Sorocaba a montadora produz 108 mil veículos por ano. Com o novo turno chegará a 160 mil.

*

De janeiro a abril deste ano foram comercializados no Brasil 502 carros da montadora Porsche, aumento de 59% em relação ao mesmo período do ano passado. Em termos percentuais o Brasil foi o mercado que mais cresceu no mundo.

*

Cada brasileiro gastará, em média, R$ 1.872,00 para completar o álbum de figurinhas da Copa do Mundo, valor este equivalente a compra de 936 pacotes de figurinhas. O cálculo é da Antecipa, empresa de antecipação de recebíveis.

Se o colecionador nunca pegasse uma figura repetida, o valor seria inferior a R$ 300,00.

*

Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas pelo telefone 99648-2588 (WhatsApp).

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome