Racionalidades – 60ª edição.

0
76

MOSSORÓ CIDADE JUNINA 2020 – No início da semana, em evento realizado no Memorial da Resistência, a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) mostrou ao público presente e à imprensa um esboço do que será o Mossoró Cidade Junina (MCJ) no ano que vem.

Não vi o ato como um lançamento, como foi divulgado à larga, mas como um esboço mesmo, o que não me impede de elogiar a iniciativa.

No dia foram anunciadas três atrações: Zé Ramalho, Alceu Valença e Xand Avião, além do dia em que será realizado o Pingo da Mei Dia, 06 de junho; e o Boca da Noite, 04 de julho.

A grande e excelente sacada foi a de transformar o Mossoró Cidade Junina num ponto de encontro de todos os estados do Nordeste, reverenciando o talento e a cultura de cada um deles. Nestes tempos em que a região é tratada com desdém por alguns, enaltecê-la é um ato inteligente e de resistência, até.

A prefeitura tem quase um ano para trabalhar essa genial ideia, transformar o MCJ num point de encontro da cultura nordestina.

*

NEM TANTO – Como sempre, a turma que beija a mão da prefeita aproveitou para extrapolar. Numa rádio local alguém disse que o “lançamento” do Mossoró Cidade Junina foi essencial para incrementar o turismo na região. Não, não foi. Todo mundo já sabe que o Pingo da Mei Dia ocorre no primeiro sábado de junho e que as festas são de quinta a domingo. Nada de novo. Além do mais, não foram divulgados os dias em que as atrações antecipadas irão se apresentar, o que impede qualquer agendamento.

*

REITERO – O elogiável de tudo isso foi apenas a ideia de transformar Mossoró num ponto de encontro dos nordestinos em junho de 2020. Se vai pegar, não sei, mas torço que sim.

*

PT NUNCA MAIS – Costumeiramente encontro Júlio César Fernandes, que foi o primeiro vereador de Mossoró eleito pelo PT, isso em 1992. Atualmente ele é um fervoroso crítico do partido, inclusive votou em Jair Bolsonaro (PSL) nas últimas eleições. Júlio César foca sua crítica no estilo de vida dos integrantes do partido. “No meu tempo, os petistas andavam com sandália de rabicho, hoje só usam roupas e acessórios de grife”, diz, e continua: “Petista agora anda de carro importado. Virou chique ser do partido”.

Júlio César entende que o partido perdeu sua essência.

*

QUIPROQUÓ NO CORREDOR CULTURAL – Pouca gente sabe como foi o acordo que resultou na doação de uma parte do corredor cultural para um grupo privado. São muitas conversas, nenhuma certeza e poucos documentos tornados públicos. O fato é que no local foi erguida a imensa A Construtora Express. O acordo nebuloso ainda envolve o terreno onde funciona a A & C, na Avenida Cunha da Mota.

*

QUIPROQUÓ SOBRE O CORREDOR CULTURAL 02 – Todo o acordo foi feito em 2013, na gestão da ex-prefeita Cláudia Regina (DEM), e teve o beneplácito da Câmara Municipal, apesar do absurdo que ele representava.

*

QUIPROQUÓ SOBRE O CORREDOR CULTURAL 03 – O Ministério Público (MP) – com certo atraso, é verdade – ajuizou uma ação onde pretende desfazer o negócio (seja lá qual tenha sido), devolvendo ao poder público o espaço ora ocupado pela iniciativa privada. O rebu será grande.

*

QUIPROQUÓ SOBRE O CORREDOR CULTURAL 04 – Sinto que o espaço só voltará para o poder público se a iniciativa do MP for açambarcada pela prefeitura municipal, imprensa e vereadores, o que acho muito difícil. Desde tempos imemoriais sabemos que no Brasil o poder econômico determina o poder político.

 *

PROVA CICLÍSTICA – A prefeitura de Mossoró, através da Secretaria de Municipal de Esporte e Lazer, publicou na edição 523a, do Jornal Oficial de Mossoró, o decreto nº 5476 que institui a 70ª edição da Prova Ciclística Governador Dix-sept Rosado. Neste ano de 2019, a prova acontece nos dias 20, 21 e 22 de setembro e está inserida dentro da programação comemorativa dos festejos abolicionistas de Mossoró.

A Prova Ciclística Governador Dix-sept Rosado é uma das mais antigas do país e é reconhecida pela participação efetiva de diversos ciclistas dos mais diferentes estados, chegando a um contingente de quase 500 bicicletas por edição. No ano passado retornou ao calendário de competições oficiais da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Com o ranqueamento, a prova passou a contar pontos para o campeonato brasileiro.

O regulamento com o período de inscrições, categorias e todas as informações sobre a prova, será divulgado nos próximos dias.

*

IMAGEM – Acima, poda realizada nas árvores localizadas no canteiro da Rua Dix-huit Rosado, no município de Governador Dix-sept Rosado. O registro fio feito na quarta-feira (21). Na imagem aparecem cinco ou seis árvores, mas a poda foi feita em aproximadamente 20.

Creio que os galhos e folhas voltarão a crescer, mas era mesmo necessário “pelar” as árvores? Uma cidade tão quente.

*

FUNDO AMAZÔNIA 01 – Criado em 2008, o Fundo Amazônia, gerido pelo BNDES, é alimentado por vários países do mundo, especialmente europeus, que depositam quantias significativas para que o governo brasileiro invista na preservação da Amazônia. Os países que mais investem são Alemanha e Noruega, responsáveis por 80% dos valores depositados.

*

FUNDO AMAZÔNIA 02 – A liberação do dinheiro é feita através da aprovação de projetos. Estudo recente verificou que 70% dos projetos aprovados partiram do governo federal, de estados e de municípios, e 30% partiram de Organizações Não Governamentais (ONGs). Cada projeto é bastante fiscalizado, inclusive por etapas, de modo que o dinheiro só é liberado para a etapa seguinte se a anterior tiver sido cumprida.

*

FUNDO AMAZÔNIA 03 – No início de junho o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sugeriu que utilizaria os recursos do Fundo Amazônia para pagar indenizações a fazendeiros e grandes proprietários de terra que tiveram seus imóveis desapropriados para reflorestamento (unidades de conservação).

*

FUNDO AMAZÔNIA 04 – Ao serem informados das pretensões do novo governo, os países suspenderam o envio dos recursos. No caso da Noruega, R$ 134 milhões.

De fato, os fazendeiros merecem ser indenizados pela desapropriação de seus imóveis, mas o Fundo Amazônia foi criado para um fim bem diverso: preservar a Amazônia e o meio ambiente, através de projetos que demonstrem detalhadamente sua eficácia.

*

FUNDO AMAZÔNIA 05 – O curioso é que o governo federal tem R$ 1,8 bilhão em caixa para pagar as indenizações. Pelo jeito, o governo quer que todo dinheiro destinado à preservação da floresta amazônica seja utilizado para pagar aos fazendeiros e grandes proprietários.

*

PRA SE EMPANTURRAR – O Thermas Hotel & Resort sediará amanhã o Carne & Sal Mossoró BBQ, o maior evento de carnes especiais já ocorrido em Mossoró, com 18 estações contendo os mais diversos cortes (Haja Sal Eno), como costelão, maminha sindbolk, ancho, salmão na tábua, galinhada, costelinha suína, assado de tiras e suíno inteiro.

O evento começará às 13h e se estenderá até às 21h, com animação do DJ New Vibe, Frequência 02, André Luvi e o sambista Everaldo Rodrigues.

As carnes e as cervejas já estão incluídas no valor do ticket. E a cerveja não é Itaipava em lata não, é Heineken. A organização botou pra arregaçar. Oito horas de carnes especiais e cerveja Heineken. Dá pra você?

Tickets à venda no restaurante Tchê e na agência MM8.

*

NÃO, NÃO SÃO OS DEUSES – O primeiro homem, ao menos no mundo ocidental, a acreditar que os fatos e acontecimentos do cotidiano não vinham da vontade dos deuses foi o filósofo grego Tales de Mileto, isso lá pelo século V a.C. Para tentar entender o porquê dos acontecimentos, ele criou a Escola de Mileto, onde buscava as explicações racionais para os fatos que as pessoas julgavam ser decisões dos deuses. Seu principal discípulo foi Anaximandro.

Imagine o reboliço que esse homem deve ter causado na época.

*

LA CASA DE PAPEL – A série, que virou febre mundial, teve a terceira temporada lançada há algumas semanas na Netflix. São oito episódios de tirar o fôlego, mantendo o mesmo nível das temporadas pretéritas. Diferentemente de Prison Break, a série não ficou saturada nessa terceira fase. Continua com o mesmo roteiro eletrizante. Resta agora aguardar a quarta temporada, que já foi gravada, mas não tem data pra exibição.

*

AGOSTO LARANJA – No calendário anual de prevenção a doenças, estamos no agosto laranja, que nos alerta para a esclerose múltipla, uma doença neurológica que compromete o comando de várias funções do cérebro, causando cegueira, formigamento em membros, paralisia em parte do corpo, fraqueza muscular, dores articulares, entre vários outros sintomas. O diagnóstico é feito através de exame de imagem. A doença não tem cura, mas há medicamentos e terapias para frear o avanço dos sintomas.

*

CIÚMES – Desconfiança extrema sem motivo aparente, olhar celular e e-mails, ligar a todo momento para saber onde o parceiro está e com quem, cheirar roupas, fuçar a fatura do cartão de crédito, achar que a pessoa está se arrumando demais, desconfiar de qualquer atraso. Esses são sintomas do chamado ciúmes doentio. Para alicerçar sua neura, o ciumento cria fatos inexistentes, sem base em acontecimentos reais. Está acontecendo isso no seu relacionamento? Estão é hora de repensa-lo. Todos precisam de individualidade e liberdade.

*

O NORMAL – O ciúmes normal é aquele decorrente de um fato concreto e real, tipo você ir buscar a esposa no trabalho e encontra-la aos sorrisos com outro. Nessa situação pode até haver um episódio de ciúmes, mas que logo cessará se ficar provado que não havia nada demais ali. O ciumento doentio não precisa de motivos específicos, sua desconfiança é constante, 24 horas por dia, sete dias por semana. Alguns acham que tem a ver com baixa autoestima.

*

TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS (DADOS) – 34 mil brasileiros aguardam por um transplante de órgãos, que no Brasil é regulado pelo Sistema Único de Saúde (SUS); temos o maior sistema público de transplante de órgãos do mundo; das famílias abordadas após o falecimento de um paciente, 57% autorizam a doação dos órgãos; o Irã é o único país do mundo que autoriza a venda de órgãos; no país persa, um rim chega a custar R$ 19 mil; no Brasil há um mercado ilegal de venda de órgãos, onde um rim é negociado por até R$ 200 mil; o SUS gasta R$ 68 mil a cada transplante de fígado; do total de transplantes, 67% é de rins.

*

MESMO RESULTADO – A pessoa que pratica atividade física desde a adolescência tem 36% menos chances de morrer entre os 50 e 70 anos. Para os que começam a praticar atividade física após os 40 anos, essa percentagem é de 35%, ou seja, quase a mesma. Então, não faz muita diferença se você começar a praticar natação aos três anos ou começar no pilates aos 40. Os dados são de um estudo do Instituto Nacional do Câncer dos EUA.

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome