Racionalidades – 66ª edição.

6
977

AUMENTO RETIRADO DE PAUTA – Em sessão longa e com muitos debates, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (Alern) decidiu, por 11 x 10, retirar de pauta o projeto de lei que concede reajuste salarial de 16,38% para procuradores e demais servidores do estado.

A retirada de pauta foi um requerimento do deputado estadual George Soares (PL)(foto), líder do governo naquela casa de leis. De início o cidadão pode achar estranho, vez que o projeto partiu do próprio governo; mas uma emenda apresentada pelo deputado Nélter Queiroz (MDB) foi a razão do recuo.

O projeto original previa reajuste apenas para procuradores do Estado, mas o deputado Nélter Queiroz apresentou uma emenda estendendo o aumento para todos os servidores, sem demonstrar qualquer estudo de impacto financeiro para tanto.

OPORTUNISMO – A iniciativa foi apenas para fazer média com os servidores e colocar a governadora Fátima Bezerra (PT) numa sinuca de bico, pois ela teria que vetar o projeto, dando à oposição o discurso de que a chefe do executivo era traidora dos servidores públicos, uma classe que sempre andou ao lado dela.

Todo mundo sabe que o estado não está em condições de conceder reajuste salarial a nenhuma categoria, nem mesmo aos procuradores do Estado, como constava no projeto original. Ora, o estado mal está tendo condições de pagar o funcionalismo em dia, como conceder reajustes?

O impacto anual na folha, caso o projeto tivesse sido aprovado com a emenda do deputado estadual Nelter Queiroz, seria de R$ 1,2 bilhão. Totalmente fora de nossa realidade.

*

MAIS UMA VÍTIMA – Na última quarta-feira (02), o agente municipal de trânsito Aremir Gonzaga morreu num acidente na BR-304, trecho Mossoró-Natal. O sinistro foi decorrente de uma ultrapassagem irregular feita por um motorista de caminhão.

A consciência dos nossos políticos deveria pesar a cada morte ocorrida na BR-304, trecho Mossoró-Natal, especialmente as decorrentes de ultrapassagens irregulares. Como é que figuras como Aluízio Alves (já falecido), Garibaldi Filho, Agripino Maia e Henrique Alves não tiveram forças para duplicar 280 km de estrada? Eu só posso crer que foi desinteresse. São pessoas que exerceram cargos importantes em nossa República. Impossível não terem forças para conseguirem 280 km de rodovia.

A crítica é extensiva aos demais políticos potiguares que passaram e aos que estão na Câmara dos Deputados e Senado Federal.

*

ELEFANTE BRANCO – A Arena das Dunas é um exemplo de que quando os políticos querem eles conseguem. Na época, toda a nossa classe política se empenhou de corpo e alma para que a arena fosse construída, e conseguiram. Uma obra de R$ 400 milhões num estado onde apenas 22% da população têm acesso à rede de esgotos, por exemplo.

O que teria motivado tanto empenho da nossa classe política para construir essa obra, hoje um elefante branco? Alguma suspeita?

*

O BOOM DAS EMPREITEIRAS – O Decreto nº 64.345/69, assinado pelo presidente militar Arthur da Costa e Silva, determinou que as obras de infraestrutura no Brasil fossem realizadas unicamente por empresas nacionais. Esse foi o pontapé inicial para que empresas como a Odebrecht e a Camargo e Correia, por exemplo, se tornassem gigantes.

Até então essas empresas eram apenas locais. O decreto foi o grande responsável pela ascensão delas. Já em 1971 a Odebrecht construiu o prédio-sede da Petrobras, no Centro do Rio de Janeiro. Outras dezenas de obras públicas foram realizadas no período da Ditadura Militar.

*

O SEGUNDO PONTAPÉ – Em 1997 as empreiteiras receberam outro empurrãozinho para afinarem ainda mais as relações com os políticos. O presidente Fernando Henrique Cardoso, através da Lei nº 9.504, permitiu que empresas privadas financiassem campanhas eleitorais, o que até então era proibido. Daí você já viu, né?

A lei vigorou até 2015, quando o financiamento de campanhas eleitorais por empresas privadas voltou a ser proibido.

 *

PIT STOP NA FARMÁCIA – Cada vez mais o brasileiro recorre a medicamentos para tentar prolongar a vida. Em 2017, a indústria farmacêutica faturou R$ 69 bilhões. Foram 732 milhões de caixas de medicamentos apenas para problemas cardiovasculares. 214 laboratórios disputam o mercado.

*

MOTIVOS – Alimentação inadequada (comidas industrializadas, processadas etc), tabagismo, abuso do álcool e sedentarismo são as principais causas de muitas das doenças que acometem a população.

*

CONSELHO TUTELAR – No próximo domingo (06) ocorrerão as eleições para a escolha de conselheiros tutelares em todo o país. No município de Governador Dix-sept Rosado (RN) cada eleitor poderá votar em até 05 candidatos, dos 23 que se inscreveram, inclusive os atuais cinco conselheiros.

Pelo trabalho que sempre exerceu perante a infância e juventude dix-septiense, este blogueiro apoia a candidatura de André de Caritó, número 04. Conheço de perto o empenho dele em promover ações que beneficiam crianças e adolescentes, muitas vezes abdicando do descanso em feriados e finais de semana. O voto em André é um voto de reconhecimento e gratidão, assim vejo.

*

JUÍZA POTIGUAR NO CNJ – Por proposição do presidente da sessão do Pleno do Tribunal de Justiça, desta quarta-feira (02), desembargador Virgílio Macêdo Jr., vice-presidente do TJ potiguar, foi aprovado voto de congratulações à juíza Keity Ferreira e Saboya, indicada pelo corregedor nacional de Justiça, ministro Emmanoel Pereira, para atuar como juíza auxiliar daquele órgão do CNJ.

Virgílio ressaltou a qualidade profissional da magistrada, sua competência e capacidade de realização. Ele foi acompanhando pelos demais desembargadores em seu voto. O desembargador Amaury Moura frisou os relevantes serviços prestados pela juíza. “Vai representar muito bem o Poder Judiciário do Rio Grande do Norte”, pontuou.

A desembargadora Judite Nunes disse estar ciente da capacidade da profissional da Justiça potiguar o que deixa toda magistratura e Judiciário com muita honra.

Os desembargadores Cláudio Santos e Saraiva Sobrinho também se pronunciaram sobre a escolha do corregedor nacional de Justiça. O primeiro salientou que a nomeação de Keity Saboya enaltece toda a magistratura potiguar. O colega lembrou que a juíza demonstra aptidão para esta nova missão.

*

ROCK AND ROLL TO YOU – Hoje teremos o tradicional Dia do Rock no Rock in Rio. No Palco Mundo se apresentarão as bandas Sepultura (17h30), Helloween (19h30), Iron Maiden (21h30) e Scorpions (0h10). Já no Palco Sunset eu destaco Anthrax (18h30) e Slayer (20h30).

Para quem não teve como ir ao evento, a solução é acompanhar pelo canal MultiShow, que transmite tudo ao vivo.

*

LIVRO – No próximo dia 07 de outubro será lançado o livro “Drogas – Criminalização Simbólica”, de autoria do advogado Olavo Hamilton, que tem atuação profissional a partir de Mossoró. Essa é sua terceira obra. As anteriores vêm sendo citadas em várias decisões judiciais, trabalhos acadêmicos e até num julgado histórico da Suprema Corte de Justicia de la Nación de México.

O lançamento dessa terceira obra será às 9h, no edifício do Conselho Federal da OAB, em Brasília (DF).

Já escrevi e torno a dizer, o advogado Olavo Hamilton é um dos maiores orgulhos de Mossoró. Um rapaz de origem humilde que conseguiu vencer unicamente através do foco nos estudos.

*

VEADAGEM OU VIADAGEM – Dia desses escrevi num grupo de WhatsApp a palavra “veadagem”. Logo, um dos integrantes, que é professor de português, me corrigiu, dizendo que a palavra correta era “viadagem”. Eu até disse que estava lendo a primeira parte da autobiografia do apresentador Jô Soares e que na obra ele grafou “veadagem”. O professor insistiu em dizer que o correto era “viadagem”.

Na dúvida, fiz uma consulta à Academia Brasileira de Letras (ABL). Veio-me antão a resposta:

 

Será que ele continuará insistindo?

OBS. O link para tirar dúvidas é o http://www.academia.org.br/nossa-lingua/abl-responde.

*

QUE ONDA! – Dia desses, em Tibau, um circunstante puxou conversa comigo numa fila de supermercado. No meio do papo ele, que mora em Mossoró, disse que quase todo fim de semana estava na cidade-praia, pois tinha uma ligação muito forte com o mar, que se sentia mal quando passava dias distantes da praia. “Há um elo muito forte entre mim e o mar”, disse-me. “E é? Interessante”, respondi.

O “Netuno” continuou discorrendo sobre sua relação, aparentemente vital, com o mar.

Que onda, não?

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

6 Comentários

  1. A coluna está excelente, com uma ressalva. Dizer que por ser de origem humilde e ter “vencido na vida, Olavo Hamilton é ” orgulho de Mossoró”, não é real. Nem mesmo os livros publicados por ele tem esse condão de transformá- lo nesse “símbolo de orgulho” que citas. O referido advogado é reconhecidamente arrogante, muitas vezes desrespeitoso com aqueles que julga mais fracos que ele. Sem falar que está longe, muito longe, de ser considerado um exemplo de honestidade e retidão. Muitos, eu diria até a maioria dos advogados de Mossoró, tem um história desagradável envolvendo tal persona. Um conselho: não tire a realidade pelo querer bem que tem das pessoas.

  2. Tio, e nesse caso dessa relação marítima? seria ele um Aquaman? seria um caso de que???? kkkk

  3. Tio Colorau , não estaria você legislando em causa própria quando defende o aumento de 17% para procuradores do riquíssimo judiciário Potiguar ? e quando na verdade deveria ser para todos funcionários do pobre RN sem sorte ? sabemos que no judiciário do RN têm juízes, desembargadores promotores e outros ganhando por mês de 100 a mais de 200 mil reais por mês e você ainda acha pouco ? me responda se puder ?

  4. Apesar de a pergunta do amigo ter tido boa elaboração, achei automática e seca a resposta recebida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome