Racionalidades – 84ª edição.

0
67

MOSSORÓ CIDADE JUNINA – A discussão no momento em Mossoró é se o evento deverá ou não ser realizado. Eu não tenho nem dúvida, defendo veementemente que não.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em entrevista coletiva recente, disse que os casos de Coronavírus no país deverão ficar numa ascendente até julho, e que em agosto haverá um platô, para então começar a diminuir em agosto. Assim, não há nem o que pensar.

Nenhum argumento pela realização do evento se sobressai à saúde da população. Simples assim. Não há nem o que discutir.

*

MAS É UMA FESTA TRADICIONAL… – Centenas de festas tradicionais Brasil afora estão sendo canceladas, e todo mundo está entendendo. Sinceramente, essa discussão nem era pra assistir.

*

E OS AMBULANTES… – A prefeitura poderia reservar um pouco do dinheiro que gastaria no evento e ajude a esta categoria, tomando como base os cadastrados na edição de 2019 do evento. O cachê que seria destinado a uma atração nacional dá e sobra pra isso.

*

QUEM TE VIU… – Ontem, dia de São José, coisa de 10h30, o ex-deputado estadual Carlos Augusto, condutor do rosalbismo, foi visto saindo da casa da vereadora Izabel Montenegro (MDB), presidente da Câmara Municipal de Mossoró.

O ato chamou à atenção de minha fonte, que conhece muito bem o modus operandi de “Ravengar”, que nunca saiu de seu “trono” para visitar ninguém. O normal sempre foi todos irem até ele, inclusive o ex-senador José Agripino, quando este estava em Mossoró. Inimaginável o líder ir até a casa de um vereador.

Como diria o democrata cristão: “Sinais, sinais…”.

*

ELEIÇÕES 2020 – Em sessão plenária realizada na quarta-feira (18), o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do RN, desembargador Glauber Rêgo, levantou a possibilidade de as eleições desse ano não se realizarem.

Alicerçando-me na fala do ministro da Saúde, como na nota acima, acho que esta opção está descartada. A partir de agosto já teremos um ambiente de quase normalidade.

O que poderia acontecer é tornar o voto opcional, mas, por se tratar de questão constitucional, não há tempo hábil para mudança.

*

EXPEDIENTE SUSPENSO – Os gestores do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, o Ministério Público Estadual, a Defensoria Pública do Estado e a OAB/RN assinaram na tarde desta quinta-feira (19) um ato conjunto que determina a suspensão, em caráter excepcional,  do expediente presencial em todas as suas unidades, até o dia 30 de abril. Os membros e servidores dessas instituições ficarão em regime de trabalho remoto. Também foram suspensos os prazos de processos físicos e eletrônicos no período de 19 de março a 30 de abril.

*

FUTEBOL LOCAL – Mais um ano de decepção. O Baraúnas nem existe, e o Potiguar foi saco de pancada até de quem não ganhava de ninguém no Campeonato Potiguar, como o Força e Luz.

Até quando dá para insistir?

*

SALÁRIOS DE OUTRORA ATUALIZADOS – Uma equipe de jornalistas da Jovem Pan News fez uns cálculos para saber quanto receberiam, no dia de hoje, os jogadores mais bem pagos em 1981.

Naquele ano, o mais bem pago era Zico (Flamengo), que recebia, em valor atualizado, R$ 172 mil. Depois vinha Sócrates (Corinthians), R$ 169 mil, e na sequência Leão (Palmeiras), R$ 150 mil.

Atualmente, o maior salário do Brasil é de Daniel Alves (São Paulo), que gira em torno de R$ 1,5 milhão, mesmo valor que também recebe Arrascaeta (Flamengo).

*

INFARTO EM JOVENS – A cada ano, a incidência de infartos em pessoas abaixo de 40 anos vem aumentando 2%. Não há nenhuma explicação extraordinária para o fato. Nossas crianças e adolescentes estão bem mais sedentários do que outrora, e comendo bem mais “porcarias”. Não existe segredo, o sedentarismo e a má alimentação são inimigos nº. 01 do coração.

Você então me pergunta, e tantos jovens que morrem praticando atividades físicas, inclusive atletas, como o filho do pentacampeão Cafu? Nestes casos, a causa é genética.

Também não há sustentação científica para aquela conversa de que os infartos em jovens são mais fatais do que em pessoas idosas. Realmente, por um tempo, a Medicina acreditou nisso, mas estudos mais recentes concluíram que isso não é verdade.

*

ENGANAÇÃO DO HIMALAIA – O sal rosa do Himalaia é uma das maiores enganações do mercado de alimentos gourmet. Pra início de conversa ele é produzido há 300 km da Cordilheira do Himalaia. E pior, o que confere aquela cor rosa ao mineral são impurezas. Não caia nessa.

*

TABACO – O índice de fumantes no Brasil é de 9,3% da população. Em 1989 era de 34,5%, uma redução e tanto, mas mesmo assim a quantidade ainda é muito alta. São 18,2 milhões de dependentes da nicotina, que é a substância viciante. A maior percentagem de fumantes está no Rio Grande do Sul, 14%.

Por ano, o cigarro mata 08 milhões de pessoas no mundo. Destas, 1,2 milhão nunca colocou um cigarro na boca, são fumantes passivos.

O imaginário popular acha que a doença que mais mata os fumantes é o câncer de pulmão, mas ela é apenas a terceira da lista, que é encabeçada por doenças cardíacas, seguidas pela DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica).

De cada dez pessoas que fazem algum tratamento para parar de fumar, seis conseguem êxito.

Em média, um tratamento para largar o vício custa R$ 1 mil, o equivalente a 45 dias de cigarro para os que fumam um maço por dia. Vale muito à pena.

*

PESSOAL – Minha saudosa mãe, que era fumante desde os 14 anos, acordou certo dia e disse que dali em diante nunca mais fumaria, promessa que foi cumprida, mesmo sem se submeter a qualquer tratamento. Quando ela faleceu, aos 75 anos, em 2016, já fazia uns 20 que não colocava um cigarro na boca, mas ainda assim tinha uma tosse seca persistente, sequela dos quase 40 anos de tabaco no organismo.

*

PESSOAL 2 – Particularmente, lembro que já experimentei cigarro por 03 ou 04 vezes em toda minha vida. Não gostei. Alguém ainda argumentou que eu não gostei porque não soube tragar. Pode ter sido, mas não gostei e não quero tentar de novo.

*

HISTÓRIA – Em 1910, um jovem imigrante português inaugurou a primeira fábrica de cigarros no Brasil. Seu nome era Albino Souza Cruz. A fábrica, que nem preciso citar o nome, por óbvio, existe até hoje.

*

PICTURES – O filme “Lost Girls: Os Crimes de Long Island” começa com uma frase anunciando que se trata de uma história baseada em fatos reais. Até aí tudo bem, é praxe, mas a segunda frase é bem atípica, foi a primeira vez que vi num filme desse tipo, diz que os crimes ali dramatizados, contudo, nunca foram desvendados.

Ou seja, o spoiler partiu dos próprios idealizadores do filme.

Apesar do aviso, resolvi assistir. Conta a história de uma série de crimes ocorridos em Long island, Nova York, EUA, no início dos anos 2000, tendo como vítimas mulheres jovens, algumas delas prostitutas. A película foca uma das vítimas, Shannan Gilbert. A crítica, no geral, achou o filme morno, defendeu que a história deveria ter sido melhor aproveitada. Concordo, mas ainda assim vale à pena assistir.

Quanto ao desfecho, alguma coisa foi desvendada, mas, realmente, as investigações não foram conclusivas, e isso, por si só, é uma pista, como você verá no filme.

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome