Por bem menos do que acontece no Brasil, vice-presidente do Uruguai, Raúl Sendic, renunciou ao mandato.

0

Dos países da América Latina, o Uruguai é o mais combativo quando se trata de corrupção. A população não tolera políticos corruptos, o mesmo acontece com os partidos políticos e órgãos de investigação e punição. Vem de lá um exemplo recente desta aversão ao malfeito.

No último dia 09 de setembro o vice-presidente, Raúl Sendic, 55 anos, renunciou ao mandato de forma “indeclinável”.

O FATO – Antes de assumir a vice-presidência, Sendic foi diretor da petroleira estatal daquele país, a Ancap, por dois anos. Neste período ele usou um cartão corporativo da empresa para comprar bens de uso pessoal, num montante de US$ 56 mil. Além disso, Raúl não tinha formação acadêmica em Genética Humana, como ele dizia.

Diante das pressões, sobretudo por parte de seu partido, frise-se, Raúl Sendic renunciou ao cargo, mesmo alegando inocência.

Comparando-se ao Brasil, o caso trazido acima é café pequeno, no entanto, como frisei acima, o Uruguai é o país mais anticorrupto da América Latina.

No ranking mundial da honestidade, elaborado pela ONG Transparência Internacional, o Uruguai ocupa a 21ª posição, enquanto nosso Florão da América amarga um 79º lugar.

103 edições do Jornal Oficial do Município somem do site oficial da prefeitura

1

Não sei se por erro técnico ou por outra razão, mas sumiram 103 edições do Jornal Oficial do Município na página da prefeitura de Mossoró na internet.

Ao olhar as edições antigas, há um vazio entre as edições 350 (01º de abril de 2016) e 409-A (29 de maio de 2017), o que implica um sumiço de 103 edições, conforme demonstra o recorte acima.

Mas o blog não deixará desamparado aquele que tentar fazer uma pesquisa nas edições que sumiram. Basta clicar aqui para ter acesso à todas as edições, sem cortes.

Mais uma vez o blog contribui com a prefeitura, dando transparência aos seus atos.

Comarca de Governador Dix-sept Rosado já tem data para encerrar suas atividades

0

O Fórum da Comarca de Governador Dix-sept Rosado já tem data para deixar de funcionar.

A Portaria nº 1.436/2017, publicada no Diário da Justiça Eletrônico de ontem, tornou público o cronograma de implantação da redistribuição de competências no âmbito do Poder Judiciário do Rio Grande do Norte.

A primeira comarca a ser agregada será a de São Rafael, que passará a fazer parte da Comarca de Assu no dia 22 de outubro.

A Comarca de Governador Dix-sept Rosado será agregada a de Mossoró entre os dias 13 e 17 de novembro.

A partir de 18 de novembro todas as demandas que tiveram origem em Governador Dix-sept Rosado tramitarão na comarca de Mossoró, assim como os novos procedimentos protocolados.

O Ministério Público, consoante informações colhidas pelo blog, ainda funcionará por aproximadamente dois meses após o fechamento do fórum.

Pílulas…pílulas…pílulas…(18set)

1

A rodada do fim de semana do Brasileirão Série A foi marcada por um gol de mão do atacante corintiano Jô, o que garantiu a vitória do seu time sobre o Vasco por 1 x 0. O curioso do lance é que o quatro árbitro, Eduardo Valadão, estava a poucos passos do gol, e em posição que sugeria estar prestando muita atenção na jogada.

Mesmo com a pressão dos jogadores vascaínos, o quarto árbitro validou o gol.

Não é a primeira vez que Valadão se envolve em polêmicas nos jogos do Corinthians. Na partida do time paulista contra o Vitória, quando na oportunidade era o árbitro principal, ele anulou um gol legal do Vitória, causando revolta entre torcedores e jogadores do time baiano. Pelo jeito, Valadão é tão corintiano quanto Diassis Linhares. Resta aos próximos adversários do alvinegro paulista lembrar do seu nome.

*

O jornalista Bruno Barreto ultima os preparativos para o lançamento do seu livro: “Os Rosados Divididos – Como os Jornais Não Contaram essa História”. A obra é o resultado de um trabalho exaustivo feito pelo jornalista, que passou meses na biblioteca municipal e nos arquivos dos jornais locais vasculhando edições antigas de O Mossoroense e da Gazeta do Oeste. Um livro obrigatório para quem quer conhecer mais da história política recente de nossa cidade.

Ainda não há data oficial para lançamento, mas a pré-venda já começou.

Para garantir o seu basta depositar R$ 50 em uma das duas contas abaixo e em seguida enviar o comprovante para o telefone-WhatsApp 98889-3574.

CEF: ag. 0560 c/c 38123-7 ou BB: ag. 36-1 c/c 71969-2. Ambas de titularidade do próprio autor.

*

O Cartório Eleitoral da 57ª Zona Eleitoral, Governador Dix-sept Rosado, já cerrou suas portas para atendimento ao público. Os procedimentos para os eleitores só serão retomados no próximo dia 05 de outubro, já na nova sede, em Mossoró.

Neste intervalo haverá apenas trabalho interno, a fim de operacionalizar a transição de todos os procedimentos, processos, móveis etc. Tudo está a cargo de um único servidor, Andeni Silva, que corre contra o tempo para dar conta do árduo e doloroso trabalho.

*

O 3º Festival da Cerveja foi show de organização. Ocorrido no último sábado, levou centenas de pessoas para o Cândidus Restaurante, onde todos puderam provar mais de 1.500 litros de cervejas artesanais, tudo ao som do sambista Everaldo e depois da banda Sfinge. Para muitos, o festival já faz parte do calendário anual de eventos obrigatórios.

*

Ontem assisti ao filme infantil O que Será de Nozes? II” (em cartaz no MultiCine). A película passa um ensinamento bem interessante para as crianças. Vale à pena levar seu filho. Conta a história de um prefeito corrupto e ganancioso que pretende transformar um parque ecológico num empreendimento comercial, o que desalojará todos os animais que vivem no local. Inconformados, os animais procuram meios de evitar que a ideia seja concretizada (sem perdão do trocadilho).

Assim, a película mostra que muitas vezes não são os animais que estão invadindo a zona urbana, nós, os humanos, é que invadimos as áreas deles. Em cartaz no MultiCine, Partage Shopping.

*

Nos próximos dias 22 e 23 de setembro o mossoroense terá oportunidade de apreciar música de alta qualidade. O evento Fest Bossa & Jazz levará excelentes artistas para a Estação das Artes, entre estes Nuno Mindelis (Angola), J.J. Jackson (EUA), Sandra de Sá, Sueldo Soares e a Orquestra Sanfônica de Mossoró.

A programação completa pode ser acessada pelo site festbossajazz.com.br ou nas redes sociais do evento, através dos endereços @festbossaejazz (Facebook), @festbossajazz (Instagram) e @fbjoficial (Twitter).

Após os shows, haverá jam sessions na Birra Nordestina.

Banda potiguar Far From Alaska se destaca no cenário nacional

0

A banda potiguar Far From Alaska nasceu em 2012, dentro do Planeta Terra Festival, em São Paulo. A aceitação ao som do quinteto foi tamanha que eles se mudaram de “mala e cuia” para São Paulo em 2014.

Nestes poucos anos de carreira, a banda já se apresentou em diversos festivais no Brasil e até no exterior. Em junho passado, por exemplo, se apresentou no Download Festival (foto), na França, oportunidade em que foi bastante elogiada, inclusive por publicações especializadas locais.

O segundo disco da banda, Unlikely, recém saído do forno, vem recebendo rasgados elogios da crítica, inclusive sendo destaque em revistas como a Rolling Stone Brasil e Veja São Paulo. Unlikely foi gravado nos EUA, com produção de Sylvia Massy, que já trabalhou com o Red Hot Chilli Peppers e System of a Down.

O quinteto toca um hard rock com pitadas de música eletrônica. Um som que vem agradando ao público que gosta do que se convencionou chamar de rock pesado.

A maioria dos integrantes da banda é de Natal, mas o baixista Edu Filgueira é mossoroense da gema, filho do empresário Eduardo Filgueira, da Transportadora Zeagostinho.

O Far From Alaska tocará em Fortaleza no próximo dia 05 de novembro, dentro do evento Ponto.CE, uma oportunidade única de assistirmos à apresentação desta banda que tende cada vez mais a ser destaque mundial.

Filho do ex-prefeito João Newton se mostra insatisfeito com homenagem da prefeitura

0

No último dia 17 de março faleceu em Mossoró o ex-prefeito João Newton da Escóssia, aos 90 anos de idade, um homem que escreveu sua história com moral, retidão e lisura. Elegeu-se deputado estadual em 1974 e prefeito de Mossoró em 1976, ficando no cargo até 1982.

Na vida pública ficou conhecido pelo apelido de “João Não”, isso por sempre negar pedidos que favoreciam este ou aquele em detrimento da coletividade. A honestidade é a qualidade mais apontada pelos que o conheceram e sabem de sua história.

Na última quinta-feira (14) a prefeitura o homenageou dando seu nome a um auditório na autarquia PREVI-Mossoró. A cerimônia contou com quatro dos seus nove filhos.

O professor universitário aposentado Carlos Escóssia, o filho homem mais velho de João Newton, não compareceu ao ato em sinal de protesto. “Pela história de meu pai, ele merecia uma homenagem maior do que uma simples sala num prédio de uma autarquia, prédio este que até alugado é”, disse-me.

De fato, Carlos Escóssia tem razão. A homenagem feita pela prefeitura não está à altura do que representou o ex-deputado e ex-prefeito João Newton da Escóssia.

O professor Carlos Escóssia frisou, contudo, que a insatisfação é uma posição pessoal sua, e que ela não representa necessariamente a posição dos seus irmãos e demais familiares do senhor João Newton.

Não citarei nomes, mas há prédios e logradouros públicos em Mossoró com nomes de pessoas que representaram para a cidade bem menos do que o senhor João Newton da Escóssia.

O ex-prefeito merecia uma homenagem digna do que ele representou.

Universidade Estadual do RN receberá ronda permanente da Polícia Militar a partir de hoje

0

O reitor Pedro Fernandes Ribeiro Neto convocou uma reunião com o comando da Polícia Militar em Mossoró para discutir a colocação de um efetivo policial no Campus Central da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

A partir desta quinta-feira (14) será disponibilizada uma ronda permanente no Campus Central e preparado um plano de operações por parte da PM por parte do comando para garantir a segurança dos alunos. Também será assinado um convênio entre UERN e PM para pagamento de diárias operacionais.

O reitor Pedro Fernandes reivindicou a presença de uma ronda permanente da Polícia Militar no Campus Central. A ideia já vinha sendo discutida e após o assalto ocorrido na última quarta-feira se tornou urgente. “A gente não pode preterir essa presença da PM porque discutimos essa ideia em maio e se tivesse colocado na época talvez não tivéssemos esse assalto. A gente precisa colocar esse serviço urgente”, avaliou.

O encontro contou com a presença do promotor criminal Romero Marinho, professor da Faculdade de Direito (FAD/UERN), que destacou a importância de se colocar a Polícia Militar no Campus Central. “Em outros tempos seria inimaginável a PM dentro da universidade, mas isso se faz na realidade de hoje”, frisou.

As palavras do promotor foram reforçadas pelo representante da Comissão de Segurança da Subseccional de Mossoró Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Max Delis, que destacou a necessidade da conscientização dos alunos que têm receio da presença da PM. “A população tende a ter receio da Polícia Militar, mas na situação de perigo é com a PM que ela conta”, acrescentou.

O comandante do 12° Batalhão da PM, tenente-coronel Humberto Pimenta, destacou a parceria utilizando diárias operacionais a serem pagas pela UERN. “Para dar certo tem que ter permanência da Polícia Militar e isso vai provocar uma redução muito grande das ocorrências”, disse.

Imediatamente o reitor Pedro Fernandes solicitou a pró-reitora de planejamento Fátima Raquel Morais a viabilização de orçamento para viabilização do serviço. Os termos do convênio já serão preparados hoje pela Assessoria Jurídica da UERN.

Participaram da reunião também o coronel Elyause Moreira, comandante do Policiamento do Interior Regional da PM, o subcomandante do 12º BPM capitão Dino Max e o capitão Diomedes Sávio, comandante da Primeira Companhia de Operações.

OBS. Imagem e texto da assessoria de comunicação da UERN.

Prefeitura de Mossoró quer transformar o fantasma da greve em greve fantasma.

0

Diante de deflagrações de greves por parte de servidores públicos, os gestores possuem alguns procedimentos padrões, ou dizem que a greve é ilegal, ou dizem que ofereceram propostas e as categorias não aceitaram ou então dizem que estão impedidos de dar o aumento pleiteado em razão dos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

A prefeitura de Mossoró, contudo, resolveu inovar. O lançamento é simplesmente alegar que a greve não existe. Como assim não existe? Vão contratar o ilusionista David Copperfield (foto) para sumir com os grevistas, assim como ele fez com a Estátua da Liberdade, em 1983?

Não adianta pedir aos apaniguados que divulguem nas redes sociais que a greve não existe. Ela existe e é real. A paralisação dos servidores está sendo sentida por todas as famílias atendidas pelos agentes de saúde e de endemias, pelos munícipes que precisam de atendimentos nas UBSs, por alunos matriculados na rede municipal de ensino etc

Em entrevista à Rádio Rural AM, hoje cedo, a presidente do Sindiserpum, Marleide Cunha, taxou como IMORAL a tentativa da prefeitura de dizer que a greve não existe. Em seguida ela relatou os serviços que não estão funcionando e as tentativas frustadas de acordo entre servidores e a atual gestão. Por fim, clamou para que a prefeita olhe para os servidores efetivos.

Ora, se a greve não existe, por que os diretores estão ameaçando os servidores para voltarem ao trabalho?

Bem que a prefeitura deveria parar com essa lorota de que a greve não existe e tentar um diálogo com os sofridos servidores ocupantes de cargos efetivos.

Encerro como uma conhecida frase atribuída ao ex-presidente Abraham Lincoln, mas na realidade de autoria desconhecida:

“Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo”.

Ainda mais em tempos de redes sociais…

Intimidação é a palavra que define a administração de Rosalba Ciarlini.

3

Em entrevista concedida ontem ao Jornal da Tarde, na Rádio Rural AM, a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Mossoró (Sindserpum), Marleide Cunha, foi instada pelo apresentador Saulo Vale a apontar a diferença da gestão de Rosalba Ciarlini com as gestões anteriores, isso em relação aos servidores públicos.

De chofre, Marleide Cunha respondeu: “a intimidação”. Segundo a presidente do SindSerpum, há vários relatos de servidores efetivos que se queixam das ameaças que recebem dos ocupantes de cargos comissionados que exercem cargos de direção e chefia.

A declaração da presidente do sindicato ratifica uma denúncia que chegou ao blog na semana passada, relatando casos de intimidação na secretaria de Educação.

O blog torce para que a administração pública chame os secretários e diretores aos carreteis, a fim de pedir a estes que contenham seus ímpetos autoritários.

Ainda na entrevista, Marleide Cunha anunciou que os servidores públicos entrarão em greve a partir da próxima segunda-feira (11).

P.S. Ora, a intimidação chega ao ponto de pedir a servidores que não fotografem ao lado de opositores ao governo. Tal fato aconteceu comigo, quando um amigo pediu que eu não publicasse uma foto onde ele aparecia ao meu lado, pois temia represália.

OBS. Não me considero opositor da atual administração.

Pílulas…pílulas…pílulas…(01ºset)

0

Na terça-feira (29), o Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP) promoveu uma roda de discussão com o tema “Um fator crítico para o futuro dos campos terrestres brasileiros”, onde a REDEPETRO-RN, representada pelo presidente Gutemberg Dias, foi participante.

O evento, realizado no Rio de Janeiro, foi uma oportunidade de discorrer sobre os impactos do atraso na transferência dos campos para novos operadores na cadeia de fornecedores, já que a REDEPETRO-RN defende a abertura do espaço de produção, hoje ocupado em 97% pela Petrobras.

“Temos que extrair o óleo agora, no futuro poderemos ter uma grande reserva, mas sem ter para quem vender, já que a matriz energética poderá ter mudado. Para se ter uma ideia, uma sonda funcionando gera quase mil empregos diretos e indiretos. Por isso, acreditamos que o reaquecimento do mercador tende a retomar parte dos empregos perdidos nos últimos anos”, afirma Gutemberg Dias.

A REDEPETRO-RN tem buscado alternativas de mobilização da sociedade civil para reiterar que ainda existe muito petróleo a ser extraído na bacia potiguar e, por isso, a abertura destes espaços poderá garantir a retomada da produção de petróleo.

*

Um Projeto de Lei do deputado Manoel Cunha Neto, “Souza” (PHS), prevê a restituição proporcional do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ao proprietário de veículo furtado ou roubado. De acordo com o projeto, o imposto a ser devolvido é relativo ao exercício em que tenha sido registrada a ocorrência.

 “A medida visa amenizar os prejuízos sofridos pelos contribuintes que tenham seus veículos roubados ou furtados, com a aprovação desse projeto, eles poderão optar por utilizar o total de crédito de que dispõe para pagamento de IPVA de outro veículo de sua propriedade ou que venha a adquirir”, disse Souza.

O deputado Souza destaca dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado que apontam que até 31 de julho foram 4.988 registros, uma quantidade equivalente a 94,41% do total roubado durante o ano de 2015, e 14,71% superior ao mesmo período de 2016.

*

O presidente da França, Emmanuel Macron, teve uma queda brusca de aprovação popular, a maior da história daquele país. Nos cem primeiros dias de governo passou de 64% de aprovação para 36%. Corte de gastos no setor público e enfraquecimento das leis trabalhistas motivaram a desaprovação popular. Nada muito diferente do que Michel Temer vem fazendo no Brasil.

*

Temos muitas opções a respeito da Venezuela, incluindo uma possível opção militar, se for necessário” (Donald Trump, em 11 de agosto).

A frase acima deve ser associada a um exercício militar que ocorrerá em Tabatinga (AM), em novembro. A cidade fica numa região de tríplice fronteira: Brasil, Colômbia e Peru. Teoricamente o exercício seria para troca de experiências entre estas nações, sobretudo diante de ações na região amazônica.

Curiosamente, as Forças Armadas dos Estados Unidos também participarão do exercício. Como assim? Por quê? Vale destacar que Tabatinga fica a 600 km de Venezuela. Some-se a isso o fato de o governo Temer ser declaradamente antichavista e também subserviente aos americanos.

Tudo indica que o Brasil está cedendo seu território para que os EUA, a partir daqui, inicie uma ofensiva contra o governo venezuelano. Um detalhe interessante é que o exercício militar será bancado pelos EUA, vez que as Forças Armadas do Brasil estão com o pires na mão, fruto da austeridade fiscal do ministro Henrique Meireles.

Estranho, muito estranho…

*

O ensino superior no Brasil passa por sérias dificuldades financeiras, isso por causa de decisões no governo Temer, as quais contingenciam ou bloqueiam recursos que seriam destinados às universidades federais. Alguns defendem que não se trata de crise econômica, mas de projeto de governo.

Recursos para hospitais universitários, passagens para congressos e similares, investimentos em pesquisas, continuação de reformas, tudo foi prejudicado. Mais de 700 obras em universidades federais estão paralisadas. A informação é de Emmanuel Tourinho, reitor da UFPA e presidente da Ass. Nac. dos Dirigentes das Instituições Fed. de Ensino Superior (Andifes).

*

A programação de fim de semana no Thermas Hotel & Resort começa hoje como Gaby Viegas (20h). Segue amanhã com o Entardecer da Sanfona (17h) e Nida Lira (20h). No domingo tem feijoada a partir do meio-dia. O Thermas continua sendo a melhor opção de lazer para a família mossoroense.