Cultura da Convergência, de Henry Jenkins

0

 

03 – TIO COLORAU BOOKS – Na semana passada conclui a leitura de Cultura da Convergência, de Henry Jenkins (380p, Ed. Aleph). Na obra, o autor analisa a atual situação da mídia, sobretudo a participação dos fãs nas obras, bem como a disseminação destas mesmas obras em várias mídias. A série Lost, por exemplo, não se encerra no episódio, ela se estende para livros, jogos, celulares, comunidades na net etc. Vive-se um momento ímpar de convergência de mídias. Ainda no livro ele analisa as mudanças midiáticas promovidas por Matrix, Star Wars, Harry Potter e o Photoshop.

Coincidentemente, recebi a Superinteressante no sábado à tarde e vi Henry Jenkins como o entrevistado do mês. Na entrevista ele fala do assunto abordado no livro.

MANSÕES NO MEIO DO MATO

0

 

A cidade de Lagoa Nova (RN), localizada na Serra de Santana, a 733m acima do nível do mar, vem despontando como um grande ponto turístico do Rio Grande do Norte. Localizada a 27 quilômetros de Currais Novos (RN), a cidade vem sendo “invadida” por aqueles que procuram sossego, belas paisagens e interação com a natureza.

 

 

A elevação do turismo é vista sobretudo na área rural, onde condomínios abrigam até dez casas, todas construídas dentro de uma mesma área, mas com certa distância umas das outras. Grandes empresários e políticos são os principais moradores destes locais, fazendo com o que a suntuosidade das construções contraste com a simplicidade da natureza, criando uma paisagem atípica em se tratando de zona rural das cidades potiguares, onde predominam as construções simples e antigas.

 

 

 

 Nos condomínios há piscinas, áreas de lazer, internet, água encanada, rede elétrica e tudo o mais que é oferecido nos centros urbanos, assim, apesar de localizado na zona rural, o isolamento do morador com a agitada vida urbana se torna opcional. A maioria, no entanto, prefere se desvencilhar dos aparelhos eletrônicos e aproveitar o fim-de-semana para interagir com a natureza, mormente passeando entre os pés de jaca, pinha, caju (um dos maiores produtores do estado), graviola, pitanga, abacaxi, goiaba, macaxeira, manga, entre tantas outras. Além dos condomínios fechados, que são vários, há alguns ótimos chalés para quem quer passar apenas um agradável final de semana, a preços bem convidativos.

 

 

 

O comércio no Centro da cidade também não deixa a desejar. Há supermercados, locadoras, lan houses, padarias, lojas de eletrodomésticos e postos de combustíveis. Com todos estes atrativos, fica difícil não se destacar no segmento do turismo.

 

02 – VEREADOR COBRA COERÊNCIA AO PMDB

 

 

Na sessão ordinária realizada na última terça-feira, o vereador Edimar Carlos (PSB) usou os microfones para pedir mais coerência ao PMDB. O vereador oposicionista alicerçou-se basicamente num fato ocorrido em novembro do ano passado, quando a administração anterior podou uma única árvore e por isso foi imensamente criticada. A poda – justificada para que se pudesse construir um abrigo para passageiros – foi apontada por setores do PMDB como um ato irresponsável, inconsequente e extremamente danoso ao meio ambiente, sobretudo por ter sido feita numa cidade de clima quente como Governador Dix-sept Rosado.

Diante das reiteradas e acentuadas críticas do PMDB em relação a poda de uma única árvore, jamais imaginaríamos, disse o vereador, que este mesmo partido, no comando do município, fosse podar dezenas de árvores (como mostra a imagem acima), sendo dezoito delas em apenas duas ruas.

Com o quadro dúbio exposto, o vereador pediu a cessação das podas, que estão sendo feitas desordenadamente. Quer apenas que o PMDB seja coerente com aquilo que pregou há apenas três meses.

 

Logo mais ao meio-dia o vereador Edimar Carlos participará do programa “Falando com o Povo”, na Difusora AM, onde tratará deste assunto e de outros do interesse do município. O programa é apresentado pelo ex-prefeito Anax Vale e pelo radialista Hélio Silva.

 

 03 – TEM UMA COISA SE MEXENDO 

 

Na última quinta-feira à tarde, a ASG do fórum de Governador Dix-sept Rosado informou aos serventuários que havia algo se mexendo dentro de uma sacola plástica localizada no corredor do prédio. Diante da informação, um dos serventuários foi até o local e constatou que realmente havia algo estranho na sacola. Inicialmente pensaram que seria um rato, mas o grande tamanho fizeram eles apostar num gato. Por fim, o serventuário chegou mais próximo e viu a cabeça do bicho e sua grande língua. ‘Eita, é uma cobra”, disse. “E agora?”, complementou a ASG.

Ato contínuo, os dois pediram ajuda a alguns transeuntes e estes levaram a sacola para o meio da rua, onde rodos e vassouras foram utilizados para desatar o nó e permitir a fuga do bicho: que descobriu-se ser um tejo, o qual saiu percorrendo as calçadas das casas e foi alcançado pelo marceneiro Cleodílson Medeiros.

 

 

 

Capturado, o animal, na mão de seu algoz, foi clicado pela câmera do celular de nossa colega Rosana Pereira, servidora do Cartório Eleitoral.

Tem mesmo de tudo neste fórum de Governador Dix-sept Rosado, fruto da precariedade de suas instalações.

 

Ouvindo  A RAPOSA E AS UVAS, com REGINALDO ROSSI, encerro esse post.

Sexta-feira , 06 de Março de 2009

0


 SKOLhidos e SKOLhidas, chamem o menino que hoje é sexta-feira!

Sozinho no escuro / qual bicho-do-mato / sem teogonia / sem parede nua / para se encostar / sem cavalo preto / que fuja a galope, / você marcha, José! / José, para onde?

Ora, pergunta boba, para o velho Carlos, aqui na velha Boa Vista.

Ei, o que você acha do cara que liga para o outro chamando para irem se bronzear lá no Aspetro?

– Tá fazendo o quê?

– Nada!

– Vamos lá pro Aspetro para “se” bronzear.

O pior, amigos, é que antes de o bronzeamento os dois se depilam. Pois é, esses dois ai parece que emprestam o orimtibó.

E o que vocês acham do cara que deixa de ir pra casa da namorada, pois ficou EMPOLGADÍSSIMO com um livro de romance e quer “devorá-lo”?

– Morzinho, você num vem hoje não?

– Vai dar certo não, é que eu comecei a ler um livro e ai...

Esse ai, quando o clima está frio só consegue tomar banho com água bem morninha.

E vamos que vamos, pois o cruzamento de cabra com fechadura é o bode expiatório.

E o que vocês acham do cara que no domingo à tarde sai para passear no carro com seu cãozinho felpudo, ocasião em que o bichinho, no colo do motorista, coloca a cabeça pra fora do carro e se deixa atingir pela brisa. Esse ai integra o grupo dos que só gostam das coisas com “riqueza de detalhes”, né não?

Os ricos colecionam montes e rebanhos. Os homens não lhe interessam. Os detentores de poder colecionam homens. Montes e rebanhos nada significam para eles.

E o que vocês acham do professor que chega se queixando de sua manicura, pois pela segunda vez ele chega ao salão e ela não dispõe da base de sua volição? Esse ai “espalha rama pela chão”…

Sol, se o dia é de sol

Eu vou te encontrar

Tomar a tua mão

Levar pra aquele bar

Pedir muita cerveja

Pra gente esfriar.

Cadê o tomate? foi ao banco tirar um extrato! kkkkk

E para enzima se reproduzir? Uma enzima da outra!!

Alguém precisa avisar para Fafá Rosado que todo erário é publico. Nessa semana, ela usou e abusou do pleonasmo “erário público”. Alô, azuis, orientem a madama.

E tenho um colega que está ansioso para que comece a novela Paraíso. Sei não, viu, esse ai compra, vende e aluga.

Já conversamos besteiras de mais, vamos ao post.   

 

 

01 – AI TEM COISA – O ministro Fernando Haddad, da Educação, agendou 11 encontros com secretários municipais de educação. O primeiro deles ocorreu em Fortaleza, com os 351 secretários do Ceará e do Rio Grande do Norte. O pretexto para os encontros é apresentar os programas do Ministério da Educação. Ao final, cada secretário recebe de brinde um laptop novinho com acesso a internet banda larga.

Ora, tanto os encontros como os laptops não são, nem de perto, soluções para os problemas enfrentados na área da educação. O ato é meramente politiqueiro, até porque os secretários precisam apenas entrar na página do MEC para saber seus programas e projetos. Quanto ao brinde, não vejo de que forma um secretário e um laptop podem resolver o caos em que se encontra a educação pública no país.

 

02 – TIRO DE GUERRA – Outrora, o jovem de 18 anos que não quisesse servir ao Tiro de Guerra (TG) tinha que se alistar numa cidade menor ou então apresentar um atestado médico (muitas vezes forjado). Naquele tempo, a população não era tão grande e as turmas eram maiores. Atualmente, ser escolhido para servir ao TG é quase uma loteria, sobretudo em virtude do crescimento populacional e dos cortes orçamentários do Ministério da Defesa, que diminui o número de recrutas por turma. A figura da dispensa por excesso de contingente nunca foi tão usada.

 

03 – F-1 – A Brawn Racing (Ex-Honda) anunciou a contratação de Rubens Barrichello para a próxima temporada. Recordista de GPS disputados, 267, Rubinho será parceiro do inglês Jenson Button. A temporada 2009 começará no dia 29 de março, com o GP da Austrália.

 

04 – BALANÇO – Sob o pretexto de fazer um balanço dos primeiros sessenta dias de governo, muitos prefeitos foram à imprensa ou Câmaras Municipais reclamar das gestões anteriores. Nos balanços, apenas lamentações e críticas, nada de obras, serviços ou parcerias. Está na hora deste povo tirar os esqueletos do armário e trabalhar.

 

05 – CASSAÇÃO – O governador Jackson Lago, do Maranhão, foi cassado pelo TSE por 4 x 3 (e não por 5 x 2), em razão de os convênios feitos pelo seu antecessor com as prefeituras terem supostamente lhe favorecido. Para a maioria dos ministros também houve favorecimento quando da realização de dois eventos, realizados antes mesmo do registro de candidatura e quando o candidato do então governador era outro. Pois é, nesse Florão da América para cassar um bastar querer. E muitas vezes querer é poder, poder.

 

 

06 – CURIOSO – Na semana passada presenciei uma cena curiosa no estacionamento da Gerência Municipal de Saúde. No local privativo para motos havia apenas um carro, e no local privativo para carros havia apenas uma moto. Obediência às placas passou longe. (Nas imagens, inseri as placas para facilitar a visualização)

 

07 – AUDIÊNCIA – Na próxima quarta-feira (11) serão realizadas duas audiências eleitorais no fórum de Governador Dix-sept Rosado. Em ambos os processos a coligação do ex-prefeito Anax Vale acusa a prefeita eleita de ter trocado votos por material de construção, acusação esta veementemente negada pela coligação eleita. As audiências começam às 9h.

Mudança – Com as férias do promotor titular, Flávio Corte, quem o substituirá nas audiências e nos próximos atos do processo será o promotor Edivaldo Landeosi, da 15ª promotoria de Mossoró.

Como o promotor Flávio Corte gozará 60 dias de férias, é bem provável que os pareceres do Ministério Público Eleitoral nestes processos sejam dados pelo substituto.

 

Ouvindo FEIRA DE ACARI, com MC BATATA, encerro esse post.

NO BANHEIRO MASCULINO

0


01 – Para quase todos os locais públicos que frequentamos existem normas de convivência, as chamadas regras de etiqueta. Eu falei quase todos, pois para alguns não nos foram repassados quaisquer preceitos do bem viver. Como se comportar num elevador, por exemplo. Outro local complicado é o banheiro masculino. Neste caso, necessário se faz determinar o sexo, pois no banheiro feminino a coisa deve ser mais tranquila, haja vista que lá o ti-ti-ti rola em torno das pias, mas o restante se pratica em total reserva.  No banheiro masculino não, pois você se aproxima daquele pinicão inox e enquanto reduz os líquidos do corpo outros tantos vão se achegando ao teu lado.

Pode parecer bobagem, mas o que fazer quando um conhecido estaciona ao lado? Cumprimenta ou não? Olhar para o lado? Aliás, se resolver olhar para o lado, primeiro você deve levantar a cabeça e depois virá-la, na direção do rosto dele. Cuidado! Qualquer alteração nesta ordem poderá resultar em situação constrangedora. Largar tudo e dar um aperto de mão? Nem pensar!

A bem da verdade, penso que no sanitário não devam existir regras mesmo. Ali, o que vale é o instinto. Você está livre para fingir que não viu ninguém e continuar na tranquilizante atividade. Ao terminar, lave as mãos (isto é importante) e saia. Seria fácil, contudo, sempre aparece um mijão alegre, daqueles que puxam conversa, obrigando-o a retribuir o cumprimento, trocar algumas palavras básicas e sorrir. Tudo muito naturalmente, como se você estivesse acostumado a levar um bom papo com colegas de urinada. Sempre pela boa educação, afinal, segundo algum manual de etiqueta dentre os milhares já editados, deve ser uma imperdoável gafe deixar de cumprimentar alguém que está com a genitália nas mãos.

Mulheres, podem crer que a coisa é meio desconcertante. Tanto é assim que a maioria  dos homens, ao entrar no recinto, dá uma conferida no referido pinicão e, se ele estiver muito ocupado, arrisca um pouco de privacidade, averiguando os reservados.

Puxa! Isto me fez lembrar de oportunidade social recente, noite importante em minha cidade. Num dado instante, a turma dirigiu-se aos sanitários. No atropelo, um dos “apertados” entrou nos reservados. Prontamente outro, provavelmente seu amigo, em voz alta, não o poupou do seguinte comentário: “Ué cara? Vai sentar pra mijar? Homem que é homem faz em pé!”. Em frações de segundo, lá de dentro, em voz alta, eclodiu a resposta: “Que nada meu! Vou aqui no vaso para não te humilhar”. Ele poderia ter dormido sem esta. (Por Marcelo Drescher, médico e polêmico articulista).   

 

 02 – O QUE VOCÊ ACHA? – O deputado estadual Nelter Queiroz pediu licença do cargo porque as luminárias da Assembleia Legislativa estariam maltratando sua pele.

Tenho uma solução: basta realizarem as sessões a la Ku-Klux-klan, onde as reuniões são à luz de velas/fogueiras e seus integrantes ficam completamente vestidos, dos pés a cabeça.

 

03 – TROTE – Ontem pela manhã, ao passar em frente à Ufersa, deparei-me com vários estudantes enfileirados e completamente sujos, provavelmente lambuzados com tinta, farinha de trigo e ovo. Não vi graça nenhuma naquilo, melhor seria um trote construtivo, como aqueles em que os estudantes ficam nos semáforos pedindo ajuda para alguma instituição de caridade. Espero ao menos que os estudantes novatos não tenham sido pisoteados ou submetidos a outras formas de degradação, além da que pude ver.

 

04 – CÂMARA MUNICIPAL – A cada sessão, aumenta a decepção…

 

05 – INCOMODANDO – O sucesso alcançado pelos blogs está incomodando muitos detentores do poder, sobretudo os que administram como se ainda estivéssemos na época do coronelismo. Essas pessoas não estavam acostumadas com a liberdade de pensar, pois sempre usaram e usam a imprensa como instrumento para manter a corrupção e bloquear, de modo sutil (algumas vezes nem tanto) e subliminar, a circulação da realidade dos fatos.

 

06 – CONSTATAÇÃO – Nesse Brasil sem jeito, a roubalheira e a corrupção são coisas inerentes ao regime.

 

07 – ANOS 80 – Lembram-se do Compactor?

 

08 – AJUDA – Alguém ai sabe dizer qual a fonte do Word que imita o formato da letra da máquina de escrever? Desde já obrigado.

 

 

07 – A BELA DO DIA – Hayden Panetierre, atriz americana de 19 anos. A Claire de Heroes. É a segunda vez que ela aparece aqui. Não acham que ela merece?

  

Ouvindo A PALO SECO, com CIDADE NEGRA, encerro esse post.

IMPRENSA BAIANA CONSIDERA COMO CERTA A VITÓRIA DO BAHIA

0

Logo mais à noite a equipe do Potiguar de Mossoró enfrentará o Bahia pela Copa do Brasil. A partida será no estádio Nogueirão, às 20h, com transmissão pelas rádios Difusora, RPC e Abolição FM.

Se depender da imprensa baiana, a equipe do Potiguar já pode ir arrumando suas malas. Matéria publicada no jornal A Tarde diz que o histórico das equipes baianas em relação às nossas é o melhor possível, além do mais, o Potiguar sofre com a eliminação do Estadual. Leiam a matéria:

 

Sem tirar o respeito aos irmãos nordestinos, mas, pelo menos na Copa do Brasil, o Bahia atuar na terra potiguar é sinônimo de classificação, sem dificuldades. E a torcida tricolor espera que o gramado do Rio Grande do Norte continue rendendo bons frutos no confronto desta quarta-feira, 4, contra o conturbado Potiguar, na cidade de Mossoró.

 

Na competição, iniciada em 1989, o Bahia nunca perdeu para um potiguar. Só foi triunfo e só levou um gol ao longo dos confrontos no certame. A primeira foi em 2001. O Esquadrão de Aço goleou o América do Norte, em pleno Machadão, por 4 a 1, suficiente para eliminar o time de Natal na partida de ida, pois fez mais de dois gols de diferença.

 

O América ainda perdeu em mais duas oportunidades quando enfrentou a turma baiana. Na Copa de 2002, o Dragão se rendeu ao Super-Homem, que venceu novamente em Natal, por 1 a 0, e goleou na partida de volta, por 3 a 0. O representante baiano ainda eliminou, também na partida de ida, o Corinthians de lá, por 2 a 0, no mesmo ano.

 

E outro aspecto ainda ajuda na classificação, quem sabe antecipada, do Bahia. O Potiguar vive uma crise após a eliminação do Estadual e com muitas dispensas programadas. Mas também pode atrapalhar, pois a Copa do Brasil será a única competição do ano para o ‘time macho’, como é conhecido o representante de Mossoró. Com isso, vão atuar no tudo ou nada, sem poupar fôlego.

 

O time tem um elenco limitado, mas conta com o retorno de três peças importantes. A  primeira é na zaga, com Rumennig. No meio, o técnico Miluir Macedo vai contar com Max e Ricardo Lima.

 

Obrigação –  Com tantos números a favor, não terá desculpa do técnico Alexandre Gallo sair com um mal resultado de Mossoró. O comandante alegou que muitos titulares estavam com problemas de condicionamento físico, poupando sete na derrota de 2 a 0, no último domingo, para o Colo-Colo. Agora deve estar todos bem com o descanso.

 

Para Gallo, não existe obrigação, mas vencer é a meta. “Independentemente se poupamos, vamos atrás é da vitória”, assegurou. Gallo ainda tem dúvidas no time. Marcone e Patrício brigam pela lateral direita, enquanto Ananias está gripado e pode ceder lugar para Hélton Luiz.

 Nesta terça-feira, 3, o Bahia anunciou um zagueiro para suprir a ausência de Alison, machucado. Evaldo vai defender o tricolor este ano. O atleta de 26 anos atuou em 2008 no Santos e Coritiba. Começou a carreira na Portuguesa.

01 – BRASIL NÃO PARTICIPOU DA FESTA – Ontem li um interessante texto do jornalista Carlos Alberto Sardenberg, onde ele conclui que o Brasil não passa pela crise, pois não participou da bonança econômica vivida pelos norte-americanos. Diz mais ou menos que se o Brasil não bebeu não pode ter ressaca. Nos anos anteriores à crise, os moradores dos EUA tiveram fácil acesso ao crédito, o que os permitiu comprar casas boas e carros bons pagando pequenas prestações. Além do mais, o consumo de bens e serviços alcançou níveis nunca dantes visto. A família americana viveu anos de fartura e bonança, pagando agora pelos excessos de consumo. No Brasil, por outro lado, o governo decidiu por fazer poupança.

São como duas pessoas que recebem o mesmo salário, mas uma o gasta inteiramente e a outra prefere guardá-lo.    

 

02 – ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL – Da série “A Ciência Desdiz”: Nada comprova que beber dois litros de água por dia faz bem para a saúde.

 

03 – ACIDENTE DE TRABALHO – Três jovens advogados se reúnem e abrem um grande escritório. Dois deles estarão logo mais à noite no programa Conheça seus Direitos (TV Mossoró às 20h) tratando de acidente de trabalho. São eles, Jonas Segundo e Iata Fernandes. Para ver o site do escritório destes jovens e competentes causídicos clique aqui. Na apresentação do programa, o competente jornalista Marcos Antônio. Nos bastidores, o advogado Fransueldo Araújo socorre, por telefone, aqueles que ligam para saber de assuntos referentes a outros temas.  

 

04 – HERVAL – Neste mês de março o juiz de Direito Herval Júnior se ausentará do programa Conheça seus Direitos. Como já dito aqui e alhures, ele está exercendo a função de desembargador, em substituição a Cláudio Santos, que goza férias.

Um detalhe curioso é que na semana passada o juiz Herval Júnior proferiu polêmica decisão em desfavor dos bancos mossoroenses, obrigando-os a fornecer bebedouros, sanitários, entre outros serviços. Um suposto recurso dos bancos poderá cair nas mãos do agora Desembargador Herval Júnior. No caso, deve ser aplicado o art. 134, III, do Código de Processo Civil, que, nesse caso, o obriga a passar o “caso” para outro desembargador.

 

05 – TIO COLORAU ENTERTAIMENT – No filme Aos Olhos do Inimigo *** (2008), quatro perigosos presidiários fogem durante uma transferência e um deles se esconde numa casa onde há apenas uma deficiente visual, que passa a sentir a presença do meliante e imagina meios de avisar à polícia.

 

06 – DA ASSESSORIA – O vereador Lairinho Rosado (PSB) apresentou o Projeto de Lei 003/2009 que disciplina a celebração de contratos entre a Prefeitura de Mossoró e empresas prestadoras de serviços. A proposta prevê que fica proibida a contratação ou relação comercial por parte do poder público municipal com empresas que estejam envolvidas em casos de trabalho infantil ou que desrespeitam a legislação relacionadas a contratação de adolescentes.

Na proposição o parlamentar defende que a Prefeitura de Mossoró fica impedida de manter contrato com empresas comprovadamente envolvidas em casos de trabalho infantil ou que tenham sido autuadas por cometer o crime nos últimos três anos.

No que se refere aos adolescentes, para firmar contrato com a Prefeitura de Mossoró as empresas não podem desrespeitar as normas previstas na legislação ou que tenham infligido as normas de saúde, segurança e que tenha impedido a freqüência escolar.

 

07 – CASSAÇÃO – Por 5 votos a 2, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou na madrugada de hoje o mandato do governador do Maranhão, Jackson Kleper Lago. A fila andou…

 

Ouvindo THE MORE YOU IGNORE ME, THE CLOSER I GET, com MORRISSEY, encerro esse post.

“De um modo geral, os intelectuais são altamente subordinados ao poder” (Noam Chomsky)

0


 

01 – TIO COLORAU ENTERTAINMENT – O suspense O inquilino **** (2009) nos faz lembrar dos filmes de Hitchcock, onde as cenas não mostram o ato criminoso em si, mas apenas o sugere. Na película, a polícia procura um serial killer que aparentemente refaz a saga criminosa de Jack, o Estripador. O filme consegue te prender do início ao fim, além de ter um desfecho muito bem bolado.

 

02 – DA ASSESSORIA – Acontecerá hoje, 03 de março, às 20h, no Centro de Convivência do Campus Central da UERN o lançamento da campanha dos professores Milton Marques e Aécio Cândido, respectivamente, candidatos a reitor e a vice-reitor da UERN.  Na oportunidade os dois candidatos apresentarão aos presentes algumas das propostas que farão parte do Plano de Gestão para os próximos quatro anos. Milton e Aécio convidam toda a comunidade acadêmica a fazer parte deste importante momento.

 

03 – CONSTATAÇÃO – Em seu blog, o jornalista Carlos Santos vaticina que a legislatura passada deixará saudades. Pois é, nobre jornalista, comungo de sua opinião, sobretudo pelos bastidores da eleição para presidente da Casa, pelo que aconteceu na sessão extraordinária da semana passada, pelos pronunciamentos da turma do amém na imprensa e otras cositas más.

Nobre colega, ÉRAMOS FELIZES E NÃO SABÍAMOS.

 

04 – ZzZzZzZz – Ontem, durante o programa Coisa de Mulher (TV Mossoró, às 9h), o personagem Monalisa Fartura cobrou das autoridades responsáveis uma solução para o “criadouro de dengue” existente na rua Marcelo Leite, bairro Boa Vista.

É isso ai Monalisa, precisamos ecoar esse sério problema que aflige toda a comunidade.

 

06 – INUSITADO – No sábado eu participava de um agradável churrasco na casa de um amigo quando alguém solicitou palitos de dentes. Surpresos ficamos quando notamos que todos os palitos haviam sido quebrados ao meio. Indagamos então o porquê daquele procedimento, tendo o nobre anfitrião dito que se tratava de uma louvável conduta para preservação do meio ambiente, pois, segundo ele, ninguém utiliza as duas extremidades do palito. É, num sei, tá bem, vou aceitar…

 

07 – MODA – Para quem gosta de tendências, estilos e mulher bonita, estreia hoje no SBT, às 20h, o programa Esquadrão da Moda, apresentado pala consultora de moda Isabella Fiorentino. Trata-se de uma espécie de reality show onde serão escolhidas as modelos que melhor se vestirem. Se não for exatamente isso, o é mais ou menos.

 

08 – MEDICINA – Depois de absolverem o ovo e condenarem a reposição hormonal, eis que cientistas, agora franceses, concluíram que o vinho não traz benefício à saúde, nem mesmo se tomado apenas uma taça ao dia. Muito pelo contrário, tomar vinho agora dá câncer. Assim fica difícil. Do jeito que vai daqui a pouco anunciarão em alguma revista científica que fumar é um santo remédio.

 

09 – PAPANGU – A capa da próxima edição da revista Papangu vem bastante polêmica. Posso antecipar apenas que tem a ver com a relação entre poderes constituídos.

 

10 – GROGUE – O ministro das Finanças do Japão, Shoichi Nakagawa, apresentou-se completamente grogue na reunião do G7. Era tamanho seu grau de embriaguez que mal podia se manter acordado e responder as perguntas que lhe eram dirigidas. Como o Japão, diferentemente deste Florão da América, é um país sério, o ministro foi exonerado do cargo. O vídeo se tornou hit no Youtube. Veja aqui.

 

11 – INCONGRUÊNCIA – A capa da IstoÉ desta semana traz uma matéria sobre alimentação saudável, sobretudo as vantagens de cada alimento. O curioso é que assim que abrimos a revista, já na primeira página, nos deparamos com uma grande publicidade da Pizza de Calabresa da Perdigão. Sem comentários…

 

12 – PROFESSORES – Tanto na esfera estadual como na municipal os professores estão em greve. Quem perde são os alunos e os pais.

 

13 – MOSSORÓ – O diálogo entre os professores grevistas e o prefeito Gustavo Rosado é praticamente impossível. No meu sentir a prefeitura deveria ser mais sensível ao pleito dos professores, assim como o é em relação aos ocupantes de cargos comissionados. É injusto que uns sejam tratados tão bem e outros tão mal. Além de tudo, ainda há os que mercadejam as informações.

 

Ainda bastante enfermo, encerro esse post ouvindo LOUVOR SEM FIM, com CASSIANE.

Enquanto metade da humanidade não come, a outra metade não dorme. Com medo da que não come. (Josué de Castro)

0

 

01 – NO RÁDIO, A PALAVRA DA VEZ É INTERATIVIDADE – Foi-se o tempo em que uma bela voz era o suficiente para alguém atuar na rádio. A busca agora é por locutores/apresentadores que saibam interagir com os ouvintes, que sejam cativantes, espontâneos e próximos. O ouvinte quer participar, que trazer sua opinião, que conversar com o apresentador como se conversa com um amigo.

Em Mossoró, noto que a RPC e a FM 93 prezam muito por esta nova tendência. Seus locutores se mostram muito próximos de seus ouvintes, seja aparentando alegria ou demonstrando passar pelas mesmas dificuldades que todo mundo passa. Eles não posam como superiores ou inferiores, são iguais. Um bom exemplo é o radialista Agenor Melo, que faz programas policiais na RPC. Há pouco tempo no comando dos microfones, ele já caiu no gosto popular, justamente por seu carisma, sua simplicidade e sobretudo sua capacidade de interagir com os ouvintes. Segue a mesma trilha de outros nomes de sua emissora, como o ótimo Haroldo Jacome e o imprescindível Givanildo Silva.

Cumpre salientar que muitos radialistas começaram na época em que se exigia apenas uma bela voz, mas souberam assimilar a nova tendência e conseguiram manter a liderança e o interesse dos ouvintes, é o caso de Gilson Cardoso (FM 93) e de Jota Régis (Difusora), dois radialistas que somam belas vozes e capacidade de interação com os ouvintes.

A tendência na imprensa em geral é diminuir a distância entre quem informa e quem é informado.

 

02 – TIO COLORAU ENTERTAINMENT – Em Cobiça *** (2004) duas mulheres planejam escalar montanhas num lugarejo próximo, mas antes de chegarem ao destino passam por um bar e lá se envolvem numa confusão, fugindo na moto de um dos clientes. O problema é que na moto há algo que muitas pessoas estão atrás, começa assim uma grande perseguição.

 

A comédia A Inveja Mata *** (2004) mostra o relacionamento entre dois vizinhos quando um deles se torna milionário do dia para a noite. Os criadores do filme conseguiram retratar muito bem como as pessoas se sentem incomodadas quando o próximo ascende na vida.

 

03 – ROSALBA – Queiram ou não, a Gazeta do Oeste ainda consegue influenciar muitas pessoas. Basta ver o caso da senadora Rosalba Ciarlini (DEM), que parece ter sofrido abalo após o bombardeamento contra ela feito pelo jornal fundado por Canindé Queiroz. A senadora deixou de fazer suas incansáveis visitas pelo interior do Estado, onde participava de velórios, aniversários, procissões, rinhas de galo etc. Sendo estas visitas o alvo principal das críticas que lhe estão sendo feitas. O mote é que Rosalba Ciarlini pensa tanto na sua candidatura ao governo que se esquece de atuar como senadora.

Em condições normais, a senadora teria passado o carnaval na região, percorrendo todas as cidades, mas preferiu ir para a Europa, onde permanece até hoje.

Seus aliados sustentam que o “mergulho” é uma tática. Ora, quando dizem isso ratificam que a Gazeta do Oeste foi capaz de mudar a rotina da senadora, queiram ou não.

 

04 – DENGUE? – Hoje amanheci com garganta inflamada, dores no corpo, indisposição e vista turva. Terá sido o post de sábado profético? Espero que não!

 

05 – DA ASSESSORIA – Retornando às atividades normais após as festividades de Momo, o Vereador Flavinho e sua equipe reuniram-se neste sábado, dia 28/02 para seu 1º encontro de avaliação e planejamento, o qual acontecerá bimestralmente. Na oportunidade, a equipe apresentou o Planejamento de Mandato do Vereador juntamente com um cronograma de execução das atividades.

É de grande importância ressaltar, que mesmo sem a estrutura física pronta – o gabinete – a equipe realiza encontros produtivos periodicamente, necessários para o desenrolar dos trabalhos.

 

 

06 – CALCINHA – Acima, flagra do blog feito ontem à tarde do Mossoró West Shopping. Será esta uma nova tendência trazida no São Paulo Fashion Week?

 

07 – INVERSÃO – A imprensa local comentou em demasia dos sete projetos de lei que o prefeito Gustavo Rosado enviou para a Câmara Municipal aprovar. Uns criticaram e outros defenderam. O que ninguém contestou foi a incapacidade do nosso legislativo de exercer sua função precípua de legislar. Para ficar um pouco menos feio, a prefeitura deveria ter permitido ao menos que os projetos fossem apresentados por um dos tantos vereadores que integram a turma do amém.

 

08 – FALANDO NISSO – Após a vergonhosa aprovação dos projetos, sem nem ao menos discussão, ainda houve vereador que teve o desplante de ir para a rádio se defender. É ridículo ver alguém defendendo o indefensável. E alguns ainda tinham esperança de que haveria mudanças… santa inocência.

 

 09 – DOENTE – Como escrevi acima, não estou muito bem, razão pela qual encerro aqui este post, ouvindo PEGA RAPAZ, com RITA LEE.

“NO COMBATE À DENGUE SOMOS TODOS RESPONSÁVEIS”, E A PREFEITURA IRRESPONSÁVEL.

0

 

 

 

Desde 2005 eu e alguns vizinhos buscamos junto a prefeitura a solução para um terreno abandonado no bairro Boa Vista. O imóvel está “mal usado” há mais de quinze anos, sem que o proprietário, conhecido por “Seu Eduardo”, realize qualquer limpeza ou demonstre interesse em dele se desfazer.

Alguém menos informado poderá dizer que a culpa pelo terreno ter se transformado num “criadouro de dengue” pertence ao seu proprietário, no entanto, o Direito Urbanístico confere aos entes públicos o poder de desapropriar os imóveis que não cumprem “a função social da propriedade”. Já é pacífico o entendimento de que a propriedade em geral não mais detém o caráter absoluto de outrora. Ao contrário, se lhe atribui hoje uma função, uma finalidade, qual seja a de produzir riquezas para o crescimento e o desenvolvimento da coletividade. Não é diferente com a propriedade urbana. Não pode ser utilizada de acordo com o “bel prazer” do seu titular ou, pior, não pode ser inutilizada ou mesmo manter-se inerte com objetivos egoísticos de mera especulação imobiliária. O imóvel urbano deve fazer parte de um projeto maior, adequar-se a interesses sociais no sentido de auxiliar na expansão da urbanificação, visando, sempre, o bem-estar e o interesse coletivo.

Assim é que a desapropriação para fins de reforma urbana torna-se instrumento imprescindível do administrador municipal para, penalizando o proprietário negligente, atribuir ao bem o seu aproveitamento adequado.

Nos dias atuais, com milhões de pessoas sem moradia, é inadmissível que alguém mantenha um terreno abandonado em plena via urbana, sem dele querer cuidar, simplesmente por fins egoísticos.

O problema se avoluma quando o terreno contribui significativamente para a proliferação de dengue aqui na região. Quase todos os moradores da rua já tiveram dengue, havendo inclusive um óbito.

Por tais razões já procuramos por diversas vezes os órgãos responsáveis da prefeitura, mas até agora o que temos é um sem-número de promessas não cumpridas. Intriga-me o porquê de a prefeitura não tomar qualquer providência em relação ao terreno de propriedade de “Seu Eduardo”, um criadouro de dengue num tempo em que todo o Brasil se mobiliza para combater o mosquito, num tempo onde a cidade de Mossoró integra a inglória lista dos municípios mais propícios a ter uma epidemia de dengue.

Na sexta-feira passada estive novamente na sede da Vigilância Sanitária solicitando providências, onde fui atendido por uma senhora apressada que anotou o endereço do imóvel e de seu proprietário num rascunho de papel, posteriormente jogando-o numa gaveta qualquer. Fiquei triste ao notar o desdém com o qual tratam de um problema tão sério.

Apesar das adversidades e das forças contrárias, eu e meus vizinhos não desistiremos de lutar para que o terreno abandonado na rua Marcelo Leite deixe de proliferar doenças, sobretudo a dengue.

Sexta-feira , 27 de Fevereiro de 2009

0

 

E ai, sobrou um pouquinho de fígado para mais tarde?

Se não, tome Epocler que alguma mesa do velho Carlos nos espera para a resenha do carnaval.

Porque hoje é sexta-feira, independentemente dos excessos momescos.

Pump up the rhythm!!!!!!!!

Ei, o que você acha do cara que conhece a marca de uma camiseta apenas pelo corte e modelo? Sem olhar para a etiqueta o cara sabe se a camiseta é da Colcci, da Botton, da Ellus, da Cavalera etc. Conhece apenas, segundo ele, pelo corte. Já pensou um negócio desse? Isso não é coisa de quem é 100% ALGODÃO, não, independentemente da marca, é claro.

Rapaz, eu estou assistindo a 5ª temporada de Lost por força do costume, mas garanto que não estou entendendo patavina. A turma entrou num nó difícil de sair. Todo mundo assiste e ninguém entende.

Diz o ditado que tudo tem começo, meio e fim, mas o carnaval de Mossoró é uma exceção a regra: tem apenas início e fim.

Os jornalistas azuis estão todos atarantados. Quanto mais eles defendem a prefeita, mas ela pisa na bola. Dia desses um deles se queixou, em off, de sua árdua tarefa. “– Rapaz, defender a mulher está sendo difícil. A equipe dela num dá uma dentro”. Pois é, amigo, mas afinal de contas… as contas.

Muitas pessoas têm dificuldade para se lembrar do nome de minha filha. Noutros casos a dificuldade é para escrever o nome corretamente. Geralmente complicam quando deveriam facilitar. Não é Daphne, nem Dephany, nem outra variação. O correto é DÉPANE, simples assim. Façam como Cyro Robson. Disse a ele apenas uma vez e ele nunca mais esqueceu. Sempre que me vê faz a pergunta: “- E ai Colorau, cadê Dépane?”. Já Jr. Praxedes, tirando onda, me pergunta por “Deu Pano”. E por falar em Jr., vê se não adoece hoje.

Bebidas com nomes exóticos, como Sex on the beach, Dry Martini, Bloody Mary…. tudo isso é coisa de quem atende pela porta dos fundos! Homem não tem frescura, bebe aquilo que todo mundo conhece: Vodka, cachaça, Whisky, Conhaque e cerveja, muita cerveja! Detalhes em copo de homem são: limão, gelo ou palito, dependendo da bebida. Canudinho e guarda-chuvinha nem pensar.

Hoje é aniversário do amigo Polari. Parabéns nobre colega, desejo-te mais uns 90 anos de vida. E me disseram que ele garantiu que até as 23h, lá no velho Carlos, a comanda, ops, o comando, será dele.

Como cristão também farei penitência nesse período de quaresma. Até a semana santa não comerei jiló nem beberei suco de tomate.

E vamos que vamos, pois a cana só dá o açúcar depois de passar por grandes apertos. E daqui para mais tarde ainda teremos um bocado de apertos.

 

01 – JUSTIÇA QUASE PERFEITA – A Justiça Eleitoral brasileira tem mostrado, desde as eleições de 2004, interesse em moralizar as campanhas eleitorais. Nestes últimos anos centenas de prefeitos foram cassados por abuso do poder econômico. A situação deve se repetir em relação ao pleito de 2008, pois muitos foram flagrados em situações não aceitas pela legislação eleitoral. A cassação do governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima, foi antes de tudo um recado do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para todos os juízes eleitorais. É preciso punir com rigor quem agiu em desacordo com as regras eleitorais, mas é claro que nenhum magistrado pode sair por ai cassando prefeitos a três por quatro. É preciso que as provas sejam robustas, sob pena de ferir a democracia – que representa a vontade da maioria.

De modo geral estamos satisfeitos com a moralização da política feita não pelos políticos, como deveria, mas por bravos magistrados com sede de Justiça. Para ficar perfeita a atuação da Justiça Eleitoral é necessário apenas dar celeridade aos trâmites eleitorais. A demora para sair a sentença prejudica a todos, sem distinções, sobretudo quanto à incerteza do amanhã e a instabilidade na administração pública.

 

 02 – TIO COLORAU ENTERTAINMENT –

 

Em Sete Vidas (2008) ****, um homem passa a ajudar algumas pessoas sem nenhuma razão aparente, pelo menos para elas. Pelo fato de ser com Will Smith o filme recebeu uma atenção maior do que deveria, mas ainda assim vale a pena assisti-lo.

Em Ca$h, o Grande Golpe (2008) ***, um grupo de estelionatários planeja um assalto a um luxuoso hotel, liderados por um sujeito extremamente enganador. É bem parecido com “Prenda-me se for Capaz”.

No policial O Álibi Perfeito (2008)***, um grupo de assaltantes aluga uma casa próxima ao banco central da Inglaterra. De lá cavam um túnel até o cofre do banco, realizando assim um assalto espetacular. Qualquer semelhança com a realidade… 

 

03 – CÂMARA MUNICIPAL – Ontem lamentei com um amigo a atuação de nosso legislativo, onde os vereadores nem ao menos discutem os projetos oriundos do executivo, simplesmente aprovam. Ele então sapecou: “- Amigo, nosso legislativo não é para pensar nem discutir, é apenas para carimbar”.   

 

04 – AS MULHERES QUE EU NAMOREI (Por Ricardo Hoffmann) – Não sei se todos conhecem as músicas do cantor e compositor carioca Seu Jorge. Essa está em todas paradas de sucesso: “Tô namorando aquela mina / mas não sei se ela me namora / mina maneira do condomínio / lá do bairro onde eu moro”

Em tempos que ninguém mais namora ninguém, essa música chama atenção, soa estranha. Em vez do verbo namorar hoje só se ouve ficar, beijar, sair, pegar… Tudo ficou muito fácil, fútil e, surpreendentemente, superficial. É só pegar e largar – largar e pegar.

Do que fala essa música, então? Claro, fala de um “amor não correspondido”, coisa que parece não existir mais, ao contrário de tempos atrás. Confesso: eu namorei uma colega de aula, mas ela jamais soube. Os nossos caminhos nunca mais se cruzaram e tudo ficou como diz a música: eu namorei Marília, mas ela não me namorou.

Tive muitas outras namoradas. Não iguais a ela – nem tente me acusar de traição ou, pior, me confundir com um Casanova. Eu era apenas um guri tímido e sonhador. As outras namoradas pertenciam a níveis superiores de “platonismo” – cada qual mais distante da realidade.

Namorei minhas professoras particulares – Betinha e Raquel; Maria Helena impunha tamanho respeito que jamais me atrevi. Todas deveriam ter no mínimo o dobro dos meus 8 ou 10 anos. Elas também jamais souberam que as namorei – mesmo Raquel, a mais espertinha.

De casa até o colégio, em pouco mais de quatro quarteirões, perdi a conta de quantas me enamorei. Logo do outro lado da rua, Ângela. Mais adiante, na mesma calçada, Rosane. Ao dobrar a Rua 7 em direção ao Rio Branco, Mônica. Não sofri nem um pouco quando ela me trocou pelo irmão do Renatinho – afinal, como concorrer se ele tinha um Maverick GT.

Ainda namorei outras – também elas jamais me namoraram. A minha infância era rica em garotas lindas, maravilhosas, belíssimas – e isso não era fruto da minha fértil imaginação. A todas elas, hoje senhoras respeitadas da sociedade, o meu mais sincero pedido público de perdão por tê-las namorado – sem permissão.

Minhas desculpas, também, a tantas outras aqui não citadas – faltaria espaço. Aos maridos, filhos e netos, um apelo: não me levem a sério. Liguem-se apenas na música: “Tô namorando aquela mina / mas não sei se ela me namora”. Juro: elas não tiveram nenhuma culpa.

 

05 – COLUNISMO SOCIAL – O jornalista/radialista Gilson Cardoso expressou hoje, na coluna De Olho na Mídia, interessante opinião sobre o colunismo social. Leiam:

 

“Sou leitor de jornal e leio tudo. Tenho respeito por todos que escrevem colunas sociais. Inclusive, tenho amigos e amigas na área. Mas, devo-lhes confessar que algumas colunas estão insuportáveis, por conta das “babações” a certas figuras da cidade. As fotos chegam a sair “repetidas””.

 

Nota do Tio: Prezado Gilson Cardoso, essa opinião é unânime, apesar de as pessoas não externarem em público. Nosso colunismo social é motivo de chacota em qualquer reunião, da igreja ao bar. Apenas os próprios colunistas e a meia-dúzia de colunáveis acham que estão “abafando”. É basicamente aquele tipo de situação onde a pessoa pensa que está “arrasando”, mas na realidade todos estão rindo dela.

 

06 – CASO DE POLÍCIA – Mais um cidadão de Governador Dix-sept Rosado, de família tradicional, se envolve num caso de polícia, desta feita como acusado de integrar uma quadrilha de seqüestradores. É o segundo caso em menos de um ano onde pessoas acima de qualquer suspeita se envolvem em crimes. A situação começa a merecer atenção dos poderes públicos. O que estaria levando nossos concidadãos a se envolverem em fatos delituosos?

 

Ouvindo DOIS, com PAULO RICARDO, encerro esse post.

SEM O PANIS, PELO MENOS O CIRCENSIS

0

 

 

 O estandarte da loucura geral passou. Foram quatro dias sem pecado, onde o circo da liberdade e das loucuras absolutas dançou com uma graça cujo segredo ninguém entende por quê. Depois de muitos anos de contínua carnavalização escrachada, fica oficializado que o Carnaval não pode durar o ano inteiro, pois tudo nasce, agoniza e morre. Mesmo que exista gente com cara de quarta-feira de cinzas o ano inteiro, não esqueçam que Carnaval é uma invenção do diabo que Deus abençoou. Deus e o diabo na terra do sol. Não foram poucas as pessoas que vi desmaiando (sobretudo mulheres), como mostra a foto acima, nem foram poucos os adolescentes dirigindo sem habilitação e totalmente embriagados e também não foram poucos os prefeitos que se locupletaram neste período.

Pelo menos não houve tanta violência, com o ITEP-Mossoró registrando a entrada de nove corpos. A título de comparação, há fins de semana em que o órgão registra 12 mortes violentas. Ainda bem.

 

02 – CAMPANHA DA FRATERNIDADE – Com o tema “Fraternidade e segurança pública”, a Campanha da Fraternidade 2009 inicia hoje em Mossoró com anúncio pelo bispo dom Mariano Manzana. A atividade iniciará às 11h e acontecerá no Salão do Tribunal do Júri do Fórum Silveira Martins. A programação da Campanha da Fraternidade ainda está sendo montada, mas o tema será trabalhado nas missas e em outras atividades da igreja católica para chamar a atenção dos fiéis a problemas como a violência urbana.

Esta é a 45ª Campanha da Fraternidade, que neste ano colocará em discussão a realidade social do povo brasileiro, a segurança pública, da miséria à criminalidade, da violência doméstica aos presídios. O objetivo é dar destaque à promoção da justiça e para a situação socioeconômica-política, marcada pela exclusão e por altos índices de miséria.

Nestes 40 dias que separa o fim do Carnaval e a Páscoa, a Campanha da Fraternidade pretende debater a segurança pública e contribuir para a promoção da cultura da paz nas pessoas, na família, na comunidade e na sociedade. A proposta do tema é o empenho efetivo dos municípios na construção da justiça social.

 

03 – OSCAR – Causou surpresa a escolha de “Quem Quer Ser um Milionário?” como o melhor filme de 2008. Jamais esperava que um filme indiano, de baixo orçamento, pudesse ser o escolhido pela Academia. Isso reforça a tese de que os críticos estão valorizando mais a criatividade do que os altos orçamentos e os modernos efeitos visuais. A película vencedora mostra um adolescente indiano participando de um programa de respostas, bem ao estilo “Show do Milhão”. Além da estatueta de melhor filme, “Quem Quer Ser um Milionário?” ainda ganhou outros sete troféus.

 

04 – RÁDIO – O ex-prefeito Anax Vale continua firme e forte com seu programa “Falando com o Povo”, apresentado em parceria com o radialista Hélio Silva. Em todas as edições há participações de vereadores, líderes políticos e do cidadão comum. O programa serve como um canal de comunicação entre a oposição e a sociedade dix-septiense. (Sábados ao meio-dia, na Difusora).

 

05 – CAMAROTE – Depois de criticar intensamente o ex-prefeito Adail Vale pela instalação de camarotes durante o carnaval, a população ficou na dúvida se o grupo atual também se renderia a este recurso. A maioria, até os correligionários, acreditava que não, mas para surpresa deles foi sim montado um camarote. Pois é, o atual grupo certamente mudou de opinião.

 

06 – FLUMINENSE – Ontem encontrei o promotor Armando Lúcio e este me garantiu que o Fluminense venceria o jogo contra o Botafogo. Pois é, entre os vários dons do dr. Armando, a adivinhação não é um deles.

 

 07 – FOTOS – Abaixo, alguns flagras curiosos feitos durante o carnaval:

 

 

Apesar de ser num sábado de carnaval, muitos torcedores compareceram ao estádio Cel. José Bezerra, em Currais Novos, para acompanhar a partida entre Potyguar e Alecrim.

 

 

Em Caicó teve folião chegando de helicóptero, o que, diga-se, não é muito comum.

 

 

Os anfitriões Milena e Jorge, com o filho João e a namorada Carol. Valeu pela aconchegante acolhida.

 

 

A banda caraubense Saia Rosada comanda a folia da tarde de terça-feira, em Caicó.

 

 

Blitz de foliões, não me lembro onde.

 

 

Carro de som traz frase anunciando o carnaval de Caicó como o terceiro maior do Nordeste.

 

 

Muitas fantasias e acessórios estranhos…O que você acha do cara…

 

 Ouvindo PASSIVE, com A PERFECT CIRCLE, encerro esse post.