O DESSERVIÇO DA CAERN EM MOSSORÓ

4
99

 

 A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), criada em setembro de 1969, vem maltratando continuamente a população mossoroense. O abastecimento de água na cidade varia de ruim a inexistente, o atendimento, idem. A população está revoltada com a constante falta de abastecimento de água, além do mais, a água que chega às torneiras em alguns bairros mais parece suco de tamarindo.

 

Para sentir a revolta das pessoas, basta sintonizar as rádios locais. De instante em instante alguém telefona para reclamar, e muito, da falta de água. Pedem a intervenção do Ministério Público, do Judiciário, das autoridades, até do Papa. Dizem que é uma falta de respeito, que vão queimar os boletos de cobrança etc. A insatisfação já atingiu a Câmara Municipal, onde quase todos os vereadores já cobraram soluções e respostas para tamanho descaso no oferecimento de um serviço essencial. Teve vereador, mais afoito, que chamou os consumidores para, em praça pública, fazerem uma grande fogueira com os boletos de cobrança.

 

 Apesar de toda a grita, ninguém da CAERN dá satisfações à população. O serviço prestado sempre foi ruim, mas de umas semanas para cá está se superando. Vários bairros passaram dias e dias sem um pingo de água nas torneiras. Nestas situações de interrupção do fornecimento a CAERN deveria ofertar carros-pipa aos consumidores, vez que o abastecimento de água é sua missão institucional. Por definição, um serviço essencial não poderia deixar de ser oferecido, mas como estamos no Brasil.

 

De qualquer forma, o desgaste causado por este desserviço poderá repercutir em 2010, resta saber no lombo de quem.

 

4 Comentários

  1. Caro Erasmo, eu sou Téc. de Regulação e Trabalho na Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico de Natal (ARSBAN), um ente que Mossoró já deveria ter para regular e dirimir esses casos, sem falar que a CAERN e a PMM deve ter um Contrato de Concessão (ver Lei de Permissões e Concessões). Trabalhamos normatizando o setor e controlando e fiscalizando o contrato de concessão entre CAERN e PMN. Existe hoje a Portaria 518/2002 do Ministério da Saúde que atribui à Secretaria de Saúde o dever de fazer cumprir as diretrizes impostas por tal instrumento, que traz os padrões de qualidade da água, tais quais devem ser observados pelas Companhias de Águas e Esgoto. Existem outros padrões estabelecidos pelo CONAMA em suas resoluções 357/2005 e a 274/2006. Enquanto não se tem um órgão regulador, a SMS deve fazer cumprir tais portarias. Estou trabalhando em um projeto a ser desenvolvido no IFRN Campus Mossoró sobre a Lei do Sanemaneto (11.445/2007), na oportunidade serão convidadas as autoridades municipais competentes. Qualquer dúvida acerca do assunto, nosso número é (84) 3232-9316 (ARSBAN – Departamento Técnico).

  2. Para quem leu ou assistiu “O diabo veste Prada” e gostou, a sugestão é a leitura do livro “À caça de Harry Winston”, da mesma autora, Lauren Weisberger, que conta a trajetória de 3 amigas, dentre ela uma brasileira. Como sempre o enredo passa pelo mundo da moda, mas com moderação. Muito engraçado e leitura atraente.

  3. Caro Erasmo, observo claramente que a maior responsável pela distribuição de água ruim, isso quando tem, é a Prefeitura. As informações do Caio Medeiros são preciosas, e norteiam em cheio a minha tese de que estamos no debate errado. É preciso discutir como trocar a tubulação que está enterrada nas ruas de Mossoró. Estas, além de velhas não tem mais o diametro necessário para abastecer a cidade. O próprio José Ronaldo, o homem invisível, conta essa história abertamente. Não sei por qual motivo, a imprensa não debate este assunto. Uma informação quentinha, é que a governadora liberou R$ 170 milhões para iniciar esta troca de canos. Já imaginou como vai ficar as ruas de Mossoró, logo em seguida que a Prefeitura meter farinha preta nelas de novo?

  4. Senhores, acredito que uma discussão não soluciona o problema nem o ameniza, vamos parar de jogar para A ou B o problema. A população não quer saber de quem é a culpa, quer sim que se resolva, e a justiça deve ter ferramentas para fazer com que se cumpra a lei, o que eu sei é que os politicos atuais não devem continuar no poder por N fatores que puxando pela mente todos nós conhecemos. Começaram a maquiar a cidade para o ano que vem, e este papo de adutora não cola mais, pois o problema de mossoró não é falta dágua. Tenho acompanhado de perto e sou uma das vítimas desde que me mudei para o bairro Dom Jaime Camara, um dos mais afetados pelo problema. As autoridades ja fecharam os olhos e se acomodaram e resolveram que usar isto como arma de campanha será a melhor solução para eles. No entanto o descontentamento continua. A carn vem expondo ao ridiculo os moradores que tem contas em atraso, fazendo cobranças em publico e algumas coisa que vou preferir nao citar aqui e que ferem as leis vigentes, isto eu deixarei por conta dos advogados a comentar… O fato é que esta empresa deve ser extinta como os seus funcionários não generalizando, mas muitos já estão podres como a propria tubulação antiga de Mossoró que eles afirmam que está sendo trocada. Ano passado tivemos falta dágua e eles alegaram que era seca, este ano a conversa ja mudou e todos os dias muda. Tenho ligações gravadas do período da falta dagua em que por varias vezes o funcionário que me atendia responsabilizava o ” manobrista ” , que é o cara que anda com uma chave de ferro em uma moto e que abre as válvulas de distribuição de água. Há duas ruas atraz da minha tem água diariamente, já na minha casa desde que moro aqui não tem agua na caixa , a minha vizinha mandou por a dela no chão, e eu contaria aqui historias até amanhecer o dia sobre fatos ocorridos desta empresa, ora o mais absurdo é que tive a minha casa invadida por funcionarios da carn que ficaram “magoados ” por que denunciei a imprensa a irresponsabilidade com o serviço de esgoto. Melhor parar por aqui ou começarei a me lembrar e falar o resto da noite. Só digo pra vocês que isso tem que mudar, e’não será mudando os governos atuais que isto será resolvido más sim, cancelar a concessão desta empresa de fachada para uma empresa privada, como aconteceu com as viaturas da policia. Más não se iludam com obras de campanha.
    O que eu desejo para eles? Nada de mal. Más digo que não é bom, trabalhar, ralar, tentar viver neste mundo tão cheio de problemas e não ter sequer o direito de tomar um banho de chuveiro em sua casa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome