“Podemos” surge como alternativa para 2018: “nem de esquerda, nem de direita”.

0

Fundado a partir do PTN, o Podemos é inspirado em agremiações partidárias europeias, especialmente a República em Marcha! (França), o homônimo Podemos (Espanha) e no Movimento 5 Estrelas (Itália).

Assim como as agremiações europeias, o Podemos se propõe a ouvir mais a população, em realmente atender aos anseios do povo, o que será feito através de vários meios de interação, especialmente plataformas digitais.

Tal intenção já foi mostrada na semana passada, quando o site do partido (podemos.org.br) fez uma enquete para saber da população se a deputada federal Renata Abreu votaria contra ou a favor do presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. “A sua decisão será o voto da deputada Renata Abreu”, dizia a chamada da enquete.

Sobre ideologia, o Podemos não se define como direita e nem com esquerda. “Não nos vinculamos ideologicamente à extrema esquerda ou extrema direita, trabalhamos contra essa dicotomia e pretendemos nos valer de ideias importantes de cada um dos lados, para caminhar adiante”, disse o senador Álvaro Dias (PR), um dos integrantes da nova agremiação, em entrevista à IstoÉ desta semana.

Aos 72 anos, e já tendo passado pelo PMDB, PSDB e PV, Álvaro Dias é o único político experiente do Podemos no Congresso Nacional. Os demais estão exercendo seus primeiros mandatos: 15 deputados federais e 02 senadores (Álvaro Dias e Romário).

A sigla deverá lançar candidatura própria ao cargo de presidente da República no ano que vem, provavelmente o senador Álvaro Dias. Esperam ter o mesmo sucesso do República em Marcha!, que recentemente assumiu a presidência da França através de Emmanuel Macron.

Campanha “Aquece Mossoró” é lançada oficialmente

0

Aconteceu na noite de ontem (19), às 20h, no teatro Dix-Huit Rosado, o lançamento oficial da campanha “Aquece Mossoró.” No evento foram apresentados os critérios, objetivos e características da campanha que vai acontecer no período de 13 a 30 de setembro de 2017. Presidentes do SINDUSCON, CDL, ACIM e SINDIVAREJO – que idealizaram a campanha – além da prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini, presidente do sistema FIERN Amaro Sales e convidados lotaram o teatro para prestigiar o lançamento. O “Aquece Mossoró” é uma iniciativa das entidades de classe e tem como objetivo principal movimentar a economia de Mossoró criando condições atrativas para os consumidores no comércio local. A lógica é simples: produtos com preços mais baixos fomentam as vendas, o dinheiro circula e aquece a economia.

Apesar do momento delicado o clima foi de otimismo com a campanha e o futuro da cidade. As potencialidades de Mossoró foram lembradas nas palestras e também pela prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini. O presidente do Sindicato da Construção Civil de Mossoró (SINDUSCON), engenheiro Sérgio Freire, frisou a importância da adesão da população à campanha, pois a sociedade tem um papel importante na economia, “Gostaria de convidar a todos para fazerem parte dessa campanha, cada um tem o seu papel na geração de emprego e renda”, afirmou.

Ações – O “Dia sem Imposto”, o “Feirão de Queima de estoque” e o “Sorteio de Encerramento” são algumas das ações planejadas para estimular o consumo no período do “Aquece Mossoró.” Sérgio Freire também reafirmou o compromisso da campanha em oferecer descontos reais ao consumidor. O presidente do SINDUSCON explicou que auditores vão visitar as lojas cadastradas antes do início da campanha para fazerem um levantamento dos preços dos produtos. Com o início do “Aquece Mossoró” haverá nova visita para constatar os percentuais de descontos e o cumprimento das normas da campanha pelas lojas cadastradas.

Aliança com prazo de validade?*

0

*Texto escrito pelo jornalista Bruno Barreto.

A dicotomia Rosado x Rosado durante 30 anos dividiu a política em Mossoró. Embora o grupo de Rosalba Ciarlini tenha sido hegemônico durante praticamente todo esse período, o sandrismo equilibrava as forças tendo mandatos na Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados. Sem contar que na maior parte desse período esteve aboletado na estrutura do Governo do Estado.

O rosalbismo também tinha seus espaços na Assembleia e Câmara dos Deputados. Havia um equilíbrio de poder entre as duas alas do rosadismo.

Agora o cenário é diferente e lembra o período anterior à divisão política dos Rosados. O grupo rosadista tinha Carlos Augusto Rosado na Assembleia Legislativa e Vingt Rosado na Câmara Federal e o comando da Prefeitura de Mossoró com Dix-huit Rosado. Agora esses papeis são ocupados por, respectivamente, Larissa Rosado, Beto Rosado e Rosalba Ciarlini.

Como no período que antecedeu o pleito de 1986, há uma tensão abafada nos veículos de comunicação. Larissa quer ser reeleita como Carlos Augusto queria há 31 anos. Mas o rosalbismo quer lançar um nome novo de dentro de casa, Lorena Ciarlini, como Vingt Rosado queria fazer com Laíre Rosado no passado. Beto Rosado quer renovar o mandato como antes desejara Vingt, mas Sandra Rosado quer retomar o espaço que foi de seu clã por 13 legislaturas na Câmara Federal.

No passado, esse embate familiar provocou uma cisão que durou três décadas. Hoje não há a condição de grupo unido, mas de aliados de ocasião e com prazo de validade (?).

A estrutura da Prefeitura de Mossoró não tem condições de bancar duas dobradinhas federal/estadual no próximo ano. Na lógica rosadista é sempre “os de casa” primeiro. Sem uma estrutura de poder, a ala sandrista sabe que não voltará a ter o poderio de antes e já provou disso em 2014.

Insistir numa candidatura de Sandra a deputada federal pode por em risco uma reeleição possível de Larissa. Só uma estrutura tornaria a dobradinha viável.

Sem a ajuda palaciana, Sandra vai aceitar passivamente engolir mais um sapo ou seguirá máxima eternizada por seu pai, Vingt Rosado, de abrir os braços para não ser engolida?

A resposta a essa pergunta ajudará a responder a pergunta do título desta postagem: a aliança Rosado/Rosado tem prazo de validade?

PITACO DO TIO – Análise histórica e contextual bem acertada. Cá de minha parte acho que o grupo liderado pela ex-deputada Sandra Rosado não possui uma relação horizontal com o outro lado do rosadismo, mas sim uma relação de subserviência, aceitando calado e de cabeça baixa as decisões do grupo rosalbista, o que já foi mostrada em diversas circunstâncias desde a concretização da improvável aliança. Sem condições de dar um grito de independência, o sandrismo continuará obedecendo ao rosalbismo, como um índio segue o cacique.

Água servida e com dejetos pode estar se misturando com água limpa no prédio da Câmara Municipal de Mossoró

0

É cediço em Mossoró que a Câmara Municipal funciona num prédio bastante antigo, cuja construção original abrigou um hotel nos anos 70/80.

Como em qualquer construção antiga, há vários problemas estruturais, inclusive hidráulicos.

Chegou ao blog esta semana, através de fonte de grande quilate, a informação nada inodora e insípida de que, no prédio em tela, a água usada em banheiros pode estar indo para os reservatórios de água limpa. A constatação foi feita por empregados que estão trabalhando na reforma do local, os quais não descartam a possibilidade de até dejetos estarem “boiando” em água limpa.

Ao menos duas pessoas ouvidas pelo blog, que trabalham na Casa, comentaram que a informação não é surpresa: “Sempre senti um cheirinho estranho na água”, disse-me uma delas. A outra ratificou a percepção do “cheirinho”.

Segundo a fonte, a presidente do Legislativo, vereadora Izabel Montenegro, foi avisada da suspeita, e logo determinou que o problema fosse resolvido. Disse ainda que os trabalhos só voltarão quando houver certeza de que a água e dejetos dos banheiros não estejam se misturando com os reservatórios de água limpa.

É por essas e outras que a vereadora Izabel Montenegro luta tanto por uma sede própria, com modernas instalações.

PITACO DO TIO – Agora entendo porque alguns vereadores falam tanta m*. Eles apenas ecoam.

Pílulas…Pílulas…Pílulas… (12jul)

1

Foto: UOL Economia.

Ontem, após uma sessão bastante tumultuada, o Senado Federal aprovou o projeto de lei que modifica a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). 50 senadores votaram a favor do projeto, 26 votaram contra, e houve uma abstenção. Dos três senadores do Rio Grande do Norte, votaram a favor os senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (PMDB). A senadora Fátima Bezerra (PT) votou contra a proposta, e não só isso…

*

DAQUI NÃO SAIO – A fim de evitar a votação do projeto, a senadora potiguar se apoderou da cadeira presidencial, no melhor estilo “daqui não saio, daqui ninguém me tira”. Os trabalhos ficaram travados por seis horas, até mesmo a refeição a senadora fez na cadeira presidencial. Para revidar, o presidente Eunício Oliveira (PMDB-CE) mandou desligar os microfones e luminárias do plenário. A fuzarca foi grande. O Senado se transformou num cortiço, daqueles imaginados pelas obras literárias, com muita briga, confusão, baixaria e que tais.

*

O IMPORTANTE – Apesar de todo o quiproquó, o projeto foi aprovado e segue agora para a sanção presidencial, o que deverá ser feito imediatamente, até porque a reforma trabalhista é uma das bandeiras do governo de Michel Temer, e sabe-se que ele poderá ser defenestrado da cadeira presidencial muito em breve. Para o pai de Miguelzinho a sanção urge.

*

O TEOR – Quem defende a proposta diz que ela modernizará as relações de trabalho e que serão aplicadas no Brasil as regras que já valem nos países desenvolvidos, sobretudo nos Estados Unidos. Citam como exemplo a possibilidade de contratar um profissional apenas por algumas horas.

Para os contrários, as novas regras serão pesadas para os trabalhadores, sobretudo porque acordos entre estes e patrões terão força superior às leis, além de pontos específicos já trazidos no projeto, como redução do horário de almoço, de uma hora para 30 minutos; e permissão para que gestantes trabalhem em ambientes insalubres.

*

CONSTATAÇÃO – Uma coisa é certa, após a aprovação vi muitos empresários festejando o feito nas redes sociais; de outro modo não vi nenhum trabalhador fazer o mesmo.

*

A cidade de Governador Dix-sept Rosado passa por um momento delicado no quesito segurança pública. No último fim de semana aproximadamente 60 pessoas foram vítimas de roubo, isso em duas ações. No sábado à noite, quatro bandidos armados renderam umas 30 pessoas que se encontravam num estabelecimento comercial da cidade. Fizeram o “rapa”, levando celulares, dinheiro e joias.

HORAS DEPOIS… – No domingo bem cedo, outros bandidos rendiam e mantinham sequestrados aqueles que passavam pela estrada carroçável da comunidade do Horizonte, em busca da zona urbana (feira do domingo). As pessoas tinham seus pertences subtraídos e eram mantidas incomunicáveis numa área próxima, sob a mira de armas de fogo. Foram aproximadamente 30 vítimas.

*

Nesta data, em 1951, morria o então governador Jerônimo Dix-sept Rosado Maia, em desastre aéreo. Ele contava com 40 anos de idade.

Em virtude da data é feriado na cidade potiguar que leva o nome do ex-governador.

*

Hoje é dia de clássico carioca no Campeonato Brasileiro. Fluminense (08º) x Botafogo (11º) se enfrentarão no Maracanã às 21h, em partida válida pela 13ª rodada do Brasileirão.

*

O filme “Meu Malvado Favorito 3” continua em cartaz no Multicine Cinemas. Recomendo, para crianças e adultos. É a melhor franquia infantil dos últimos tempos. Além dos três filmes ainda há um apenas com os Minions, aqueles serem amarelos que caíram na graça do público, apesar de falarem uma língua incompreensível.

*

Todas às sextas-feiras, Christianne Alves, do blogdachris.com, participa do programa Gilson Cardoso, na FM 105. Na participação ela traz a agenda cultural para o fim de semana. O programa vai ao ar das 09h ao meio-dia.

Pílulas…Pílulas…Pílulas…(07jul)

0

Em artigo publicado esta semana no hebdomadário IstoÉ, o jornalista Sérgio Pardellas lembrou um caso que ele cobriu em 2000, quando trabalhava num jornal de Brasília, e que muito tem a ver com os dias atuais.

Tratava do divórcio litigioso entre Marcelo Azeredo, funcionário do Porto de Santos, e Érika Santos, estudante de psicologia. Ela cobrava uma pensão mensal de R$ 10 mil, apesar de o salário do ex-companheiro ser de R$ 5,8 mil.

Mas como assim? A resposta era o que havia de interessante no caso, e que, consequentemente, despertou o interesse da imprensa.

REVELAÇÃO DE EX – Érika juntou ao processo uma planilha onde mostrava que Azeredo, junto com outros dois comparsas, recebiam 25% de propina nos negócios feitos no terminal.

Um desses comparsas era – tantantantan – Michel Temer, na planilha identificado como “MT”. Só a empresa Rodrimar e Libra teria pago R$ 1,8 milhão ao trio, tendo cabido a Temer quase R$ 1 milhão apenas neste negócio.

INCOMPATÍVEL – Érika comprovou nos autos que, apesar do salário de R$ 5,8 mil, seu ex-companheiro tinha um Porsche Carrera, um Mercedes e um amplo apartamento em área nobre de São Paulo. E olhe que ele ficava com a menor parte do bolo. A maior fatia era pra Temer.

*

Em entrevista ao blog da Chris, a vereadora Isolda Dantas (PT) disse que a decisão de deixar a liderança da oposição não ocorreu recentemente. Desde o início ela teria dito a seus pares que só ocuparia essa função por seis meses. A vereadora disse que a partir de agora se dedicará mais ao seu partido, onde é a presidente municipal, e a alguns projetos do seu mandato.

Sobre o PT, a vereadora defende que o partido errou, mas também que acertou muito ao garantir uma melhor qualidade de vida para os pobres, e que o ódio ao PT é mais decorrente dos seus acertos (ajudar aos pobres) do que de seus erros.

Na entrevista, Isolda ainda discorre sobre eleições estaduais (“Fátima Bezerra é um excelente nome”), embates na Câmara Municipal (“sem xingamentos pessoais”) e a administração de Rosalba Ciarlini (“autoritarismo”).

Para ler na íntegra clique aqui.

*

A Rua Francisco Nogueira do Monte, localizada no bairro Abolição II, ali na lateral do supermercado Cidade, é uma das mais esburacadas da cidade. Quem transita naquela artéria diariamente sofre as consequências de uma buraqueira quase intransponível. Moradores clamam por uma solução urgente para o problema.

*

Lançado em outubro do ano passado, o documentário “A 13ª Emenda” faz um histórico da luta negra nos Estados Unidos, desde a abolição da escravatura até os dias atuais.

Passada a fase mais histórica, o documentário foca na violência dos policiais contra negros e na legislação criminal americana, com muitas leis desfavoráveis aos negros. Resultado disso é que mais de 40% da população carcerária do país é negra, apesar de os negros representarem apenas 6,5% da população geral.

O documentário tenta mostrar que a segregação contra negros ainda existe nos EUA, mas de forma disfarçada. No documentário são trazidos dezenas de casos de negros que foram assassinados ou presos e condenados de forma injusta, pelo simples fato de ser negro, isso em pleno século XXI.

Vale à pena assistir. Está disponível na Netflix.

*

A Birra Nordestina, point para quem aprecia cervejas especiais, já está funcionando em novo endereço, dessa vez bem mais central e de fácil acesso: esquina das ruas Frei Miguelinho com Princesa Isabel, ali onde até dia desses funcionou o Select.

VARIEDADE – Tuca Viegas e Pedro Lúcio oferecem aos clientes uma boa variedade de cervejas especiais, sejam elas dos tipos lager, weiss, ale ou stout, com todas as suas variações. São aproximadamente cinquenta rótulos. Assim, você pode provar um rótulo por cada semana do ano.

DIFERENCIADAS – Por serem especiais, são um pouco mais caras dos que as que encontramos nos bares e restaurantes convencionais, o que é normal, pois a maioria tem fabricação semiprofissional e outras tantas são importadas. O valor, contudo, não pode ser impeditivo para você conhecer e viajar pelo mundo das tão propaladas cervejas especiais. Vale muito à pena. A título de sugestão indico as tipo weiss (lê-se vais), cervejas feitas à base de trigo. São espetaculares. Até quem não gosta de cerveja aprecia as tipo weiss.

A Birra Nordestina funciona de quarta a sábado, sempre a partir das 18h30.

Cargos comissionados: ritmo de nomeações diminui, mas não cessa.

0

A última grande leva de nomeações de cargos comissionados ocorreu no Jornal Oficial do Município edição 406 (JOM 406), datada de 05 de maio de 2017. Na oportunidade foram nomeados os cargos para a então recém criada Secretaria Municipal de Cultura. Mais de 80 (oitenta) pessoas foram agraciadas com um cargo na administração municipal.

De lá para cá já foram publicadas outras DEZESSETE edições do Jornal Oficial do Município, mas nenhuma delas trouxe nomeações em série. De todo modo, as nomeações diminuíram de ritmo, mas não cessaram. Catorze pessoas foram nomeadas e seis foram exoneradas, tudo conforme a lista abaixo.

OBS. As edições omitidas não trouxeram nem exonerações e nem nomeações.

O blog Tio Colorau continuará contribuindo para a transparência da administração pública municipal, ajudando assim a atual gestão.

Segue a lista:

JOM – 407 – 12/05

506 – LUCIANO SALES, Cultura; e

507 – TEREZA MAGALHÃES ROCHA DE MORAIS, Educação.

JOM – 408-A – 24/05

508 – ANDRÉ DO NASCIMENTO NOGUEIRA, Meio Ambiente; e

509 – DIOGO SOARES VALE DE ALMEIDA, Meio Ambiente.

JOM – 408-B – 25/05

{Uma exoneração}

JOM – 409-B – 31/05

{Quatro exonerações}

504 – LINDAURINETE LUCAS BEZERRA, Saúde.

JOM – 411 – 09/06

505 – ADRIANA MORAIS ALVES, Saúde;

506 – PATRICIA DA SILVA MAGALHAES PACHECO DUARTE, Saúde; e

507 – MARIA DA CONCEIÇÃO DINIZ TEIXEIRA, Educação.

JOM – 412 – 16/06

{Uma exoneração}

507 – FLÁVIA TEREZA GOMES BEZERRA, Educação;

508 – SHIRLEY MACIELLY FERREIRA, Controladoria; e

509 – JOVANEIDE MEDEIROS DA COSTA, Administração.

JOM – 413 – 23/06

510 – FRANCISCO MARCOS AZEVEDO FREITAS, Urbanismo; e

511 – MAXIMILIANO BEZERRA DA COSTA, Urbanismo.

JOM – 414 – 30/06

{uma exoneração}

511 – ANA ISADORA MENDES DE OLIVEIRA RODRIGUES, Saúde.

NOTA – Somados os 19 secretários, o número de cargos comissionados chega a 530 (quinhentos e trinta cargos).

*

No início da semana, o blog do Carlos Santos trouxe uma vasta matéria sobre o funcionalismo público municipal, inclusive a informação de que a prefeitura já extrapolou o teto de gasto com servidores, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.

A matéria é rica em dados e informações. Para acessá-la clique aqui.

Permanência de Michel Temer na presidência da República não é essencial para reformas e nem para a economia

0

Os que defendem a permanência de Michel Temer no comando da Nação argumentam que a presença dele é essencial para a realização das reformas trabalhista e previdenciária, além da estabilização da economia.

*

PRECISAMOS DE UM PRESIDENTE CORRUPTO? – Quer dizer que para dar certo o Brasil precisa de um presidente denunciado formalmente por corrupção passiva e investigado por obstrução da justiça e organização criminosa. Que argumento bocó.

*

NEM AÍ – O governo Michel Temer já deu provas de sua falta de importância. Quase nenhum chefe de Estado visita o Brasil, e quando o nosso presidente vai ao exterior é recebido por subalternos dos outros países.

Além do mais, quando o procurador Rodrigo Janot protocolou a denúncia em desfavor de Temer, nada aconteceu nos índices econômicos. Não houve alta ou baixa de nada. O mercado ignorou.

*

TANTO FAZ – O argumento de que a permanência de Michel Temer é importante para a Economia e para as reformas não encontra respaldo fático. Quem mexe a economia é o mercado, e quem analisa as reformas é o Congresso Nacional. Caso Rodrigo Maia assuma, por ser o primeiro na linha sucessória, tudo continuará na mesma.

Município de Governador Dix-sept Rosado poderá deixar de ser Zona Eleitoral.

1

Está em tramitação um processo de rezoneamento da Justiça Eleitoral. O pontapé inicial foi dado pela Portaria nº. 372/2017, do TSE, que estipulou as regras a serem adotadas para a nova configuração territorial da Justiça Eleitoral em todo o país.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, defende que o rezoneamento trará uma grande economia para os cofres públicos, pois serão extintos vários cargos de juiz eleitoral, promotor eleitoral, analistas etc., além da redução de despesas com material e equipamentos.

Em cada estado foi formada uma comissão para elaborar o novo mapa eleitoral, extinguido as zonas eleitorais que não preencham os requisitos presentes no art. 3º da Resolução nº. 23.422/2014, do TSE.

A previsão é que o número de zonas eleitorais seja reduzido à metade em todo o país. Entre estas corre sério risco a 57ª Zona Eleitoral, Governador Dix-sept Rosado, que recentemente ganhou uma nova sede (foto).

A ideia é que Governador Dix-sept Rosado passe a integrar uma nova zona eleitoral a ser criada em Mossoró, que também abrangeria a cidade de Upanema, extinguindo também a 49ª Zona Eleitoral. Um retrocesso gritante.

A medida pode até gerar uma economia financeira, mas causa grandes prejuízos político-eleitorais. A Justiça Eleitoral se tornará menos presente, permitindo assim que candidatos fiquem mais livres para captar votos ilicitamente.

Enquanto a população anseia pela diminuição da corrupção, o Tribunal Superior Eleitoral age para que ocorra justamente o inverso, ao tirar juízes e promotores eleitorais das campanhas de várias cidades, deixando candidatos, empresários e eleitores se entenderem às suas maneiras.

O TRE-RN terá um grande prejuízo caso a cidade de Governador Dix-sept Rosado realmente deixe de ser zona eleitoral, vez que perderá uma sede moderna, recentemente construída sob medida para o funcionamento da Justiça Eleitoral.

O que fazer com o prédio? Entregá-lo às moscas?

Além do mais, o território do município de Governador Dix-sept Rosado é o sexto maior do estado, com uma área de 1,2 milhão de km². Impossível uma área tão extensa ficar a cargo de uma Justiça Eleitoral de outra cidade.

Anseio que a comissão analise todas essas questões antes de tomar a decisão final de extinguir a zona eleitoral que funciona no extenso município de Governador Dix-sept Rosado.

JUDICIÁRIO DEVOLVE MANDATO AO SENADOR AÉCIO NEVES E LIBERA RODRIGO LOURES. SERÁ A VOLTA DA IMPUNIDADE?

2

justica

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), líder em inquéritos na Lava Jato, recebeu um carinho do STF, mais precisamente do ministro Marco Aurélio Mello. Em decisão datada de ontem, Mello reconduziu o senador mineiro ao cargo, do qual ele havia sido afastado em 18 de maio, pelo também ministro do STF, Edson Fachin. No combo pró-Neves, Mello ainda negou um pedido de prisão em desfavor do senador e permitiu a ele conversar com a irmã, o que estava proibido, vez que ambos são réus no mesmo processo. Por fim, ufa, Mello ainda deixou de recolher o passaporte do senador. Assim, ele poderá sair do país caso queira.

*

DOIS CRIMES – O senador Aécio Neves é investigado por corrupção passiva e obstrução da Justiça.

*

ARGUMENTUM – O Ministro Marco Aurélio Mello evocou várias vezes a Constituição Federal para justificar suas decisões favoráveis a Aécio Neves. Focou sobretudo na independência dos poderes. Disse que não cabe ao STF afastar um senador de seu mandato, que apenas o Senado pode fazê-lo. “Mandato parlamentar é coisa séria e não se mexe, impunemente, em suas prerrogativas”, escreveu o ministro na decisão.

*

É BOM RECORDAR – No dia 25 de novembro de 2015, o STF determinou a prisão do então senador Delcídio do Amaral (PT-MS), à época acusado de obstrução de Justiça, apenas. O calvário de Delcídio seguiu no Senado, que confirmou a prisão e depois lhe cassou o mandato. Quanta diferença.

*

SACI-PERERÊ – Alguém aí acredita que essa diferença de tratamento é com base unicamente na legislação pátria?

*

UM PESO, DUAS INTERPRETAÇÕES – Vi alguns conhecedores do Direito avalizando a decisão em favor do senador Aécio Neves, ao mesmo tempo em que a diferenciavam da de Delcídio do Amaral. É claro que são situações distintas (acho a de Aécio bem mais grave), e é claro que ambas as decisões foram dadas com base na livre interpretação da legislação. O xis da questão é justamente essa interpretação, sempre favorável a um grupo e desfavorável ao outro.

*

LOURES LIVRE PARA VOAR – Além das benesses pró-Neves, O STF também achou por bem revogar a prisão preventiva do ex-deputado Rodrigo Loures, o homem da mala. A decisão foi tomada pelo ministro Edson Fachin. Neste caso, contudo, ele não alcançou o grau de bondade dado ao senador Aécio Neves. Loures utilizará tornozeleira eletrônica, não poderá sair do país e terá que se recolher em casa no período noturno e em sábados, domingos e feriados.

*

ACUSAÇÃO – Segundo a Procuradoria Geral da República, Loures era o intermediário entre a JBS e o presidente Michel Temer num acordo para que a empresa fosse favorecida numa decisão do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). A mala com R$ 500 mil, flagrada em poder do ex-deputado, era parte da propina que seria dada a Michel Temer.

*

CONCLUSÃO, PROFESSOR – A saída da presidente Dilma Rousseff da presidência não diminuiu a corrupção, muito pelo contrário. Para piorar, as altas cortes do Judiciário agem bem diferente de outrora. O Brasil voltou a ser o país da impunidade, onde os grandes não ficam presos. Tudo isso acontecendo e nada de batidas de panelas, nem de pato gigante e nem de camisas amarelas.

Mas as manifestações não eram apartidárias, contra a corrupção de forma geral?

Agora restou explícito que não. A intenção era apenas tirar o Partido dos Trabalhadores do comando da nação. Que fim levou o tal do MBL?