Racionalidades – 44ª edição.

0
Foto: Internet.

MARLEIDE CUNHA EM ALTA – O vereador petista Gilberto Diógenes apresentou proposta à Câmara Municipal de Mossoró a fim de homenagear a sindicalista Marleide Cunha com a Medalha de Reconhecimento Celina Guimarães.

Os vereadores da situação, magoados com o conteúdo de um outdoor espalhado pelo SindSerpum, sindicato que Marleide Cunha comanda, não curtiram nadinha a ideia.

*

“CONTRAORDEM” – A fim de evitar a distinção honrosa à sindicalista, os 13 vereadores da situação apresentaram conjuntamente um proposição solicitando que a Câmara Municipal de Mossoró concedesse à Marleide o inglório título de Persona non Grata, o que a impede de receber a homenagem requerida pelo vereador Gilberto Diógenes.

*

MARLEIDE CUNHA 2020 – No que se refere aos vereadores a repercussão foi a pior possível. Isso é o resultado de fazer as coisas no calor da emoção, sem pensar muito. Teve até hashtag nas redes sociais para se solidarizar com a sindicalista, que nada mais faz do que lutar pelos direitos dos servidores públicos.

A patacoada catapultou Marleide Cunha, que agora aparece como nome forte para tentar o cargo de vereador nas próximas eleições.

*

COM A CARA NO DISPLAY – O uso excessivo do aparelho celular vem distanciando cada vez mais as pessoas dos seus interlocutores reais. Nos salões, restaurantes, academias, salas de espera etc., o que mais vemos são pessoas com a cabeça baixa, focadas no display do smartphone. Muitos até com fones de ouvido, para se isolarem ainda mais do mundo que os cerca.

*

DOENÇA – O excesso de conectividade ao celular está, inclusive, adoecendo os usuários. A fabricante Motorola fez um levantamento com 20 mil usuários brasileiros e concluiu que 41,5% deles estão viciados em seus telefones, e que, por isso, precisam tomar alguma medida para se desconectar mais um pouco do aparelho, sob pena de o vício aumentar e então inviabilizar os estudos, o trabalho, o convívio social.

*

TESTE – Para saber se você está viciado em Internet, Facebook, WhatsApp e em celular de forma geral faça o teste no endereço bit.ly/teste_celular.

*

24/7 – Um levantamento da revista Time revelou que 68% dos donos de smartphones pegam no aparelho assim que abrem os olhos. Essas pessoas são chamadas de 24/7, ou seja, 24 horas por dia, sete dias por semana. Nestes casos cabe uma pergunta: é você que controla o celular ou é ele quem te controla?

*

O PORQUÊ – Duas são as razões principais para os usuários olharem seus smartphones a todo tempo. A primeira é a busca por alguma notícia boa, consistente numa mensagem ou comentário que faça o usuário se sentir bem.

Como isso já aconteceu uma vez, na ocasião o cérebro liberou dopamina, o hormônio da felicidade, e então o corpo passou a entender que ao olhar o celular há uma possibilidade de novamente encontrar uma notícia boa. Realmente há, mas essa lógica é a mesma que alimenta o vício em jogos de azar.

*

O OUTRO MOTIVO – A sensação de estar perdendo algo é a outra razão para olharmos o celular constantemente. Refiro-me ao medo que as pessoas têm de acontecer algo de relevante e elas não tomarem conhecimento, ficarem alheias. Neste mundo atual, onde somos forçados a saber de tudo o tempo todo, mostrar-se “por fora” é um sinal de que vivemos noutro mundo, que não integramos aquele meio.

A probabilidade de estar desatualizado apavora muitos usuários.

*

É FÁCIL COMPROVAR – Quando o usuário contumaz de smartphone passa alguns instantes sem conexão com a internet ele passa a adotar comportamento de viciado, procurando loucamente um local com conexão a internet. Quando acha, se fecha em concha para olhar o display, a fim de se atualizar, momento em que se desconecta de quem estar ao lado.

*

TOQUE – Um levantamento do site Dscout revelou que os usuários tocam a tela do celular 2.617 vezes por dia, em média. Impressionante.

*

PHUBBING – Na língua inglesa já existe uma palavra para designar aquele momento em que seu interlocutor deixa de falar com você para fincar a cara no display do celular. Phubbing é a junção de fone com esnobar.

Quase todos já passamos por isso. Trata-se de uma tremenda falta de consideração, inconveniência.

*

UM BOM EXEMPLO – O governo francês proibiu a entrada de celulares e tablets nas escolas públicas do país. “Uma medida de desintoxicação contra a distração”, argumentou o parlamento francês.

*

OUTRO EXEMPLO – Num acordo coletivo entre sindicatos e empresas de segurança do estado de São Paulo, em 2015, restou decidido que os vigilantes não podem usar seus smartphones durante o serviço.

*

EFEITO CONTRÁRIO – Curiosamente, apesar de toda a informação disponível no aparelho celular, os níveis de inteligência medidos em testes de Q.I na sociedade diminuíram 02 pontos entre 1980 e 2008, de acordo com um estudo feito pela Universidade de Otago, Nova Zelândia.

*

VIDA REAL – É bom destacar que nem todos os usuários se encaixam no perfil trazido nas notas acima. Há sim quem se desconecta para conversar com amigos, para se exercitar, estudar, trabalhar etc. Essas pessoas estão certas. Sentir a vida real é bem mais interessante.

*

INVIÁVEL – Tem dois amigos que gosto muito, mas não me animo mais para estar ao lado deles. Ambos passam 90% do tempo vidrados no celular.

Estou esperando essa fase deles passar para que possamos voltar a rir e jogar conversa fora, como fazíamos outrora.

*

FONTE – Todos os dados acima foram extraídos da matéria de capa da edição 245 da revista Você S/A. Trata-se de uma daquelas reportagens que mexem com quem a lê. Também irei me policiar mais quanto ao uso do celular. Viver a vida real, para assim guardar memórias vivas.

*

BIBLIOTECA – O SindJustiça (Sindicato dos Servidores do Judiciário do Rio Grande do Norte) está montando uma biblioteca no Fórum Desembargador Silveira Martins, sede da Comarca de Mossoró. A iniciativa tem o apoio da direção do órgão.

Para tanto, o sindicato conta com o apoio da população em geral, especialmente dos que, em razão da atividade que exercem, estão rotineiramente no fórum Silveira Martins.

As doações de livros e periódicos para a formação da biblioteca podem ser feitas até o dia 01º de abril na administração da Direção do Fórum, aos cuidados de dona Graça.

Bela iniciativa do sindicato. A biblioteca será um excelente lugar de espera para quem vai ao fórum realizar alguma atividade. Só espero que não encham o espaço com livros e códigos antigos da área jurídica, os quais, ultrapassados, não tem quase nenhuma serventia.

*

FEIRA AGROECOLÓGICA – Voltou a ser realizada na sede do Fórum Desembargador Silveira Martins a Feirinha Agroecológica, uma iniciativa da Associação de Produtores da Feira Agroecológica de Mossoró (APROFAM).

Na feira são ofertados alimentos frescos, sem agrotóxicos, não transgênicos, cultivados a partir de princípios agroecológicos e vindos direto das propriedades de famílias agricultoras.

As feirinhas ocorrerão todas as quintas-feiras, das 08h às 12h.

Os organizadores pedem que os clientes levem suas sacolas e avisam que negociam apenas com dinheiro em espécie.

*

GOVERNADOR DIX-SEPT ROSADO – Acontecerá logo mais, às 09h, o lançamento do Projeto Despertar, uma realização do CEACRU (Centro de Assessoria as Comunidades Rurais e Urbanas), em parceria com o Comdica e a prefeitura do município, e apoio do Criança Esperança.

O evento será no auditório da Câmara Municipal de Governador Dix-sept Rosado, localizado na Rua Manoel Joaquim.

É imprescindível que a população compareça, a fim de entender como funciona este importante projeto, que foca as crianças e adolescentes da cidade, bem como saber como se dará o apoio do Criança Esperança.

*

A VERDADE – Nenhum governo brasileiro, de Deodoro da Fonseca até Michel Temer, pretendeu implantar o comunismo ou socialismo como sistema econômico. Ou o presidente Jair Bolsonaro (PSL) é muito desinformado ou age de má-fé.

O pior é que seus seguidores repetem esse mantra, muitas vezes sem saber nem o que estão dizendo.

*

HISTÓRIA – As expressões direita e esquerda, para definir posições políticas, surgiram de um costume. No final do século XVIII, na França, durante o reinado de Luís XVI, os representantes dos nobres e dos conservadores sentavam à direita do rei; já os representantes da pequena burguesia, defensores do fim dos privilégios e de reforma social sentavam à esquerda.

Passados mais de duzentos anos, a coisa segue mais ou menos do mesmo jeito.

*

NOVIDADE – O Deezeer, aplicativo de músicas, está com uma novidade que achei genial. Após o usuário buscar por artista, aparece abaixo do resultado a opção “Mix de Artista”, que antes não existia.

Ao clicar nela, o aplicativo começará tocando uma música do artista que você escolheu, mas na sequência tocará músicas de outros artistas dentro daquele estilo musical.

*

MESMA FORMA – O Deezeer está fazendo mais ou menos como o YouTube faz: você seleciona um artista e daí em diante a sequência é escolhida pela plataforma.

*

UM MUNDO NOVO – Esse recurso é muito bom, pois permite ao usuário conhecer várias bandas dentro de um estilo, que muitas vezes ele ignorava a existência.

Venho utilizando esse recurso desde segunda. Neste curto período tive a oportunidade de conhecer muita banda boa. Destaco a norte-americana Avenged Sevenfold, que toca um heavy metal de muito bom gosto.

*

CINE-TIOO Menino que Descobriu o Vento passaria facilmente na Sessão da Tarde, caso a Globo atualizasse sua lista de filmes. Conta a história real do menino William Kamkwamba, nascido e criado numa comunidade em Malawi, região paupérrima da África. A luta maior em sua região é por comida.

Autodidata, William sempre visita um lixão de ferro velho próximo a sua comunidade em busca de baterias, cabos etc., e com isso procura construir engenhocas. Ele até entra na escola, mas tem que sair, pois sua família não tem condições de pagar as mensalidades. Com a ajuda de um professor, consegue frequentar a biblioteca escondido do diretor da instituição.

Com os ensinamentos adquiridos na biblioteca, ele se acha apto a construir uma usina eólica, a fim de extrair água do subsolo, o que resolveria o maior problema de sua comunidade. A dificuldade é convencer seus pares a acreditar na sua capacidade, especialmente seu pai, que deve entregar ao filho seu maior bem, uma bicicleta.

É um filme muito interessante, que aborda muitos assuntos de relevo, como fome, regime ditatorial e vida em comunidade. Vale à pena.

*

DIVULGAÇÃO – A Cajuama, empresa recentemente criada no município de Serra do Mel (RN), vem se destacando pela qualidade superior de suas castanhas. Da colheita às embalagens, passando especialmente pela seleção, tudo é feito com um profissionalismo ímpar.

A intenção do proprietário não é a de ser mais um a vender a castanha de Serra do Mel, mas oferecer o melhor da castanha de Serra do Mel.

Na imagem acima, uma porção de 30 g da castanha caramelizada com coco, uma exclusividade Cajuama, ótima opção de lanche. Tem também outras opções de castanhas. Elas são vendidas em pacotes de 500 g.

Informações adicionais e pedidos pelo fone 99185-7504

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

Racionalidades – 43ª edição.

0

O AUMENTO SALARIAL – A Câmara Municipal de Mossoró pegou fogo na última terça-feira, quando foi votado o Projeto de Lei Complementar do Executivo (PLCE) nº 138/2019, que previa reajuste salarial de 3,75% para o funcionalismo público.

Sindicalistas e servidores públicos lotaram as galerias da Casa cobrando um aumento maior, vez que os 3,75% não cobrem nem a soma da inflação dos últimos dois anos, data do último aumento, algo em torno de 7%.

*

NÃO TEVE JEITO – Apesar de todo o barulho e de todo o protesto, a Câmara Municipal, por 13 x 7, aprovou o projeto encaminhado pelo Executivo.

*

EMPURRADO PARA A OPOSIÇÃO – O vereador João Gentil (sem partido) cumpriu sua promessa de ter uma atuação independente na Câmara Municipal. Na sessão que deliberou sobre o reajuste ele se solidarizou com o pleito dos servidores e votou CONTRA a proposição.

Diante da decisão do edil, o Palácio da Resistência usou a imprensa amiga para taxá-lo de opositor. Todas as matérias e afins feitas pela imprensa ligada ao rosalbismo explicitaram que o vereador era oposição.

*

NÃO NECESSARIAMENTE – Ora, o vereador vem se apresentando como independente. Assim, nada impede que numa votação futura ele vote em consonância com os interesses do Executivo. Ou melhor, nada impediria. Depois de ser rotulado como opositor e, consequentemente, alvo da imprensa ligada ao rosalbismo, é difícil prever os próximos passos do vereador. Reconciliação ou divórcio?

*

100% VOCÊ – O fato trazido na nota acima, apesar de ter acontecido com um vereador que se apresenta como independente, mostra a total incapacidade da prefeitura de aceitar posições contrárias. Fica cristalino como as águas de Maragogi que os vereadores aliados só têm uma frase a dizer diante das ordens da prefeita: “Sim, senhora”.

Até quando?

*

A MALHA, MARIA. – Alô, Maria das Malhas (PSD), vereadora da situação, olhe para o povo do seu bairro, o Planalto 13 de Maio. Peça a senhora prefeita que na próxima licitação para recapeamento de ruas e avenidas inclua os logradouros do bairro. Bora focar nessa malha também.

Trafegar pelo Planalto 13 de Maio é terrível. As ruas – todas a paralelepípedo – são esburacadas e desniveladas nos cruzamentos, estilo tobogã. As frentes dos veículos sofrem com esses desnivelamentos, como mostra a foto acima.

*

MAS SE NÃO PEDIR – Dona Maria das Malhas pleiteando ou não, era bom que a prefeitura olhasse com carinho para a malha viária daquela importante e populosa região da cidade, cheia de escolas, condomínios e pontos comerciais.

*

SÓ IMAGINO – Ficando pensando como deve ser o papo quando um vereador aliado vai à prefeita solicitar algo.

– Prefeita, eu queria isso.

– Mas Fulano, você num já tem aqueles…

– É, mas… a senhora sabe, né?

– Tchau, Fulano. Próximo, secretária.

*

MARIELLE FRANCO – A morte da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes voltou a ser destaque na mídia nacional e internacional, isso porque a Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu os dois executores do crime, o policial militar aposentando Ronnie Lessa e o ex-policial militar Élcio Queiroz.

*

COMPARAÇÃO – Nas redes sociais vi alguns meninos e meninas incomodados com o tamanho da cobertura dada ao caso. Advogaram que Marielle era um ser humano como qualquer outro, e que não viam a mesma repercussão no caso da menina de Caicó e noutros.

Quem escreve algo nesse sentido se mostra totalmente desconectado dos valores democráticos e do que está acontecendo no Brasil.

*

A PERDA DE UM SER HUMANO – Todas as mortes são lamentáveis, especialmente as trágicas. Perder um ente querido é a pior sensação de nossas vidas. Quem já passou por isso sabe como é difícil lidar com a partida de quem nos é próximo.

*

SUA LUTA – A morte de Marielle Franco, contudo, vai além disso. Seu assassinato mostra que nossa democracia é imperfeita. A intenção não foi apenas matar uma pessoa, mas calar o que ela representa. Marielle, exercendo sua cidadania, lutava pelos direitos humanos, pelos direitos das negras, dos LGBTQ+, denunciava abusos cometidos pela Polícia Militar e pelos milicianos.

*

DEMOCRACIA EM RISCO – Ela tinha todo o direito de lutar pelo que achasse justo. Algo totalmente normal numa democracia, sobretudo porque ela atuava dentro da legalidade, usando os meios garantidos constitucionalmente. Quem a assassinou o fez para conter essa luta, que não é só de Marielle, mas de centenas de milhares, inclusive de quem, por falta de conhecimento, desdenha o fato.

Trata-se de um crime de ódio, de quem não suporta a atuação do outro, mesmo sendo dentro do jogo democrático.

A morte dela tem sim que ter ampla cobertura, especialmente para evitar outros casos. A democracia não deve correr riscos.

*

FRASE “Mais um homicídio de um jovem que pode estar entrando para a conta da PM. […] Quantos mais vão precisar morrer para que essa guerra acabe?”. (Marielle Franco, no Twitter, um dia antes de ser assassinada, aos 38 anos).

*

CURIOSIDADE – Durante as investigações do caso Marielle foram vistoriados todos os automóveis Cobalt prata registrados na capital fluminense. Nada menos do que 7.375 veículos. O automóvel usado no crime, todavia, nunca foi encontrado.

*

FEDEU PROS ANUNCIANTES – O produto acima, chamado FreeCô, promete bloquear o odor do cocô. O fabricante recomenda que o usuário borrife o produto cinco vezes na água do vaso sanitário antes de usá-lo para o “número 2”. A promessa é que, ao seguir essa orientação, inexistirá mau cheiro após a descarga.

Até aí tudo bem, a ideia é até interessante. O constrangedor é anunciá-lo.

Diariamente, entre 14h50 e 15h, há publicidade deste produto no programa “02 da Tarde”, da 89 FM de São Paulo, a Rádio Rock. A dupla de apresentadores cita exemplos de situações constrangedoras causadas pelo mau cheiro do “número 2”, para então concluírem que o FreeCô é a solução.

Começam dizendo que, mesmo comendo flores e bebendo perfumes, o cocô sempre irá feder, e que é constrangedor, por exemplo, usar o banheiro na casa da namorada e deixar aquele mau cheiro contaminar o ambiente. “Para evitar isso, use FreeCô”, dizem.

Particularmente acho essa publicidade meio tosca. Né não?

*

TOCA RAUL – Os fãs do Maluco Beleza terão três oportunidades no fim de semana para curtir um dos seus mais requisitados covers, Ricardo Seixas. Ele se apresentará hoje à noite no Buscapé, amanhã à tarde (15h) no Boulevard e amanhã à noite no Republic Beer.

Fãs de Raulzito, como eu, não podem perder essa oportunidade. Escolha uma das opções e viaje na obra desse ícone do rock brasileiro.

*

NOVO HB 20 – Não é boato. A Hyundai deverá lançar ainda este ano uma nova versão do seu carro mais vendido, o HB 20. Uma equipe do Portal G1 flagrou o novo modelo sendo testado no interior de São Paulo. Como estava camuflado, não deu para ver muitos detalhes, no entanto, confirma a informação de que o veículo está na fase final de testes para ser lançado.

Em 2018 a fábrica da Hyundai em Piracicaba (SP) produziu 193 mil veículos, extrapolando sua capacidade, que era de 180 mil unidades. Para este ano houve um investimento de R$ 125 milhões no setor de produção, o que garante a fabricação de 210 mil unidades.

*

BOIMATE – Na edição de 27 de abril de 1983 a revista Veja publicou uma matéria que revolucionaria o mundo da ciência. Dois cientistas alemães tinham conseguido fundir genes de bois com os de tomates, produzindo um fruto que continha 50% de proteína animal e 50% de proteína vegetal, o boimate.

Ocorre que tal feito nunca ocorreu. Tratou-se de uma pegadinha de 01º de abril da revista inglesa New Scientist, fonte da matéria da Veja.

Na edição seguinte a publicação, em editorial, se desculpou pela falha, mas até hoje ela é lembrada no meio acadêmico e entre os profissionais da imprensa. O autor da matéria foi Eurípedes Alcântara, que continua na Veja até hoje.

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

Racionalidades – 42ª edição.

1

UM PRESIDENTE LOUCO – Quem deveria assumir a presidência do Brasil em 15 de novembro de 1918 era Rodrigues Alves, primeiro presidente reeleito de nossa história. Acometido de gripe espanhola, não pode fazê-lo. A tarefa coube então ao vice, o mineiro Delfim Moreira.

Rodrigues Alves faleceu em 16 de janeiro de 1919, o que acarretou a realização de novas eleições, ocorridas em 13 de abril, tendo como vitorioso o paraibano Epitácio Pessoa, que só assumiria em 15 de novembro daquele ano. Assim, Delfim Moreira comandou o país por um ano, de 15 de novembro de 1918 a 15 de novembro de 1919.

Neste curto período, o presidente deu sinais inequívocos de que sofria de distúrbios mentais. Não são poucos os episódios de insanidade promovidos pelo ex-presidente.

Certa vez ele convocou em caráter de urgência os batedores e todo o aparato presidencial. Todos a postos, o presidente ordenou que o levassem a uma loja de roupas, pois precisava comprar um “colarinho dobrado”. E assim foi feito.

Rui Barbosa – que concorreu três vezes ao cargo de presidente e perdeu em todas – chegou a dizer: “Que estranho país é o Brasil, onde até um louco pode ser presidente da República e eu não posso”.

Até hoje, Delfim Moreira é (ou era) apontado como o único presidente louco da história do país.

*

VIOLÊNCIA DIMINUIU NO CARNAVAL – Dados apresentados pela Polícia Militar atestam que o carnaval de 2019 foi o menos violento dos últimos quatro anos. Este ano foram registrados 27 homicídios, contra 40 do ano passado. Em 2017 foram 51.

O número de arrombamentos de residências caiu de 23, em 2018, para 10, em 2019.

O governo estadual investiu R$ 3 milhões em diárias operacionais.

*

QUEDA NA EXPECTATIVA – A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) reduziu a previsão de crescimento do Brasil para 2019. O relatório de novembro passado previa um crescimento de 2,1%, já o relatório atual prevê um crescimento de 1,9%.

*

DIRETO COM OS APOIADORES – O presidente Jair Bolsonaro (PSL) fez ontem sua primeira live no Facebook após assumir o comando do país. Segundo ele próprio anunciou, fará uma live por semana, sempre às 18h30 das quintas-feiras. A intenção é conversar diretamente com seus seguidores.

Na live de ontem, que durou cerca de 20 minutos, ele falou de dois assuntos de “suma importância” para o Brasil: 1) a exigência de curso de prevenção a assédio sexual para um cargo técnico no Banco do Brasil, o qual criticou; e 2) a cartilha de vacinação entregue nos postos de saúde de Brasília, que, segundo ele, tem conteúdo impróprio para crianças, mas não disse que conteúdo era esse.

Foi muito elogiado pelos seus apoiadores.

*

ATENDIMENTO – Bem sabe o comerciante/empresário que investe em bom atendimento. O resultado, apesar de ser a médio e a longo prazo, é bem melhor do que promoções. Em Mossoró, uma loja de material elétrico consegue ser líder de mercado por causa da excelência no atendimento. Todo mundo fala bem do local, apesar das poucas promoções. Se a publicidade for ótima e o atendimento péssimo, o cliente só vai uma vez.

*

AS CONCESSÕES – No Brasil, quase a totalidade das emissoras de rádio e tevê pertencem a políticos, os quais as conseguem em negociatas e acordos muitas vezes espúrios. A maioria destas concessões remonta à época da ditadura militar. Os militares cassaram as concessões das tevês e rádios independentes e liberaram concessões para quem prometia fidelidade ao regime. Foi assim que surgiu a tevê de Roberto Marinho e foi cassada a concessão da TV Excelsior.

*

CONCESSÕES DE RÁDIO – O governo de José Sarney (1985-1989) foi o campeão em liberação de concessões. Para conseguir manter-se no poder por cinco anos, o ex-presidente mancomunou-se com seu Ministro das Comunicações, Antônio Carlos Magalhães, e, juntos, distribuíram 1.091 concessões de rádio e tevê para “comprarem” deputados. Até hoje estes meios de comunicação da época do Sarney fazem proselitismo político ao invés de veicularem programação de qualidade.

*

VAI-E-VEM NO QUE FAZ MAL E FAZ BEM – O documentário Muito Além do Peso, disponível no YouTube e no Netflix, vai de encontro a tudo que aprendemos sobre a relação entre alimentos e doenças. Ele condena veementemente o consumo de carnes – de todos os tipos -, ovos e laticínios. No quesito carnes, inclusive, defende que a de frango é a mais ofensiva, seguida da de peixe. Em dado trecho diz que consumir um ovo por dia faz tanto mal do que fumar cinco cigarros no mesmo período.

Ao tratar especificamente da diabetes, defende que o grande vilão da doença não é o açúcar, mas a carne, especialmente a processada.

Repito, o documentário vai de encontro a tudo aquilo que aprendemos no que se refere a alimentação saudável. Fica difícil saber o que fazer, diante de tantos estudos díspares.

*

TAPA-BURACOS PERENE – No município de Mossoró, assim como nas demais cidades do Estado, o serviço de tapa-buracos só é acionado quando as vias de tráfego já estão totalmente danificadas, o que é um equívoco. Havendo dano total à via, o serviço que deve ser feito é o de recapeamento. O serviço de tapa-buracos propriamente dito não existe em nossa cidade nem no estado. Ele se caracteriza por uma vigilância constante, diária e ininterrupta das vias, as quais seriam recuperadas sempre que aparecesse algum obstáculo que impedisse o fluxo normal de veículos (buracos, rachaduras, desníveis etc).

A administração municipal deveria manter uma equipe de servidores de plantão para recuperar as vias assim que elas apresentassem alguma imperfeição. Tal procedimento evitaria os vultosos gastos com empresas terceirizadas, feitos anualmente.

Assim como existem equipes para recolher garranchos, entulhos e lixo, haveria uma para recuperar ruas e avenidas, a qual poderia ser acionada por um telefone. A existência de um serviço constante de tapa-buracos traria benefícios para a administração municipal – que reduziria e diluiria despesas – e para os motoristas, que não passariam pelo vexame de não poderem dirigir no período chuvoso, ante as centenas de buracos que são alargados pela força da água.

Tudo que escrevi acima serve também para a administração estadual, que praticamente deixa as rodovias abandonadas. Algumas delas já apresentam alguns buracos, os quais poderiam ser tapados com poucas horas de trabalho, mas se estes forem deixados lá, não há dúvida de que outros surgirão e que neste período de chuvas eles passarão a ter dimensões lunares. É preciso um trabalho constante para evitar operações emergenciais e bastante dispendiosas.

*

SÁTIRA – Neste carnaval, entre um pulo e outro, consegui ler o livro O Vidiota, do autor polonês naturalizado norte-americano Jerzy Kosinski, um presente do vizinho praiano Jacques Vidal.

Nesta obra, publicada em 1970, o autor satiriza a sociedade americana, refém da televisão, desprovida de cultura, que se encanta apenas com meras frases de efeito.

Fico a imaginar o que este autor, já falecido, acharia dos dias de hoje, onde a televisão é “fichinha” diante de outros métodos de alienação bem mais eficientes.

O livro foi adaptado para o cinema em 1979, ganhando o título de “Muito Além do Jardim”. Ainda não o assisti. O que posso dizer é que o livro é muito bom, aquela leitura que prende. Como não é volumoso, são apenas 103 páginas, é possível ler “numa sentada”, como dizem.

*

HISTÓRIA – Nos anos 40, a União Democrática Nacional (UDN), partido extremamente reacionário, fazia forte oposição a Getúlio Vargas. A sujeição absoluta ao capital estrangeiro era um dos pilares do partido. Tanto é que em 1946, seu presidente, o senador Otávio Mangabeira, em pleno Senado Federal, beijou a mão do general norte-americano Eisenhower.

*

OUVIR AS BASES – Quem acredita nessa historinha de que líderes políticos levam em consideração a opinião das bases? Isso é conversa pra boi dormir. Na realidade, os líderes reúnem a cúpula do partido, tomam as decisões e depois partem para “ouvir as bases”, apenas “ouvir”.

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

Racionalidades – 41ª edição.

0

O BOM PORTUGUÊS – Aproveitar a data para dar uma dica de Português. Quando for escrever a data de hoje coloque o indicador ordinal <º>depois do número 1. Assim: 01º de março. Afinal, hoje é dia primeiro, não é dia um. A exigência só vale para os primeiros dias de cada mês. Amanhã será dia 02 de março…

*

MEIA-VERDADE – A prefeitura de Mossoró continua anunciando que está pagando o funcionalismo em dia. Todo mês divulga matéria afirmando do compromisso com o servidor público. Nas redes sociais os seguidores da prefeita tratam de difundir tal feito.

Ontem foi dia de pagamento, e também de divulgação. Ocorre que os servidores receberam apenas o salário-base, ficando de fora as vantagens pessoais, como horas-extras, auxílios, gratificações e adicionais.

Assim, não é verdade que a prefeitura pagou o funcionalismo em dia, ela pagou apenas parte dos vencimentos.

Não entendo o porquê de mentir sobre um assunto que facilmente pode ser desmascarado.

*

SAFOU-SE – A vereadora Sandra Rosado (PSDB) foi absolvida pelo Tribunal Regional Federal da 5ª região, com sede em Recife (PE), em decisão tomada na última terça-feira. O juiz a quo a tinha condenado por desvios de verbas decorrentes de emenda parlamentar de sua autoria, quando ela era deputada federal.

A turma do TRF entendeu que o desvio tratado não decorreu de verba de emenda apresentada por Sandra Rosado, que nem era deputada à época.

Foi mais ou menos isso.

*

GOVERNO PROS PARES – Ouço muita gente dizendo que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) precisa sair do palanque, que é hora de governar para todos, independentemente de raça, credo, orientação sexual e cor partidária. Acabar com o discurso do “nós contra eles”.

Isso nunca irá acontecer.

Já escrevi aqui e torno a repetir: a nova direita não quer governar para todos, ela quer governar apenas para a chamada bolha, certos de que este grupo tem tamanho e força para mantê-la no poder.

Bolsonaro continuará discursando contra os “comunistas”, continuará dizendo que a esquerda precisa ser exterminada, que devemos combater a doutrinação marxista, que devemos ter escola sem partido e outras baboseiras que ele costuma dizer.

A era do “Governo para Todos” já passou.

*

IMPRENSA – Na mesma linha da nota acima, vejo que a imprensa vem passando por algo semelhante. A tendência é que o jornalismo universal, feito para agradar a todos os públicos está com os dias contados. A tendência é que a imprensa fique cada vez mais focada em dado público. A imparcialidade e universalidade estão com os dias contados.

Particularmente não vejo a tomada de partido por parte de órgãos da imprensa como algo condenável, o que abomino é a mentira, a deturpação etc.

*

MESMA COISA DE NADA – Esse negócio de autoproclamar-se isso ou aquilo é algo totalmente sem alicerce no mundo legal e jurídico. As posições que ocupamos são delegadas pelos outros, mesmo que as alcancemos por nosso mérito, via concurso público, eleição, bom currículo etc.

Essa palavra nem deveria existir, tão inócua é a autoproclamação, ao menos em democracias e onde há leis e normas.

*

FRASE“Tem a superioridade de não acalentar amigos; tem ainda a inteligência de não cultivar inimigos”, (Costa Rego, ex-governador de Alagoas, sobre Getúlio Vargas).

*

ABSURDO – Um grupo de 128 procuradores e promotores fundou em Brasília um grupo de extrema-direita chamado “Ministério Público Pró-Sociedade”. As ideias da turma se encaixam como luva às ideias do presidente Jair Bolsonaro. Afirmam lutar pela conservação dos valores da família e religiosos, das tradições, dos bons-costumes e pela escola sem partido.

O grupo é contra a agenda progressista que abarca os novos conceitos de cidadania. Segundo eles, o Ministério Público não deve ser agente de transformação social.

Cidadãos comuns criarem um grupo com esses propósitos é até aceitável, mas membros do Ministério Público, que não raramente precisam investigar e denunciar políticos corruptos?

 Terão eles isenção para apurar denúncias envolvendo agentes políticos conservadores iguais a eles?

Este Florão da América está sem rumo e sem prumo. Virou fuzarca.

*

CINE-TIO – Enfim assisti ao filme Bohemian Rhapsody, que dramatiza a trajetória da banda inglesa Queen, com foco no vocalista Freddie Mercury, interpretado pelo ator Rami Malek, que inclusive ganhou o Oscar 2019 de Melhor Ator por esta atuação (pra mim, imerecido).

Como ouvi muitos elogios do filme, fui assisti-lo com uma enorme expectativa, o que talvez tenha prejudicado minha opinião sobre a película.

É um filme bom, imperdível para quem gosta do Queen, mas eu esperava mais, especialmente do ator que interpreta Freeddie Mercury, achei-o muito caricato e sem expressividade. Dos atores que interpretam os músicos, o melhor é Gwilym Lee, que faz o guitarrista Brian May. A semelhança é surpreendente.

Sobre os fatos dramatizados, o filme consegue sintetizar brilhantemente a trajetória da banda, que fez sucesso nos anos 70 e 80. Mostra também o comportamento nada convencional do seu vocalista, bem semelhante ao do cantor e compositor Cazuza, tanto no agir como na relação com a banda. Os dois tiveram vidas bem parecidas.

O filme é muito bom, mas quando termina não dá vontade de sair gritando “The Show Must Go On”, como me disseram, nem de correr ao som de “Don’t Stop Me Now”.

*

MARVADA – Por ano, três milhões de pessoas morrem no mundo em decorrência do consumo de bebidas alcoólicas. É uma morte a cada seis minutos. Nesses números entram até quem não bebe, pois o relatório da OMS computa vítimas de motoristas embriagados. Aliás, mortes causadas por acidentes envolvendo motoristas embriagados correspondem a 28,7% do total de óbitos envolvendo bebidas alcoólicas. Em seguida aparecem as doenças envolvendo o aparelho digestivo (21,3%).

No Brasil, o consumo de bebidas alcoólicas corresponde a 6,9% das mortes.

*

NA FACA – 55,5% dos partos realizados no Brasil são cesáreas. A percentagem é a segunda maior do mundo, só perde para a República Dominicana, 58,1%.

*

CURIOSIDADE – Foi o escritor Monteiro Lobato que deu o nome de Biotônico Fontoura ao xarope rico em ferro e fósforo criado pelo farmacêutico Cândido Fontoura. Eles eram colegas de trabalho no jornal O Estado de São Paulo.

*

COMPROMISSO – Antes de se jogar no carnaval, lembre-se de pagar a mensalidade da escola dos filhos, bem como as demais despesas fixas e essenciais. Tudo pago, caia na folia de consciência tranquila.

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

Mossoroense compõe lista tríplice para vaga de advogado no TRE-RN

0

Os desembargadores do Tribunal de Justiça escolheram de forma unânime, acompanhando o voto do presidente da Corte, desembargador João Rebouças, os nomes dos advogados que compõem a lista tríplice para a vaga na categoria Advogados para o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN), após a conclusão do segundo biênio do juiz Luís Gustavo Alves Smith. A definição final sobre o nome que irá ocupar a vaga caberá ao presidente da República, após encaminhamento a ser feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A lista ficou definida da seguinte forma: 1º) Fabrízio Antônio Feliciano; 2º) Adriana Magalhães Faustino Ferreira e 3º) Edmar Moura Vieira. Além desses profissionais do direito, o advogado Fernando Araújo Jales foi indicado para ocupar a vaga de Membro Substituto do Pleno do TRE potiguar, anteriormente referente ao advogado Wlademir Soares Capistrano.

A escolha ocorreu durante a sessão ordinária do Pleno do TJRN, desta quarta-feira (27), na parte administrativa. O desembargador João Rebouças destacou a capacidade profissional de todos os candidatos à lista tríplice, acrescentando o sentimento no Tribunal de que todos são excelentes expoentes da advocacia, o que eleva a importância e o nível da escolha realizada pelos desembargadores.

O desembargador Cláudio Santos salientou o fato de que a advocacia esta de predispondo a assumir a magistratura na área eleitoral, observando o grande interesse dos profissionais deste segmento em ocupar a vaga no TRE/RN. Para ele, todos os postulantes têm condições de exercer esta atribuição com destacada competência.

Nota do Tio – O advogado Edmar Moura tem atuação majoritária na comarca de Mossoró, sendo filho do tabelião Edmar Vieira, do 01º Cartório.

Racionalidades – 40ª edição.

0

40% – Vou começar essa 40ª Racionalidades com uma dica. Caso seu(s) veículo (s) tenha (m) multas não geradas, ou seja, que ainda não estejam na lista de débitos, você pode pagá-las com 40% de desconto. Para tanto, basta baixar no seu celular o aplicativo SNE, que pertence ao Denatran. Será necessário fazer um cadastro. Assim, esteja de posse de sua CNH e do (s) documento (s) do (s) veículo (s). Não é muito fácil, mas você consegue.

20% – Caso não consiga pagar todas pelo aplicativo, você pode se dirigir ao órgão municipal para pagar as multas não geradas com desconto de 20%, mas neste caso só vale para as multas aplicadas pelos agentes municipais de trânsito. O órgão local é a Secretaria Municipal de Segurança Pública, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Trânsito (ufa!), que funciona na Avenida Felipe Camarão, ao lado da Igreja São João.

*

COMENTÁRIO PADRÃO – E como estamos falando sobre veículos, já atentaram para a conversa padrão quando alguém aparece com carro novo? A pessoa olha e sapeca: “- Comprou por quanto?”. Quando o preço é avisado ela tasca que na semana passada (sempre é na semana passada) Fulano comprou um igualzinho por tanto, um preço bem menor; ou então diz que pelo mesmo valor Beltrano comprou tal carro, que é bem melhor.

Raramente alguém diz que o comprador fez um bom negócio. Como diria Supla: “Esses humanos…”.

*

POLÍTICO EM VELÓRIO – Por serem pessoas públicas, muitas vezes tendo ligações com os familiares do falecido, políticos são figuras corriqueiras em velórios. Até aí nada demais. Afinal, trata-se de ato de fé e solidariedade cristã, como dizem os radialistas há trocentos anos.

O que deve ser criticado é o fato de alguns se aproveitarem das exéquias para fazerem discursos como se estivessem num palanque, inclusive com muitos gestos e forte entoação.

É constrangedor, especialmente num velório repleto de pessoas esclarecidas.

*

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

HOMICÍDIO – Na semana passada foi assassinado, em Governador Dix-sept Rosado, o jardineiro (era assim que ele se apresentava) Carlos Cleide de Oliveira Silva, vulgo Lagartixa (foto), bastante conhecido da população local. Ele respondia a mais de uma dezena de processos, mas nenhum por um crime grave. Fazia pequenos furtos e cometia atos de vandalismo. Pra mim, um exemplo de pessoa que poderia ter tido outro rumo na vida, caso tivesse recebido apoio do poder público na adolescência.

*

LIVRO – De tanto ver elogios, comecei ontem a ler o best-seller Como as Democracias Morrem, de S. Levitsky e D. Ziblatt. Não avancei muito, mas já pude notar que o livro é essencial para entendermos o atual colapso democrático em alguns países do mundo, especialmente a partir da ascensão de Donald Trump ao poder.

Atualmente, as democracias não terminam através de golpe militar (Brasil, 1964) ou bombardeios ao palácio do governo (Chile, 1973).

Hoje, as democracias acabam por opção da própria população, através do voto. O livro tenta explicar o fenômeno.

Sem dúvida ele servirá para eu alicerçar notas futuras.

*

SENTIMENTOS – O blog se solidariza com os amigos Assis Neto e Gutemberg Dias, os quais perderam suas mães na última semana. A dor é grande, mas com o tempo ela se transforma em saudade, que nada mais é do que sentir a ausência sem sentir dor. Por ora, força, amigos.

*

GUITARRA DISTORCIDA – Segundo matéria publicada no site El País Brasil, o Black Sabbath, montado em 1970, é considerado o primeiro grupo de heavy metal do mundo. Curiosamente, contudo, a primeira música considerada como heavy metal data de dois anos antes, 1968. É a canção Summertime Blues, da banda Blue Cheer. Apesar de não ser conhecida do grande público, a banda Blue Cheer incentivou muitos artistas mundo afora, entre estes Kurt Cobain, do Nirvana, que se dizia fã da banda, de onde tirava inspiração.

Para ver o clipe original, de 1968, do primeiro heavy metal da história, clique aqui.

*

ANOMALIAS – Um grupo da Fiocruz que investiga as consequências do uso abusivo de agrotóxicos no corpo humano identificou uma situação preocupante numa comunidade rural localizada no interior do Ceará. Os pesquisadores encontraram meninas de seis meses com brotos mamários e pelos pubianos.

O preocupante relato foi publicado numa edição recente da revista Saúde, a qual não especificou o nome da comunidade nem a cidade a qual pertence.

Por ano, cada brasileiro consome em torno de sete litros de agrotóxicos, quantidade considerada alarmante, especialmente por acarretar situações como a relatada acima.

Vale destacar ainda que muitos defensivos agrícolas de uso permitido no país são proibidos na Europa e Estados Unidos.

Para piorar, ainda há um projeto de lei em andamento que afrouxa ainda mais as regras para comercialização destes venenos.

*

EXPULSO ANTES DE ENTRAR – O bacharel em Direito Vinícius Serra (27), que passou quatro horas espancando a empresária Elaine Caparróz (55), fato ocorrido no Rio de Janeiro, mas que todo o Brasil tomou conhecimento, poderá não receber a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ele havia sido aprovado no exame quatro dias antes do ato de extrema covardia.

Em nota, a OAB/RJ informou que as providências já estão sendo tomadas para evitar que o agressor passe a compor os quadros da autarquia.

*

ACORDO INICIAL – A Vale pagará um salário mínimo por mês, durante um ano, para as vítimas do rompimento da barragem da empresa em Brumadinho (MG). O acordo foi feito na a 6ª vara da Fazenda Pública Estadual e Autarquias de BH. Como diz o título da nota, não se trata de acordo definitivo. Muita lama ainda vai rolar.

*

GREVE NA VEIA – O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte estava convocando seus servidores para uma campanha de doação de sangue que seria realizada no dia 28 de fevereiro, na sede do órgão, em Natal. A ação, entretanto, foi adiada, sem data definida. Motivo: greve dos servidores da Saúde.

*

ALÍQUOTA – O governo federal deu 180 dias para que estados e municípios passem a cobrar uma alíquota mínima de 14% dos servidores públicos a título de contribuição previdenciária. Atualmente, no Rio Grande do Norte, esta alíquota é de 11%.

No início do ano passado o então governador Robinson Faria (PSD) enviou projeto de lei para a Assembleia Legislativa neste sentido, mas o projeto não chegou a ser votado. Não se sabe se a governador Fátima Bezerra (PT) aproveitará o projeto anterior ou se enviará um novo.

Há ainda a possibilidade de a governadora nem mesmo enviar um projeto. O presidente do IPERN, Nereu Linhares, em entrevista ao jornal Tribuna do Norte, se mostrou meio reticente em majorar a alíquota. Para ele, há outras soluções para equilibrar as contas.

Ele esclareceu ainda que o governo federal exigiu o aumento da alíquota sem prometer nada em troca. Assim complica.

*

RICARDO CHAVES – Teremos amanhã o pré-carnaval do Candidu’s, com animação de Nanaê, Kacau Monteiro, DJ Flávio Adour e o baiano Ricardo Chaves como atração principal, o maior animador de trio elétrico da Bahia. A folia começará às 15h. Vendas de ingressos no Xefis Empório.

As festas do Candidu’s sempre são excelentes, sobretudo pelo público seleto, além da tradicional cerveja extremamente gelada do início ao fim. Imperdível. Vale muito à pena.

*

DO TAMANHO POSSÍVEL – Ontem, o blog conversou com uma integrante da administração municipal de Governador Dix-sept Rosado. Falamos sobre o carnaval. Ela relatou que a prefeitura não tem receita para promover um grande evento, destes com bandas de apelo nacional e grandes trios elétricos, mas que promoverá um carnaval, do tamanho possível, para atender aos anseios dos foliões locais.

Ato contínuo ele me mostrou a programação, que reúne muitos músicos locais e algumas atrações de Mossoró. Diariamente haverá arrastão com encerramento no Largo de Eventos.

Concordo com os que fazem a prefeitura e, além do mais, há atrações muito boas, que animam mesmo a galera, como João Neto Pegadão, Renata Falcão, Bakulejo e Forró Danado.

Estou escolhendo um dia para ir.

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

Racionalidades – 39ª edição.

3

MENOS, PREFEITA, MENOS. – Nesta semana, num dos seus programas diários, a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) informou que no ano passado, em Mossoró, a quantidade de contratações com carteira assinada no comércio superou o número de demissões, consoante dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Segundo o órgão, o saldo em Mossoró ficou positivo em 206 postos. Foram 4.888 demissões e 5.094 contratações. O melhor índice dos últimos quatro anos, lembrando que em 2015 e 2016 o saldo foi negativo; e em 2017 foi positivo em 77 postos.

Não resta dúvida de que se trata de uma boa notícia, o problema está no motivo alegado pela prefeita para termos este saldo positivo.

No programa, ela vincula tal feito ao pagamento em dia do funcionalismo público. Como é, prefeita? Quer dizer que nossos comerciantes estão contratando mais porque a prefeitura está, segundo a senhora, pagando em dia? Pelas caridade…

Não resta dúvida de que o pagamento em dia favorece o comércio, mas numa parcela bem inferior ao que a prefeita quis parecer. Mossoró é uma cidade polo, com milhares de moradores de cidades próximas vindos para cá diariamente, além da atividade empresarial. Nem de longe podemos vincular o crescimento do comércio ao pagamento em dia do funcionalismo público.

*

SERVIÇOS – Quem conhece bem a cidade sabe que a maioria destes postos de trabalho está ligada às áreas de alimentação e lazer. Não abriu nenhuma grande loja em Mossoró nos últimos dois anos, o que aumentou consideravelmente foi o número de restaurantes e afins, sobretudo os que fornecem refeições via delivery, isso porque cada vez mais as famílias optam por não preparar suas refeições, preferindo fazê-las fora de casa ou pedir a domicílio.

*

PARADO – O comércio tradicional, de sapatos, bolsas, camisas, móveis, eletroeletrônicos etc, está “parado de tudo”, como costumam dizer os próprios comerciantes. Vendedores passam o dia “olhando para o tempo”.

*

CARROS – O comércio de veículos é outro que enfrenta dias difíceis. Tem pequeno comerciante que está há seis meses sem negociar nenhum automóvel.

*

BOECHAT – A semana começou com a notícia da morte trágica do jornalista Ricardo Boechat, que trabalhava pela manhã na Band News FM e à noite no Jornal da Band.

Diariamente eu o ouvia na Band News FM, onde ele abria o programa, às 7h30, comentando algum assunto que estava em destaque no noticiário nacional. No de segunda, que eu ouvi ao vivo, ele cobrou das autoridades a responsabilização pelas tragédias em Brumadinho (MG) e no CT do Flamengo. Defendeu que a impunidade era inaceitável.

Eram comentários fortes – inclusive citei um na coluna da semana passada -, muitas vezes até exagerados, mas ainda assim ele conseguia ser admirado por uma multidão de gente, pois demonstrava inteligência e espírito público.

Sentíamos que era movido pelo mesmo sentimento que move o cidadão comum, e não por interesses escusos. Tanto é que ele criticava empresários, banqueiros e políticos de todos os espectros.

*

REPERCUSSÃO – Nas horas, e até dias, após a notícia de sua morte, o clima foi de comoção geral, algo que eu não via desde a morte do piloto Ayrton Senna, em 1994. A Band News FM saiu do ar por alguns instantes, pois nenhum apresentador tinha condições de realizar seu trabalho. Nas horas e dias seguintes só o que ouvimos na rádio foram apresentadores bastante emocionados, chorando muito.

Muitas foram as personalidades que prestaram depoimentos ao jornalista. Um em particular me chamou a atenção, o jornalista Milton Jung, da rádio CBN, que – chorando muito – disse o quanto Boechat faria falta etc. Chamou-me a atenção porque Jung era o concorrente de Boechat. Ambos disputavam a audiência no horário da manhã.  Tal mostra como o jornalista era respeitado no meio.

*

SUBSTITUTO – Especula-se agora quem será o substituto do jornalista no horário da manhã. Alguém postou numa rede social que poderá ser William Waack, mas acho pouco provável, é só imaginar o quadro diário com o humorista José Simão. Waack não tem perfil.

Quem tem um perfil parecido com o de Ricardo Boechat é o jornalista Chico Pinheiro, que vive às turras com a rede Globo. Seria um substituto à altura.

No entanto, o sucessor deverá ser mesmo o jornalista Eduardo Barão (foto), que dividia a apresentação do programa com Boechat. Barão tem um enorme potencial, conseguirá tranquilamente “tocar o barco”, ao lado da também jornalista Carla Bigatto, que auxiliava a dupla.

*

BLOG DA CHRIS – Desde a última segunda-feira o Blog da Chris ganhou uma cadeira no programa Política em Debate, que vai ao ar de segunda a sábado a partir das 12h, na Difusora AM. A blogueira Christianne Alves divide a bancada com Emerson Linhares, Wellington Morais, Gilberto de Sousa e Paulo Linhares.

A voz feminina de Christianne Alves tem muito a acrescentar ao programa. Bem relacionada, seus comentários têm somado bastante aos debates. A receptividade tem sido muito boa.

*

CONSTRUÇÃO IRREGULAR – Um frequentador assíduo da praia do Ceará entrou em contato com o blog para denunciar o que ele considera uma construção irregular. Segundo ele, a pousada Rainha do Mar, que fica logo no início da praia, vem, aos poucos, avançando em área pública. Tudo sem que as autoridades tomem as devidas providências.

No início, a Rainha do Mar era apenas uma barraca, que ocupava uma área pequena, igual as demais barracas da região, mas aos poucos começou a se expandir, e como não foi obstaculizada pelas autoridades de Icapuí (CE), ela passou a ser um restaurante de alvenaria com área de lazer, uma pousada e agora está sendo construído um piso superior e um estacionamento, tudo ao lado de uma placa que informa ser proibido ocupar espaço público.

*

FAKE NEWS – A tática de usar notícias falsas para denegrir reputações continua a todo vapor. Basta alguém se voltar contra o governo de Jair Bolsonaro para os robôs, idealizados por Steve Bannon, entrem em ação.

Os robôs são perfis falsos, criados com o único intuito de denegrir imagens e repassar notícias falsas. Milhares desses robôs publicam uma fake news, a qual começa a se espalhar na net feito pólvora. Daqui a pouco há pessoas reais, menos informadas, acreditando e divulgando aquilo. Assim surgiu o kitgay, a blusa anticristo de Manuela D’Ávila, o carro importado de Haddad (que nem carro tem) etc etc etc. E assim Bolsonaro venceu a eleição.

O que não imaginei era que a tática continuaria sendo largamente utilizada mesmo após o presidente empossado. Tal mostra que esse grupo político não quer receber nenhum tipo de crítica, quer governar sem oposição, assim como Nicolás Maduro, que eles tanto criticam.

No Brasil, quem criticar Jair Bolsonaro se torna uma vítima iminente de toda sorte de campanha difamatória, sórdida.

*

BUROCRACIA – Nos últimos sete anos, a indústria farmacêutica deixou de realizar testes em 246 novos fármacos, tudo por causa da burocracia estatal. Com isso, o país perdeu R$ 490 milhões  em investimentos. Os dados são da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma).

*

DESESTIMULAR O CONSUMO – Em 2014 o governo chileno aumentou em 18% o imposto sobre refrigerantes. A iniciativa fez parte de uma política para diminuir casos de obesidade e diabetes no país. De lá para cá o consumo diminuiu 21%, o que provavelmente deve ter ajudado no combate às enfermidades citadas.

*

POLARY – Falando nisso, descobri esses dias que o amigo Alex Polary, filho do chargista Brito Silva, foi de mala e cuia para o Chile, onde trabalha no setor de turismo. Quem quiser acompanha-lo no Instagram é só seguir o perfil @seuproximoroteiro. Esse Polary é danado mesmo. Desejo-lhe sucesso, nobre amigo.

*

TRÂNSITO TRAVADO – O ponto mais crítico do trânsito mossoroense é a rotatória da UERN. Em horários de pico o local vira um “Deus nos acusa”. Motoristas que trafegam pela via local encontram grande dificuldade para atravessar a BR, vez que o fluxo de carros é ininterrupto. São muitos veículos vindos da Ufersa e outros tantos se dirigindo para o Conjunto Vingt Rosado, o Residencial Ninho etc.

A pior situação é de quem vem da UERN. Atravessar a BR é uma tarefa que exige muita paciência. A situação exige uma solução imediata.

*

SEGUNDA OPINIÃO – Muitos pacientes, especialmente aqueles diagnosticados com doenças complexas, procuram um segundo médico a fim de confirmar o diagnóstico. A empresa Advance Medical acompanhou cerca de 500 pacientes brasileiros que fizeram uma segunda avaliação.

O estudo mostrou que em 39% dos casos o diagnóstico foi alterado, e que o tratamento indicado foi diferente em 61% dos pacientes.

Os números brasileiros ficam próximos da média mundial, disse a empresa.

*

CINE-TIO – Nesses tempos de possíveis mudanças no tratamento de pacientes com distúrbios mentais, é essencial assistir ao filme “Nise – O Coração da Loucura” (2015). A película mostra a história real da psiquiatra Nise da Silveira (Glória Pires), que revolucionou o tratamento psiquiátrico no país, isso nos anos 40.

Ao chegar num manicômio para trabalhar, a doutora Nise se deparou com doentes mentais negligenciados, agredidos e sendo tratados clinicamente com lobotomias e eletrochoques. Mesmo enfrentando resistências dos pares, ela humanizou o tratamento, introduzindo teorias ocupacionais, com sessões de pintura e modelagem, além de utilizar cães para ajudar nas terapias.

Doutora Nise revolucionou a psiquiatria no Brasil. Em 2001 os manicômios foram extintos, assim como foram proibidas as lobotomias e os eletrochoques. Atualmente, quem sofre de distúrbios mentais tem tratamento humanizado nos CAP’s espalhados em todo o país, em moldes semelhantes aos adotados pela doutora Nise.

O filme é essencial para entender o avanço da psiquiatria no país.

  *

BROWNIE – Agradeço aos que fazem a Brownie da Vovó o envio de alguns itens do cardápio para degustação. Provei um pouco do brownie de chocolate, após colocar uns segundos no micro-ondas. Realmente muito saboroso, um primor, pena que a diabetes não me permite avançar muito nas garfadas. O leitor pode se inteirar mais através do Instagram @browniedavovo_, e fazer pedidos através do 99169-8754.

*

NÃO RECOMENDO – O blog também recebeu um produto para degustação de outra loja, neste caso no setor de massas. Confesso que não gostei. Agradeço demais o envio, mas recomendo que se esforcem mais para oferecer um produto de melhor qualidade.

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

Racionalidades – 38ª edição.

0

“ÔÔÔ… NADA MUDOU” – Na sexta e no sábado o Brasil viu, atônito, um festival de baixarias no Senado Federal, tudo por causa da eleição do presidente daquela Casa (de recurso?). A tão esperada “nova política” não se apresentou, muito pelo contrário. O que vimos foi a repetição de práticas antigas, onde o anseio popular é o que menos importa.

A TV Senado nos proporcionou ver imagens lamentáveis, de vale-tudo pelo poder, onde o respeito, o decoro e o bom senso foram estraçalhados. E olhe que o Senado Federal é chamado de Câmara Alta, isso pela sua formação, geralmente parlamentares mais experientes e sensatos.

Ao final de toda a algaravia foi eleito como presidente o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), até aquela data um desconhecido, egresso do baixo clero. Aos 41 anos, começou carreira como vereador em Macapá, sob as bênçãos do emedebista José Sarney, com quem rompeu em 2014.

É a versão 2019 de Severino Cavalcanti.

*

BOLA FORA – O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, que é colombiano, disse que os brasileiros, quando viajam ao exterior, são canibais, pois furtam em hotéis, aviões etc. A declaração caiu como uma bomba. Indignação enorme nas redes sociais e no Congresso Nacional.

Ao comentar o assunto na Band News FM, dia 06 de fevereiro, o jornalista Ricardo Boechat arregaçou: “Ladra é sua mãe, ministro”.

Não é a primeira vez que Vélez diz bobagem. Ele também já defendeu que universidade deve ser apenas para a elite cultural.

*

JEAN-PAUL PRATES – Pode anotar, o grande destaque potiguar desta legislatura será o senador Jean-Paul Prates, a despeito das “escorregadas” que deu nos dias após assumir o mandato. Prates é advogado e economista, com mestrado em planejamento energético e ambiental nos EUA; e com mestrado na França, na área de petróleo e motores. É um consultor constantemente requisitado por grandes empresas. O caudaloso currículo o tornou bastante influente no meio energético. Um dos grandes quadros do Senado Federal, e, o melhor, representa o nosso estado.

*

CONVIVÊNCIA – De uns meses para cá ficou difícil a convivência entre pessoas que defendem espectros políticos diferentes. Foram criadas as chamadas bolhas. Conheço vários que não conseguem “respirar o mesmo ar” de quem defende grupo político diverso do seu, ou seja, não conseguem ficar no mesmo ambiente.

 Segundo o neurocientista americano Joshua Greene, esse comportamento tem explicação na psicologia evolutiva. Segundo ele, o ser humano não conseguiu evoluir para conviver em ambientes complexos. O cérebro se sente bem mais confortável quando estamos em meio a pessoas que pensam como nós. Ele defende essa teoria no livro “Tribos Morais – A Tragédia da Moralidade do Senso Comum”.

*

FRASE“(…) falar de dominação da esquerda no Brasil é puro delírio. Guardadas as proporções, trata-se de um mito similar ao da dominação judaica, ao qual recorreu o governo de Hitler”. (Ruy Fausto, escritor, em artigo publicado na revista Piauí, edição de janeiro/19).

*

ÍNDIO QUER APITO – Merece nossa atenção especial a atuação parlamentar de Joênia Wapichana (Rede-RR), a primeira índia a conquistar uma cadeira na Câmara dos Deputados. Antes dela, o povo indígena fora representado na mesma Casa pelo Cacique Juruna (1983-87).

Joênia tem um histórico de luta em prol dos índios do Brasil (897 mil, Censo 2010), especialmente na polêmica demarcação da terra Raposa Serra do Sol, uma área de 1,7 milhão de hectares disputada por índios e produtores de arroz. Ela atuou como advogada dos indígenas, inclusive com histórica sustentação oral no STF.

Ela também carrega no currículo o feito de ser a primeira índia a ser aprovada no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em 1997.

Por sua atuação em defesa dos índios ganhou o Prêmio das Nações Unidas de Direitos Humanos, honraria já concedida a figuras como Martin Luther King Jr. e Nelson Mandela.

Por estas e por muitas outras a parlamentar roraimense merece nossa atenção.

*

UM POUCO DE HISTÓRIA RECENTE – Em setembro de 1968 foi divulgado o “Relatório Figueiredo”, que discorria sobre a situação dos índios no Brasil nos últimos 20 anos. A iniciativa foi do então ministro do Interior, general Albuquerque Lima, que destacou o procurador federal Jáder Figueiredo para comandar o estudo, daí o nome.

Após exaustiva pesquisa, foi descoberto um verdadeiro massacre contra o povo indígena: usurpação do trabalho dos índios, dilapidação do patrimônio deles, trabalho análogo ao de escravo, extrativismo ilegal, venda de crianças, maus tratos, espancamento, cárcere privado, estupros, mortes por falta de remédios, torturas etc.

No “Massacre do Paralelo 11”, em Mato Grosso, índios foram envenenados, atacados por dinamites e cortados ao meio, de cima para baixo.

Os índios eram atacados por fazendeiros, donos de mineradoras, políticos locais, tudo em parceria com servidores do SPI, que posteriormente ganharia um novo nome: Funai.

Todas as atrocidades descobertas pela equipe comandada pelo procurador Figueiredo foram datilografadas, resultando num calhamaço com sete mil páginas.

Sabe o que aconteceu com os algozes dos índios? Nada. Os documentos foram arquivados. Estávamos sob o jugo do Ato Institucional nº 05.

Isso é só uma amostra do quanto os índios brasileiros sofreram nas mãos do “homem branco”, um sofrimento que remonta ao início de nossa colonização, quando os nativos não tinham direito nem de professar as suas crenças.

Lamentável, que nos tempos atuais, ainda haja políticos que vejam os índios como insolentes, como seres desprovidos de direito e respeito. O mínimo que o Brasil deve fazer é cuidar para que os índios ainda existentes no país – menos de 900 mil – tenham um mínimo de garantia. Só precisamos deixá-los em paz.

*

O QUE ESPERO DE UM VENDEDOR – Não sei você, mas quando vou a uma loja gosto que o vendedor ou vendedora me trate de forma natural, sem frufru. Quero que ele ou ela tire minhas dúvidas e aponte as opções existentes dentro daquilo que almejo. Simples assim.

Sinto-me constrangido quando sou atendido por alguém que age com visível encenação, como um palhaço ou animador que tenta agradar a uma criança, ou mesmo como uma profissional do sexo que finge prazer diante do cliente, guardadas as devidas proporções.

Alguém pode até cair na história do “vai arrasar”, do “é sua cara”, do “maravilhoso”, mas eu prefiro um atendimento natural. Até porque, depois de efetivada a compra, o vendedor logo desmonta sua “fantasia”.

*

ACIMA DA MÉDIA – Segundo dados do Ministério da Saúde, 1,6% dos brasileiros já doou sangue. A percentagem é superior a meta estabelecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 1% dos cidadãos (e não cidadões) de cada país.

Para entrar no grupo de doadores basta, basicamente, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg e estar bem de saúde.

*

MAUS-TRATOS – Em 2017 foram registrados 33 mil casos de agressões a pessoas acima de 60 anos. São quatro os tipos básicos de violência: física, psicológica, negligência e financeira. Se souber de algum idoso que está sendo maltratado denuncie ligando para o número 100.

*

A NOSSA É MELHOR – Várias matérias jornalísticas já enumeraram as vantagens da dieta mediterrânea, à base de azeite de oliva, cereais, peixe, oleaginosas e vinho. Nos países onde a dieta é majoritariamente adotada, 0,5% da população supera os 80 anos com muita saúde e vigor, o que é razão para ela ser bastante recomendada.

Cientistas da UFMG, contudo, descobriram que na cidade de Maués (AM), essa percentagem é de 1%, ou seja, o dobro. O mesmo acontece com várias outras cidades da região amazônica. Os estudiosos descobriram que a alta longevidade tem a ver com a dieta adotada por esses moradores, a qual eles denominaram de dieta amazônica.

Originária dos povos indígenas, a dieta amazônica é à base de macaxeira (ou cará), guaraná, peixes de água doce, açaí, castanhas e frutas regionais, como tucumã, pupunha, e cubiu, além do azeite de tucumã.

Consumida de forma adequada, a dieta amazônica é bem mais benéfica à saúde do que a dieta mediterrânea. Infelizmente, preferimos valorizar mais a dieta além-mar do que a nossa, tanto é que é difícil encontrar os itens da dieta amazônica nos supermercados Brasil afora.

*

CINE-TIO – O filme Uma Noite de 12 Anos, disponível no Netflix, conta a história de três uruguaios que foram torturados e mantidos em confinamento solitário durante doze anos (1972-1984), sendo Pepe Mujica (que futuramente seria presidente daquele país) um deles.

A se basear pelo filme, Pepe Mujica e os demais sofreram o pão que o diabo amassou no período. Torturas constantes, falta de comida, convivência com ratos etc, isolamento quase total. Dá dor só em assistir.

Eu, que já tinha simpatia pelo ex-presidente, passei a olhá-lo com ainda mais admiração, até mesmo comovido pelo seu sofrimento, mostrado na película.

Não entendo como há pessoas que ainda defendam as ditaduras militares. Nada justifica um ser humano ter poder para torturar um semelhante.

*

CINE-TIO 2 – Nos início dos anos 2000, o australiano Julian Assange abalou muitos governos com a divulgação de documentos confidenciais no seu site, o Wikileaks. Por ter “mexido” com muita gente grande, Assange passou a receber constantes perseguições, a ponto de hoje viver recluso na embaixada do Equador em Londres, na Inglaterra. O filme O Quinto Poder conta como tudo começou, bem como os maiores feitos do site, responsável por divulgar inúmeros segredos de estado, especialmente dos EUA.

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

Racionalidades – 37ª edição.

0

FALTA DE COMPROMISSO – A empresa responsável pela construção da Unidade de Educação Infantil do Conjunto Vingt Rosado, a Quality Consult, decidiu paralisar a obra. Motivo: falta de pagamento por parte da prefeitura municipal. A nota abaixo, divulgada pela empresa, explica a situação:

NOTA DE ESCLARECIMENTO – Sobre a obra da Unidade de Educação Infantil (UEI) Proinfância do Vingt Rosado cabe a empresa Quality Consult esclarecer ao público que a incapacidade da Prefeitura Municipal de Mossoró de honrar com os pagamentos das etapas de construção, em dia, conforme o previsto em contrato, levou a impossibilidade de sustentabilidade financeira da obra.

A Quality Consult atua faz sete anos no mercado mossoroense e potiguar e tem em sua breve história a realização de obras importantes para entes públicos municipais, estaduais e federais. Sempre prezando pela qualidade e eficiência em seus contratos. Infelizmente, nunca nos deparamos com um contratante que, por vezes, desonrou normas básicas estabelecidas em contrato. Dessa forma, a Prefeitura Municipal de Mossoró dificultou o andamento da obra.

A Quality Consult está em consulta com seu setor jurídico para tomar as medidas jurídicas cabíveis, sempre almejando que a população mossoroense seja a menor prejudicada diante do despreparo de seus gestores.

Quality Consult serviços, projetos e consultoria eireli – EPP

 *CNPJ: 15.822.714/0001-52

Rua Raimundo Firmino de Oliveira, 20, Dom Jaime Câmara, Mossoró-RN.

*

O OUTRO LADO – Dia desses, a secretária de Infraestrutura do município, Kátia Pinto, usou a assessoria de Comunicação da prefeitura para colocar a culpa pela paralisação da obra na Quality Consult, dizendo que a empresa não estava cumprindo os prazos contratuais. A nota acima contesta as alegações da secretária.

Diante das reiteradas faltas de compromisso por parte da prefeitura em vários outros contratos; e diante da lisura da Quality Consult, empresa a qual conheço um pouco da história, pendo a acreditar na versão da empresa.

*

BRUMADINHO – Duas situações causam calafrios só em serem imaginadas, uma é ficar preso no próprio corpo, numa situação em que a pessoa vê tudo que acontece, mas não consegue mexer nem os olhos; e a outra é a de ser enterrado vivo. Foi justamente este segundo temor que aconteceu no desastre em Brumadinho (MG), onde mais de 300 pessoas foram enterradas vivas. Uma situação que poderia ter sido evitada, caso fosse menor a ganância, a busca do lucro a qualquer custo.

Quanto aos números, uma autoridade que acompanhou as buscas disse a rádio CBN Brasília, na condição de anonimato, que o número de desaparecidos está subestimado, que a quantidade é bem maior, sem explicitar sua projeção. Espero que ele esteja errado.

*

COMBUSTÍVEL – Na coluna da semana passada comentei sobre o absurdo que é o preço do combustível em Mossoró. Fiz um paralelo com a cidade de Governador Dix-sept Rosado, que vende a gasolina por um preço menor, apesar de estar mais distante de Guamaré, polo distribuidor de combustível para a região.

Como não há um absurdo que não possa ser superado, um leitor deste espaço me informou que na cidade de Guamaré o livro da gasolina custa R$ 4,49, mais caro do que em Mossoró, que está custando, em média, R$ 4,35.

O leitor afirmou que um dos postos de combustíveis fica a aproximadamente 1 km da distribuidora. Pois é, a situação de Guamaré ainda é pior do que a nossa, pasmem.

 *

PRISÃO DE EX-DELEGADO MANTIDA – A Câmara Criminal do TJRN não deu provimento ao recurso movido pela defesa do delegado aposentado Delmontiê Evaristo Falcão, preso em 22 de outubro de 2018, em Natal, suspeito de envolvimento com grupos de pistoleiros que atuavam no Vale do Assu, distante 298 quilômetros de Natal. A defesa pedia o trancamento da ação penal na qual ele foi denunciado pelo Ministério Público, sob a alegação de que um dos itens apreendidos após um mandado de busca e apreensão não representaria potencial lesivo, mas os argumentos não foram acolhidos.

De acordo com os advogados, não se está discutindo a existência ou não das provas, mas sim, o fato de que um único projétil calibre 556 – encontrado por meio do mandado na residência do então servidor público – não representar lesividade, já que não estava acompanhado da respectiva arma. Alegação não compartilhada pelos desembargadores.

*

EM PROL DA SOCIEDADE – A comarca de Apodi realizou na manhã de ontem (31) a entrega de alvarás judiciais a sete instituições beneficiadas com a destinação de recursos de penas pecuniárias. Ao todo, foram destinados R$ 176 mil. O montante é oriundo de multas aplicadas a crimes sem necessidade de prisão, cujo valor é revertido para projetos sociais.

O juiz Antônio Borja Júnior realizou a entrega dos alvarás para representantes do Centro de Detenção Provisória de Apodi, da Delegacia de Polícia Civil local, da Fundação Sebastião Lúcio da Silva e da Paróquia da Igreja Católica (Projeto Fé na Música), ambos também de Apodi. Também foram beneficiados o Complexo Penal Estadual Agrícola Mário Negócio, em Mossoró; a Associação dos Pais e Amigos dos Autistas (APAARN), em Natal; e a Penitenciária Estadual do Seridó, em Caicó.

O edital para apresentação de projetos havia sido aberto em agosto de 2018, com a seleção das sete instituições em dezembro. Este é o segundo edital publicado pela comarca de Apodi – o primeiro, foi aberto entre os anos de 2014 e 2015.

As penas pecuniárias têm se mostrado um recurso importante na ampliação de benefícios sociais em Apodi, como também em outras espalhadas pelo Estado.

*

MODERNIDADE – O supermercado Rebouças da Avenida Alberto Maranhão foi reinaugurado ontem, em evento voltado para a imprensa e convidados. Não compareci, não vi a reforma, mas soube que o supermercado ganhou muito em praticidade.

Uma das novidades é a instalação de quatro caixas com autoatendimento, o que dispensa a necessidade de funcionários para operá-lo. O próprio cliente irá fazê-lo. Os caixas, contudo, ainda não estão funcionando.

Caixas de autoatendimento já são realidade há muito tempo, mas nenhum supermercado ou afim os tinham adotado em Mossoró.

Apesar de dar maior comodidade aos clientes, os caixas trazem um efeito negativo: o aumento do desemprego. Mais um caso de homens sendo substituídos por máquinas.

*

EXEMPLO – Dedico o post de hoje a Zé Cláudio Aires, o Cacau. Vi-o ontem após vários meses. Quase não o reconhecia. O homem perdeu 51 quilos. Eufórico, me disse como sua vida está bem melhor. Fez questão de mostrar que estava conseguindo amarrar o cadarço do tênis, comprar roupas em lojas comuns, atracar o cinto no assento do avião etc. Demonstrava felicidade de menino. Fiquei muito feliz por ele.

Cacau me disse que não fez cirurgia, que perdeu peso apenas com dieta e exercícios físicos. O papo se deu no espaço Herbalife da Fran, localizado no cruzamento das ruas Benjamin Constant com Frei Miguelinho. “Esse shake também contribuiu”, disse-me.

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

Um complô infindo contra Lula.

0

QUANTO ÓDIO – Estarrecedor, não há outra palavra para definir o nível de ódio que alguns têm do ex-presidente Lula da Silva. Não, não é apenas divergência política, vai muito além. É um ódio figadal, que torna a pessoa pior que um animal.

Foi chocante ver pessoas, inclusive algumas que eu julgava serem do bem, vibrando com a negativa do Judiciário em permitir que o ex-presidente fosse ao velório do irmão, Genival Inácio, o Vavá.

A decisão do Judiciário foi tão cruel que despertou críticas até por parte de jornalistas como Josias de Sousa e Gaudêncio Torquato, sabidamente anti-petistas.

Um dos filhos de Bolsonaro, o Carlos, foi às redes sociais questionar o desejo de Lula de ir ao velório de Vavá, vez que outros dois irmãos haviam morrido e ele não compareceu às exéquias. Que imbecilidade! Como se a fraternidade fosse planificada. Lamentavelmente, muitos repercutiram essa estupidez.

A perseguição ao ex-presidente está passando de todos os limites. Acho que chegou a hora de algum organismo internacional intervir neste Florão da América, a fim de coibir que essa atrocidade continue.

Relutei muito em dizer isso, mas hoje tenho plena convicção de que Lula é um preso político. Condenados por corrupção nós temos aos borbotões, mas nenhum deles é tão mitigado dos seus direitos como o ex-presidente. Não basta prender, tem que humilhar.

Quando foi que parte dos brasileiros perdeu a humanidade?