UERN INTERROMPE CURSO E DEIXA ALUNOS NA MÃO

6
90

 

Desde agosto de 2008 a UERN suspendeu as aulas do curso de Pedagogia da Terra, então ministradas às sextas e aos sábados em Mossoró. Os 180 alunos do curso ficaram a ver navios. Como justificativa, a UERN alegou falta de professores. Os alunos não entendem por que apenas no último semestre a UERN descobriu a inexistência de corpo docente. Não há planejamento? É comum iniciar um curso e não terminá-lo, deixando os alunos na mão? Por favor, respostas.

 

O curso acima citado é uma parceria entre a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA). Dos 180 alunos, 60 são integrantes do movimento sem-terra e 120 da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte (Fetarn).

 

6 Comentários

  1. Caro Erasmo, não tenhamos dúvida, a possível falta de planejamento tem um viés ideológico, não interessa e nunca interessou ao status quo, levar informação, conhecimento e ferramentas de ordem institucional e política aos trabalhadores e, muitos a integrantes do MST.

    As mudanças nestes país do futuro…como sabemos é devidamente mais lenta que imaginamos…

    As nossas atitudes quando demandam reais mudanças, são sempre permeadas de dúvidas, hesitações e… o que poderia ser hoje deixamos para o mês que vem… que de fato de concretiza o ano que vem….e assim “normalmente” se delineia o cotidiano quadro cotidiano

    Um abraço
    Sueldo.

  2. PORTARIA Nº 997/2009
    A PREFEITA MUNICIPAL DE MOSSORÓ, no uso
    das atribuições que lhe confere o artigo 78, inciso IX
    da Lei Orgânica do Município de Mossoró;
    RESOLVE:
    Art. 1º – NOMEAR ROSEMBERG ESTEVÃO DA
    SILVA, para o cargo em comissão de Chefe do Departamento
    de Assessoria Especial, símbolo CD –
    Chefe de Departamento, com lotação na Gerência
    Executiva da Agricultura, Abastecimento e Recursos
    Hídricos.
    Art. 2º – Esta portaria entra em vigor nesta data.
    PALÁCIO DA RESISTÊNCIA,
    em Mossoró-RN, 5 de junho de 2009.
    MARIA DE FÁTIMA ROSADO NOGUEIRA
    Prefeita

    Mais Um !!! hahahahahaha

    A PREFEITA MUNICIPAL DE MOSSORÓ, no uso
    de suas competências prevista no art. 78, IX e XI, art.
    102, II, da Lei Orgânica, art. 109, §3º, da Lei Complementar
    nº 29, de 16 de dezembro de 2008, e,
    ainda, considerando o disposto no Ofício n.
    0160/2009-GP/AL, de 18de março de 2009, da Assembléia
    Legislativa do Estado do Rio Grande do
    Norte;
    R E S O L V E :
    Art. 1º – Fica cedida a Assembléia Legislativa do
    Estado do Rio Grande do Norte, a servidora ROSINA
    DA ESCÓSSIA CIARLINI TAVARES, matrícula n.
    9504-4, lotada na Gerência Executiva da Educação.
    Art. 3º – Caberá ao órgão cessionário efetivar a
    apresentação do servidor ao seu órgão de origem ao
    término da cessão.
    Art. 4º – A presente autorização de cessão cessará
    antes de seu término na hipótese de exoneração ou
    dispensa do cargo ou função de confiança, caso em
    que o órgão cessionário deverá providenciar imediatamente
    a apresentação do servidor ao seu órgão de
    origem.
    Art. 5º – Cumpre ao cessionário comunicar a freqüência
    do servidor, mensalmente, ao órgão ou entidade
    cedente, para fins do art. 116, II, da lei
    complementar n. 29, de 2008.
    Art. 6º – Esta Portaria entra em vigor na data de sua
    publicação.
    PALÁCIO DA RESISTÊNCIA,
    em Mossoró-RN, 5 de junho de 2009.
    MARIA DE FÁTIMA ROSADO NOGUEIRA
    Prefeita

    HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!Irmã de vice prefeita não é nepotismo não?????

  3. No mês passado (Maio), esteve em Upanema-RN o Superintendente do INCRA-RN, á pedido da Câmara Municipal de Upanema-RN, para participar de uma audiência pública,onde estavão presentes inclusive os alunos do curso de Pedagogia do Projeto Pedagogia da Terra, que totalizam 21 alunos só da FETARN.
    Foram tratados assuntos pertinentes a Reforma Agrária. No decorrer das discussões, um dos vereadores fez referência ao curso oferecido pela UERN / FETARN/MST/INCRA. Segundo Paulo, iria marcar uma reunião com os departamentos responsáveis pelo curso, depois se reunir com a UERN, para só assim decretar uma data concreta para o reinício das aulas, ainda segundo o Superintendente, a data que seria anunciada o início das aulas seria no máximo até o dia 16 de Junho, mas ele não fez referência ao ano, devido a tantas promessas isso seria de suma importância, podendo ser que essa data seja no ano que vem ou no outro e assim por diante.
    Deixo aqui os sentimentos dos alunos Upanemenses ansiosos na volta dessas aulas, sentimentos de angústia , tristeza, indignação,como também a falta de respeito com os Assentados daquelas comunidades.
    Esperamos que o prazo seja cumprido, que pela última vez e, de umas vez por todas, parem de “enrolação”.

  4. estou muito triste com essa atitude da uern com incra com a falta de responsabilidade com os alunos de pedagogia da terra

  5. Sou aluna de pedagogia da terra e estou angustiada com as autoridades competente do nosso estado principalmente o nosso presidente que fala muito e nao agi nada que vergonha senhor presidente voce fala tanto da reforma agraria hahahahahah!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome