PÍLULAS – 21ª. edição

2
75

 

PROUNI – Quando foi criado, o programa do governo federal que dá bolsas integrais ou parciais a alunos pobres para estudarem nas universidades particulares, o ProUni, suscitou muitas críticas. Professores e alunos abastados defenderam que a presença de alunos pobres – supostamente menos qualificados – prejudicaria a qualidade dos cursos. Passados alguns anos, vê-se que eles não tinham razão. Recente estudo do MEC mostra que os alunos bolsistas têm desempenho melhor ou igual aos dos alunos não bolsistas. A explicação? São alunos que reconhecem a oportunidade que estão tendo.

 

 FUSO HORÁRIO – Tramita no Senado Federal projeto de lei que acaba com os fusos horários no Brasil.

 

PARABÉNS – A versão em português do clássico americano Happy Birthday to You foi feita em 1942 pela farmacêutica Bertha Celeste Homem de Mello, falecida em 1999. Segundo o ECAD, em 2008 o Parabéns a Você foi executado 19 756 vezes. Resta saber como diabos o ECAD consegue precisar este número.

 

GUSTAVO ROSADO – Nos últimos dias, o nome do ativista cultural Gustavo Rosado só tem sido lembrado por duas coisas: 1) Tentar enganar, através de fraude, a Justiça Eleitoral e 2) ter sido um dos mentores da vinda do Pânico na TV para Mossoró.

 

CAERN – Tende a aumentar a revolta da população mossoroense contra a CAERN. Nos próximos dias serão protocoladas ações cíveis e criminais contra consumidores que fazem ligações clandestinas de água servida para a rede de esgotos da companhia. Os primeiros a receberem as citações serão os moradores da Rua Lopes Trovão, no bairro Boa Vista. Era só o que faltava.

 

MOSCA – Integrantes do PETA, um grupo americano que defende os direitos dos animais, publicou nota de repúdio contra o presidente dos EUA, Barack Obama, por este ter matado uma mosca durante uma entrevista na tevê. No comments.

 

2 Comentários

  1. Caro Erasmo, a indignação para com a CAERN é aceitável, mas há de se considerar que a rede de esgotamento sanitário foi dimensionada para receber apenas águas residuáias domésticas, enquanto o detino às águas pluviais tem de ser dado pelos residentes e estas não podem ser ligadas na rede de esgotamento sanitário, assim como as águas residuais domésticas não podem ser ligadas à rede de drenagem urbana. As águas de chuva tem de ser dispostas dentro do terreno da residência, caso não haja sistema de drenagem. O fato de o consumidor ligar, clandestinamente, as águas pluviais na rede de esgotamento, faz com que os tubos trabalhem forçado, ocasionando pressão sob as paredes que podem levar à rachaduras, quebra, extravasamento de esgoto. Não conheço a lei que concede a prestação dos serviços de água e esgoto à CAERN no município de Mossoró, nem mesmo os termos do contrato de concessão, mas de qualquer maneira é possível que a CAERN possa sim mover ações contra os usuários a partir do princípio que as ações podem agredir o meio ambiente, danificar as instalações da empresa e por em risco a saúde pública. É assim.

  2. No outro comentário quis dizer águas residuárias* domésticas, destino* e não se usa a crase quando se tem um substantivo feminino no plural, então, leia-se”…que podem levar a* rachaduras…”

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome