PEI E BUFO – 224ª edição.

0
95

* O senador Styvenson Valentim (Podemos), ao comentar um vídeo onde um policial aparece agredindo uma mulher, disse que era preciso saber o que a vítima fez pra merecer aquelas agressões. Profundamente lamentável a fala do senador.

* Ninguém “merece” apanhar. O erro deve ser punido de acordo com a lei, e a legislação pátria não prevê a agressão como pena. Em situações de flagrância, cabe ao policial conter e prender quem está cometendo crime, não espancá-lo.

* “O mundo entra em desequilíbrio quando a dor do outro não nos comove”. (Fátima Bezerra, em artigo publicado ontem na Tribuna do Norte).

* Prefeitos de todo o Brasil estão preocupados com a reforma do Imposto de Renda em tramitação na Câmara dos Deputados. Pelo texto atual, os municípios perderão R$ 13,1 bilhões em receitas, estima a Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

* Do valor que o governo federal arrecada com imposto de renda, 24,5% é transferido para os municípios e 21,5% para estados. Assim, uma redução de alíquota diminui a arrecadação e consequentemente o valor recebido por estados e municípios.

* A Corregedoria da Polícia Federal pediu, no mês passado, às 27 superintendências nos estados que informassem os procedimentos envolvendo fraudes em urnas eletrônicas, passados e presentes. Todas as respostas apontaram a inexistência de investigações, zero.

* O Movimento Brasil Livre (MBL) desistiu de investir no nome do comediante Danilo Gentili para concorrer à presidência da República em 2022. O contrato de Gentili com o SBT, que apoia Bolsonaro, impediu o avanço da candidatura.

* A Veja da semana traz uma matéria sobre Alexandre Saraiva, o delegado da Polícia Federal que foi perseguido após denunciar o ex-ministro do Meio-Ambiente, Ricardo Salles, ao STF. Passou de superintende no Amazonas a um “exilado” em Volta Redonda (RJ).

* Nas Olimpíadas do Rio de Janeiro o Brasil conseguiu 19 medalhas, terminando na 13ª colocação. Para Tóquio a previsão é que o número de medalhas aumente, vez que surf e skate, modalidades estreantes, têm brasileiros como favoritos.

* A cantora Tina Turner, de 81 anos, acaba de relançar seu disco de maior sucesso, Foreign Affair, lançado originalmente em 1989. A nova versão, remasterizada, ganhou 03 discos de extras. Além disso, a HBO Max também lançou um documentário sobre a cantora.