PEI E BUFO – 279ª edição.

0
115

* Dizer que está à disposição do seu estado, frase costumeiramente falada por pré-candidatos, não faz nenhum sentido. Estados e municípios não são entes providos da capacidade de pedir algo. É como dizer que está à disposição da chuva, da lua…

* A grande imprensa nacional não consegue esconder que defende os interesses do mercado, e que para ele trabalha. De quarta para cá só falam do quão é desastroso furar o teto de gastos. Não se importam com a fome do povo, mas apenas com os lucros da turma da Faria Lima.

* O Ministério da Educação e a Advocacia-Geral da União, no afã de agradarem ao presidente, proibiram as universidades federais de exigirem comprovante de vacinação para professores, servidores e alunos. A decisão se deu numa consulta feita pela UFSM (RS).

* Na Hungria, o primeiro-ministro Viktor Orbán calou a imprensa e ONGs, bem como aparelhou o Judiciário. Está há dez anos no poder, e contando. Um Judiciário independente é essencial para manter viva a Democracia de um país.

* O tenista Novak Djokovic, notório antivax, deverá ficar de fora de uma das maiores competições do esporte, o torneio da Austrália, que exige passaporte sanitário dos competidores.

* As palavras “belíssimo”, “genial”, “inigualável”, “desastre”, “monstruosidade”, “ódio”, “chocante”, entre outras que representam extremos, não devem ser banalizadas. O bom senso reclama o correto uso das expressões.

* Ontem, os imortais da Academia Brasileira de Letras (ABL) voltaram a se reunir presencialmente para o chá da tarde, oportunidade em que conversam sobre assuntos diversos. Fico aqui imaginando o nível, deve ser bem semelhante ao da minha turma lá em Carlos Bar.

* O Ministério da Justiça reclassificou a série “Round 6”, da Netflix, de 16 para 18 anos. Pesou para a decisão as cenas de violência extrema. Realmente, o cara leva um tiro no meio da testa e a gravação sapeca um: “Jogador 201, eliminado”. Ora eliminado…

* Quem gosta da obra do cantor cearense Belchior terá a oportunidade de ouvir muitas de suas músicas interpretadas ao vivo logo mais às 20h, no Boulevard Central, em show-cover. Promessa de ser um daqueles eventos que reúnem um bocado de gente boa.

* O cantor e compositor Caetano Veloso lançou ontem nas plataformas de streaming o disco “Meu Coco”, o primeiro de inéditas após nove anos. Pela primeira vez, Caetano lança um disco com 100% de composições próprias. O coco do título é no sentido de cabeça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome