MULHERES QUE DIZEM SIM

2
124

 

A nova novela da rede Globo, Passione, traz uma personagem que está dando o que falar. Dando mesmo.

Stela Gouveia, interpretada por Maitê Proença (foto), é uma espécie de Bela da Tarde dos tempos modernos. Uma mulher que sai a procura de sexo pelo simples prazer do ato sexual, ou seja, um comportamento tipicamente masculino.

Sempre se ouviu dizer que a traição feminina era associada a algum sentimento, algum envolvimento que foi crescendo e que se transformou em desejo. A personagem de Sílvio Abreu, contudo, mostra que isso pode estar mudando.

O autor sugere que as mulheres modernas também traem apenas pelo prazer sexual, sem interesses outros. Querem transar e ponto final.

A polêmica surge porque telespectadores mais conservadores entendem que a personagem pode induzir as mulheres a este comportamento libertino, que é atentatório contra a família e os bons costumes.

De fato, os tabus sexuais estão caindo, mas acredito que ainda não chegamos neste estágio de a mulher sair por ai em busca de sexo casual e descomprometido.

2 Comentários

  1. Será que as mulheres ainda precisam ser induzidas a alguma coisa? Afinal, a quais “bons costumes” as famílias e a sociedade como um todo ainda podem ser atentadas? Nesses tempos de banalização da promiscuidade, nada mais me surpreende. Esse sentimento de preocupação dos ditos “conservadores” não passa de pura hipocrisia. Temos que nos acostumar com a “nova ordem”, ou então… Desliguem a televisão! Simples assim.

  2. O Brasil é um país tão avacalhado, anti ético e desprovido de educação e respeito que nem CHIFRE surpreende o seu povo, digo, os seus côrnos. Né não colega Rui?

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome