CASO “PAULO DOIDO”: MILTON MARQUES SE EXIME DA RESPONSABILIDADE.

6
179

Em postagem datada de ontem, escrevi que a TCM Connect – do empresário Milton Marques – e a UERN – cujo reitor é o empresário Milton Marques, não tinham atendido à solicitação do Judiciário de responder quais os IPs que atualizaram o blog apócrifo “Paulo Doido”, a partir da TCM Connect e da UERN.

De fato, os IPs não foram informados, no entanto, a pessoa de Milton Marques se exime de qualquer responsabilidade. Em contato com este blogueiro, ele esclareceu uma e outra situação.

QUANTO À TCM CONNECT:

O serviço a cabo prestado pela TCM é de responsabilidade técnica da K & P Administração e Participação LTDA, que tem sede em Curitiba – PR.

Em conversa com este blogueiro, o dono da empresa, engenheiro Paulo Kroker – na ocasião acompanhado do empresário Milton Marques – informou que os HDs que continham os IPs foram reescritos, o que dificulta o resgate das informações, no entanto, o material já foi enviado para a sede da empresa, onde técnicos buscam conseguir estes dados. Sete softwares já foram usados para este fim, mas nenhum deles conseguiu resgatar os IPs. “As tentativas, contudo, continuarão”, disse o engenheiro, confiante de que os dados ainda possam ser obtidos. O proprietário da P & K informou ainda que o sistema já foi alterado, e que atualmente nenhum IP vem sendo reescrito.

QUANTO À UERN:

Conforme cópias de documentos mostrados pelo reitor Milton Marques, o Judiciário encaminhou ofício diretamente para o senhor Carlos Moisés Rebouças Wanderley, chefe da UPD (Unidade de Processamento de Dados), o qual também foi o responsável pela resposta.

Nesse caso, o chefe da UPD informou que é impossível especificar a pessoa responsável pelas atualizações, vez que muitos computadores são de uso comum.

O que Carlos Wanderley poderia ter feito – e não fez – era especificar o computador de onde foram feitas as atualizações do blog “Paulo Doido”. O reitor Milton Marques informou que se reunirá com ele ainda hoje para que tal procedimento seja feito.

 OBS. Após mostrar as duas situações, o empresário Milton Marques reafirmou que em ambos os casos o procedimento tramitou diretamente entre o Judiciário e as pessoas citadas. Acrescentou ainda que soube destas solicitações posteriormente. Exime-se assim de qualquer responsabilidade quanto a não informação dos IPs dos envolvidos.

6 Comentários

  1. Você salvou-se a tempo, Colorau. Se você tivesse se limitado ao post de ontem, teria incorrido em uma tremenda mancada, uma vez que você insinuou que o Dr. Milton Marques poderia estar sendo omisso no caso. Não importando se essa foi a sua intenção, mas sim que o resultado é que nas entrelinhas você sugeriu que o Dr. Milton estava sendo, no mínimo, conivente com a ocultação das informações pretendidas. Felizmente hoje, com a iniciativa do próprio Dr. Milton, e não a sua em procurar a versão dele, os fatos foram melhor explicados. Taí um exemplo do que é “jornalismo” e do que é “bloguismo”. E porque o “bloguismo” deve ser acompanhado de perto pelo judiciário. Levantar suspeitas ao vento, sem maiores pesquisas, entrevistas, consultas, é arriscar a reputação alheia sem necessidade. Felizmete, você é uma pessoa bem intencionada e registrou os esclarecimentos prestados pelo Dr. Milton Marques.

  2. Se não me engano,
    Todo provedor de web é obrigado a manter o cadastro de seus IP´s pelo prazo médio de 05 anos, sob pena de sanções.

    No mais,
    Se essa empresa aí não sabe recuperar um HD,
    Mandaí enviarem para qualquer empresa de fundo de quintal que recuperam até os primeiros .txt do hardware.

  3. Milton não tem responsabilidade? Ele é ou não é reitor da UERN e proprietário da TCM?

    Se ele não sabia, por que afastou Neto Queiroz da chefia da “Comunicação” da UERN?

    É realmente mais fácil colocar a culpa em Carlinhos e em Paulo Kroker!!!

    Hein?

  4. Milton Marques é um cara sério e acredito que ele não sabia dessas coisas que estavam acontecendo na Uern. quanto a Neto Queiroz, é uma pena. Lamentável mesmo se ele tiver algo com esse fato. De qualquer maneira, acredito que o jornalismo local é quem está perdendo com esse tipo de coisa.

  5. De fato…
    sinceramente,como diz o alexandre, até onde sei…odo provedor de web é obrigado a manter o cadastro de seus IP´s pelo prazo médio de 05 anos, sob pena de sanções.Que tipo de mepresa é essa?!Ô_Ô
    UERN e TCM?!
    Colocar a culpa nos outros…como se diz..é FACIMMMMM,FACIMMMM,FACIMMMM…

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome