GERENTE JÁ RESPONDEU A PROCESSOS CRIMINAIS EM PARNAMIRIM

4
196

fg_45

O atual Gerente Executivo do Trânsito da prefeitura de Mossoró, Jaime David Balderrama Hurtado, tem um estilo totalmente diferente de seu antecessor, Walter Pedro. Enquanto este estava sempre na mídia, aquele nunca concede entrevista nem participa de programa algum. Praticamente inexiste interação entre o atual gerente e a sociedade. Parece até que ele quer passar despercebido, não chamar a atenção. Será que tem a ver com as ações criminais que ele respondia em Parnamirim?

Jaime David Balderrama Hurtado, arquiteto por formação, respondeu a duas ações criminais em Parnamirim, ambas tramitaram no Juizado de Violência Doméstica Contra a Mulher, e tiveram como vítima a mesma pessoa, Fernanda Celeste da Rocha Filgueiras. As duas ações foram arquivadas, uma a pedido do Ministério Público (que alegou “fato atípico”) e a outra pela ocorrência da prescrição.

Na ação de número 124.09.002467-5, a da prescrição, Jaime David foi acusado de cometer crime de ameaça. Houve, neste processo, inclusive, ordem do juiz para ele não se aproximar da senhora Fernanda Celeste, a aplicação da chamada Medida Protetiva de Urgência (MPU). Como houve demora na tramitação da ação, o juiz a encerrou alegando prescrição.

Aqui, o arquiteto Jaime David é o gerente, mas parece que em Parnamirim ele dava uma de gerentão.

4 Comentários

  1. Caro Editor do Tio Colorau.
    Boa noite.
    Inicialmente quero mencionar que o gerente Jaime Balderrama participa regularmnte de programas das tvs de Mossoró, tv Cabugi, bem como das emissoras de rádio AM e FM e especialmente as rádios comunitárias, onde o mesmo sempre está presente, incluindo os jornais escritos. Cenários Políticos, entrevistas ao vivo, gravadas e por telefone sobre todo o processo cotidiano de trabalho da Getran, incluindo audiências públicas com a população, com o ministério público, palestras em universidades, discutindo os mais diversos temas de interesse da cidade e de eventos como por exemplo o ciclo de debates promovido pelo Hospital Tarcísio Maia sobre a violência no trânsito. Ainda é membro do Conselho Municipal de Turismo.
    Basta o senhor consultar o you tube e reproduzir/divulgar os vídeos disponíveis sobre o tema produzidos pela mídia jornalística mossoroense.
    Quanto a menção feita aos processos respondidos, o que posso afirmar é que Jaime é um lutador veemente pela participação e acompanhamento da vida dos seus dois filhos menores, depois de uma separação judicial, onde, como milhares de pais separados, enfrentam todo tipo de impedimentos “criados” pelo genitor que tem a guarda (na maioria mulheres) no sentido de afastar os filhos do genitor não guardião.
    Isso se chama Síndrome da Alienação Parental que o senhor pode pesquisar sobre o tema através de Ongs como a APASE, Pais por Justiça, e redes sociais como Orkut, Facebook e Twitter podendo se tornar um agente, através do seu Blog, em defesa da garantia do direito dos filhos conviverem com a mãe e com o pai.
    Somente isso que gostaria de declarar como leitora esporádica deste e por Jaime encontrar-se de férias em visita aos seus pais na Bolívia, com retorno ao trabalho em 05/09/2011.
    Atenciosamente,
    Saudações.
    Rosana Valdeger
    Companheira a quase quatro anos de Jaime.

  2. Fosse um simples mortal que compõe a massa Mossoroense e que por meios próprios, estudasse e lograsse exito em um concurso público para provimento em cargo neste ilustre município chamado de “País de Mossoró”, na fase de investigação social nao passaria.

    Agora pra ser secretário pode.

    Por mais que fosse um “processozinho” mas será sempre criminal. Queria ver só!!!

  3. Caro Senhor Editor,
    Na condição de servidor público contratado pela Prefeitura Municipal de Mossoró para a Gerência de Trânsito e Transporte, cargo técnico do qual muito me orgulho pela confiança creditada a mim pela atual gestão municipal, quero me dirigir à esse veículo de comunicação para dizer à população dessa cidade da qual tanto gosto, que as declarações aqui veiculadas se referem à processos, um prescritos e um arquivado por falta de consistência da queixa se referindo ao tema da violência doméstica.
    Em sua maioria, os processos de separação entre casais são conflituosos e muitos vão parar na justiça, sem o fundamento o concreto nas acusações por se tratarem de atos inverídicos. Essa é a realidade dos fatos aqui divulgados.
    Assim, quero dizer que tenho, além do reconhecimento da justiça, a tranqüilidade de que jamais pratiquei qualquer atitude violenta contra um ser humano, especialmente contra uma mulher, que não se bate nem com uma flor.
    Quanto às críticas sobre a distância entre mim e a população, isso cabe a Ela julgar, no dia a dia do nosso trabalho em prol da melhoria e da reorganização da cidade no que concerne as questões do trânsito.
    O Senhor Editor está convidado a nos visitar para conhecer e divulgar o trabalho árduo de nossa GETRAN, que é composta por uma equipe de servidores dedicados e cheios de projetos para a melhoria da qualidade de vida no trânsito de Mossoró.
    Atenciosamente,
    Jaime Balderrama (De férias)
    Gerente de Trânsito e Transporte de Mossoró-RN.
    La Paz , Bolívia.
    14 de agosto de 2011.

  4. Em poucas palavras, o que a Rosana diz é: antes de falar, se informe melhor. Não conheco o cidadão em questao, mas em linhas gerais, concordo com a Rosana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome