PEI E BUFO – 45ª edição.

0
92

* Através do Decreto nº 30.071/2020, a governadora Fátima Bezerra (PT) prorrogou o estado de calamidade pública por mais três meses. O número de novos casos diários gira em torno de 240, mais do que em abril, primeiro mês da pandemia.

* O Grupo Itapemirim iniciará no setor de voos comerciais em março de 2021. Inicialmente com dez aviões Airbus 320. Em reunião com a governadora Fátima Bezerra, o presidente do grupo, Sidnei Piva, garantiu que o RN fará parte do projeto.

* Dentre todas as promessas de campanha, a mais manjada, sem dúvida, é a da escola em tempo integral. Trocentos anos que vejo candidatos dizendo que irão implementá-la, mas nunca o fazem.

* A Caixa Econômica Federal continua incentivando aqueles que possuem dívidas com o banco a participarem da campanha Você no Azul. As negociações podem ser feitas pelo WhatsApp 0800 726 0104, opção 3, ou no site www.caixa.gov.br/negociar.

* A Segunda Turma do STF negou pedido de progressão de regime feito pelo ex-senador Geddel Vieira Lima (MDB-BA). Ele pretendia ir para o regime semiaberto. A turma decidiu, por maioria, que a decisão só será possível se ele pagar a multa de R$ 1,6 milhão a que foi condenado.

* “Essa história de ‘novo’ confundiu o eleitor, que elegeu ‘novos já velhos’ e preteriu ‘velhos ainda mais experientes’”. (Ney Lopes, ex-deputado federal, na TN de hoje).

* Muito ouço por aí dizerem que Fulano é transplantado. Na verdade, o transplantado é o órgão. A não ser que a pessoa conheça um coração, fígado, rim etc. que possua vida própria.

* Na sua coluna de hoje na Tribuna do Norte, Rosalie Arruda indaga se há pessoas, em pleno domínio de suas faculdades mentais, que não queiram se imunizar contra a Covid-19. E como há, minha cara.

* A jogadora Carol Solberg, de vôlei de praia, recorreu da decisão do STJD que a “advertiu” por ela ter gritado “Fora, Bolsonaro” numa competição oficial. A atleta entende que não cabe nenhuma punição, nem mesmo a mais branda.

* O desembargador Vivaldo Pinheiro será o presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte para o biênio 2021/2022. O corregedor será o desembargador Dilermando Mota.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome