PEI E BUFO – 103ª edição.

0
124

* Ontem, faltou energia num setor do bairro Nova Betânia, proximidades do ITEP, entre 15h15 e 18h45. Caso a Cosern fosse uma estatal, haveria alguém vociferando que se fosse privatizada isso não aconteceria.

* As doses de CoronaVac que chegaram ao RN serão utilizadas para vacinar 38.102 profissionais da Saúde, de um total de 96.099; e 1.149 idosos institucionalizados, e só. Os demais profissionais da Saúde e idosos acima de 75 anos ficarão para as próximas remessas.

* Desde o início da semana, as solicitações de indenizações decorrentes do seguro DPVAT passaram a ser feitas nas agências da Caixa. Tem direito ao seguro as vítimas de acidentes de trânsito, sem análise de culpa, em casos de morte (familiares) e invalidez.

* O ministro da Economia, Paulo Guedes, volta a botar fé na recriação da CPMF, isso porque o provável futuro presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), é a favor de “ressuscitar” o tributo. Rodrigo Maia sempre foi contra, inclusive essa foi a razão da desavença entre ele e Guedes.

* O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defende a convocação da Comissão Representativa do Congresso, formada por 16 deputados e 07 senadores, a fim de decidir questões urgentes durante o recesso. O senador Alcolumbre (DEM-AP) é contra.

* O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), baixou em maio de 2019 um decreto isentando de ICMS a criação de gado. Seis meses depois entrou no ramo de… criação de gado. A revelação foi feita hoje na coluna do Estadão.

* “A moça trajava de verde. Ela tinha dessas audácias só permitidas às mulheres realmente belas, de afrontar a monotonia de uma cor”. (José de Alencar, in Senhora).

* Deus salve a América. Os Estados Unidos iniciaram hoje uma nova era, com a posse do seu 46º presidente, o democrata Joe Biden (78). O antecessor, Donald Trump, saiu pela porta dos fundos, atentando contra a sólida democracia americana. Que Biden traga bons ventos.

* Atualmente, a leitura didática se transformou em algo desalentador. A pessoa passa dias lendo livros sérios, escritos com base em dados e fatos concretos, aí vem um sujeito e quer te contrapor valendo-se de correntes de WhatsApp, e muitos o apoiam. Difícil.

* Meu preconceito com o programa BBB já foi maior. Passei a entendê-lo como uma forma de analisar o comportamento humano diante de situações de medo, angústia, competitividade, traição, desejos etc. Continuo, entretanto, sem assisti-lo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome