PEI E BUFO – 146ª edição.

2
120

* Funcionários do Porto Ilha, em Areia Branca, vivem dias difíceis. Além do fantasma da demissão em massa, consequência da iminente privatização, sofrem com péssimas condições de trabalho, problemas estruturais no local e pouca comida. Clamam por ajuda.

* O Rio Grande do Norte tem dois ministros no governo de Bolsonaro, mas apenas um mostra serviço pelo estado: Rogério Marinho, que vem se mostrando incansável no campo hídrico. O outro, Fábio Faria, optou por ser um mero lambe-botas, um desperdício de ministro.

* O Ministério da Defesa recebeu R$ 115 milhões para a retomada da Operação Carro-Pipa no Nordeste, paralisada desde 01º de março. No Rio Grande do Norte, atualmente, 219 veículos abastecem 69 municípios. Em 2016, 584 carros-pipa atendiam 106 cidades.

* Já tem data. A primeira parcela da nova sequência do auxílio emergencial deverá ser paga no dia 05 de abril.

* Na última semana, de cada quatro pessoas que morreram de Covid-19 no mundo, uma foi no Brasil. Foram registradas no país 15.650 mortes, mais do que o dobro do segundo colocado, os EUA, que registraram 7.252 mortes. No mundo, foram 58.475 óbitos.

* Secretários de Saúde dos estados defendem, quase à unanimidade, a necessidade de prorrogação das medidas de isolamento social por mais catorze dias. A situação continua fora de controle, com hospitais abarrotados de vítimas da Covid-19.

* Desde 2000, 884 empresas que haviam sido privatizadas ao redor do mundo foram reestatizadas, a maioria porque só priorizava o lucro, relegando a qualidade dos serviços e os direitos trabalhistas. Os dados são do Transnational Institute (TNI), com sede na Holanda.

* Ontem, o preço do barril de petróleo subiu 3,41% porque um navio encalhou no Canal de Suez. Curioso como um ato isolado e pontual atinge todo o mundo. É a tal da globalização. Não confundir com o globalismo, que é teoria da conspiração.

* O filme Minari concorre a seis categorias no Oscar 2021, entre as quais Melhor Filme, Melhor Ator e Melhor Diretor. Conta a história de uma família sul-coreana que vem tentar a vida nos EUA, trabalhando no campo, isso nos anos 80. É a história de muita gente. (***).

* “A vida vem em ondas, como o mar”. O verso está na poesia O Dia da Criação, de Vinícius de Moraes, que serviu de base para Nelson Motta e Lulu Santos criarem uma das mais conhecidas canções nacionais. Nem preciso dizer qual, né?

2 Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome