PEI E BUFO – 90ª edição.

1
174

* Na última sexta-feira, ao comentar sobre o secretariado do prefeito eleito, Allyson Bezerra (SD), o radialista Wellington Morais, da Difusora AM, sapecou: “Até agora ele só indicou pessoas que não precisam do cargo de secretário para sobreviver”. Observação pertinente.

* Uma equipe de engenheiros da prefeitura de Mossoró concluiu o projeto da Arena Deodete Dias, para exibição das quadrilhas juninas etc., a ser construído no Corredor Cultural da Avenida Rio Branco. Caberá ao futuro prefeito analisar o grau de prioridade da obra.

* A campanha para a reitoria da UERN será de 22 de março a 13 de abril. E a escolha do reitor e vice-reitor da Universidade para o quadriênio 2021/2025 será no dia 14 de abril.

* O desejo de um 2021 com muita saúde e paz tem alicerce na tradição e também no desejo, mas não encontra guarida na realidade, infelizmente. A tendência é que o primeiro trimestre do ano que entra seja mais difícil do que o último trimestre do ano presente.

* 585.063 domicílios no Rio Grande do Norte possuem alguém que recebe o Auxílio Emergencial, 52,75% do total. Em 96.152 destes domicílios, o benefício é a única renda. São 314,5 mil pessoas no RN que ficarão sem nenhuma fonte de subsistência a partir de janeiro.

* O Brasil conta com 210 famílias bilionárias. Destas, 42 aumentaram a fortuna em R$ 176 bilhões durante a pandemia. Do outro lado, 60 milhões de brasileiros dependeram do Auxílio Emergencial para sobreviver durante o período.

* O Congresso Nacional entrou em recesso e só voltará a se reunir no próximo dia 01º de fevereiro. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ainda tentou suspender a parada, mas não conseguiu.

* Uma família brasileira desperdiça, em média, 353 g de comida por dia, o que totaliza 128,8 kg por ano.

* O governo do Estado lançou na semana passada o livro virtual “Receitas da Cesta Básica”, onde há informações acerca dos principais alimentos de nossa agricultura, acompanhado de receitas. Um trabalho muito rico e bem feito. Clique aqui para acessar o e-book.

* É muito comum ouvirmos jornalistas esportivos comentando que a partida tal terminou empatada “em”. Na verdade, quem empata, empata “de”. Quando se utiliza o particípio “empatado”, pode-se usar “de” ou “por”.

1 comentário

  1. Bom dia Tio Colorau !
    Feliz Ano Novo !
    Em relação aos jornalistas esportivos esses são os que mais cometem erros grosseiros de Português , são absurdos os erros poderia fazer uma lista enorme.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome