PÍLULAS…PÍLULAS…(17fev)

5
119

mascaras-de-carnaval-05-450x276

“Mas é Carnaval!

Não me diga mais quem é você!

Amanhã tudo volta ao normal.

Deixa a festa acabar,

Deixa o barco correr”.

(Chico Buarque, in Noite dos Mascarados, de 1967).

*

I – Para muitos, a Festa dos Loucos já começa hoje, depois do expediente. Apodi, Tibau, Areia Branca e Macau são os destinos mais citados. Aqui no Nordeste, nada de Pierrô, Colombina, confete e serpentina. A animação por aqui se dá com axé, praia ou açude, suor, som alto e cerveja. Há, entretanto, muitas pessoas que pretendem aproveitar o período para descansar, seja em cidades serranas ou mesmo em casa.

*

II – Como ocorre em todos os carnavais, a mídia está cheia de campanhas mandando os foliões usarem camisinha. Em muitas cidades as secretarias de saúde montam barracas nos locais das festas para distribuir preservativos. Particularmente, entendo que tais campanhas incentivam o sexo irresponsável. É o próprio poder público transformando o evento numa Sodoma e Gomorra dos dias atuais. Quem é responsável usa preservativo em qualquer situação, já quem não é jamais se sensibilizará com um cartaz mandando ele usar camisinha.

*

O Judiciário condenou, em primeira instância, NOVE dos doze acusados no processo resultante da Operação Sal Grosso. Os condenados – que obviamente irão recorrer – devem rezar todo dia para que o Tribunal de Justiça não julgue o processo antes do dia de registro de candidaturas. Uma condenação em segunda instância impede a candidatura dos réus que pretendem disputar as próximas eleições.

*

Há doze anos o economista Carlos Escóssia permanece em Mossoró no período momesco. “Eu sim, adoro Mossoró”, costuma dizer. Este ano não será diferente. Apesar de ele permanecer aqui, é claro que o período não passa em branco, mas em “preto e branco” (se é que vocês me entendem?).

*

A música Sunday Bloody Sunday, do U2, foi inspirada em evento ocorrido no dia 30 de janeiro de 1972, na Irlanda do Norte, quando autoridades britânicas reprimiram com violência uma passeata que pedia justamente menos repressão. 13 pessoas morreram.

*

Este blog será atualizado neste período de carnaval. Entre uma fuzarca e outra a gente aparece aqui para escrever algumas pílulas. E Como canta Daniela Mercury: “Não, não me abandone”.

*

O vereador Genivan Vale usou a tribuna da Câmara Municipal para alertar sobre o problema das drogas no bairro Paredões. O alerta foi reforçado pelo vereador Jório Nogueira, que também mostrou a necessidade urgente de as autoridades responsáveis coibiram o tráfico de drogas naquela região.

*

Na mesma sessão, o vereador Francisco José Jr. disse que apoia a luta de cem ex-policiais militares que tentam voltar à corporação, de onde foram afastados nas décadas de 80 e 90. Os ex-policiais alegam que os afastamentos ocorreram por perseguição.

*

topsecret

Enfim, foi lançado em DVD o filme Top Secret! Ultra-Secreto. Gravado em 1984, este filme é o pai de todos os besteiróis americanos, como “Top Gang”, “Apertem os Cintos…”, “Corra que a Polícia Vem ai”, entre tantos outros. Filmes com roteiros frágeis, mas com muitas paródias e situações ilógicas. Se você encontrar Top Secret em alguma gôndola por ai pode comprar sem medo. As besteiras do filme o fazem rir do início ao fim.

5 Comentários

  1. Tio, o carnaval daqui também se faz com muito forró, é o caso de muitos municípios vizinhos, o axé já é coisa do passado.

  2. Deixa eu ver se eu entendi, Colorau: você acredita que se o governo distribui camisinhas o carnaval vira uma sodoma e gomorra, mas se o governo não o faz, o carnaval vira um encontro de castos inocentes, é isso mesmo?

  3. Tio, o Carnaval deveria mudar de nome, porque o que acontece nos dias atuais não é Carnaval, é um “cabarezau”, ao som de “enfinca”… Ô tristeza que me dá… Nunca vi na vida carnaval animado por bandinhas de “forró”… Meu povo, saiam da CAVERNA (Platão) enquanto ainda é tempo.

  4. Caro Erasmo,

    Faltou lembrar que o Domingo sangrento da música de U2 se refere a um ato de perseguição contra a minoria católica da Irlanda do Norte, que fazia um pacífico protesto por liberdades civis, então cerceadas pela maioria protestante daquela parte da ilha.

    Creio ser muito importante frisar a natureza religiosa desse triste evento. Causa certa estranheza que as mesmas pessoas que estão sempre prontas para lembrar os crimes (inventados, supostos ou verdadeiros) dos católicos, não tenham a mesma presteza para se apiedar quantos estes são as vítimas.

    Sérgio Meneses

  5. Fiquei beje! Após eu ver as fotos do baile de mascaras da colunista social Marilene Paiva fiquei em dúvida se era mesmo aqui em Mossoró, no Gala Gay ou no Scala do Rio de Janeiro, tamanha a quantidade de baitolas velhas no recinto. Cada uma a mais feia e enrugada que a outra. Ui ui ui, ai ai ai.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome