Racionalidades – 35ª edição.

0
35

CORRUPÇÃO DAS ANTIGAS – Em 1998, o então presidente do Banco Central no governo FHC, Francisco Lopes, passou informações sigilosas para os proprietários dos bancos Marka e FonteCindam. O vazamento de tais informações foi apenas um dos escândalos do segundo governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Estima-se que o país perdeu R$ 1,5 bilhão só neste episódio.

Como acontecia em todos os processos envolvendo gestões anteriores a 2003, o processo andou a passos de cágado, sendo julgado apenas em 2016, quando os crimes já estavam prescritos. O único punido neste escândalo foi o ítalo-brasileiro Salvatore Cacciola (foto), proprietário do banco Marka. Ele passou três anos preso, mas desde 2011 encontra-se em liberdade, após ser beneficiado por um indulto.

*

FALANDO NISSO – A Itália, que tanto cobrou a extradição de Cesare Battisti, não atendeu a solicitação do Brasil para extraditar Salvatore Cacciola, que viveu seis anos naquele país. Só foi preso porque foi passear no Principado de Mônaco, sendo então capturado pelas autoridades, que então o devolveram para o Brasil.

*

CORRUPÇÃO DAS ANTIGAS 2 – Fernando Henrique Cardoso só conseguiu chegar à presidência por causa do Plano Real, criado quando ele foi ministro da Fazendo no governo de Itamar Franco. O que pouca gente lembra – e se se lembra não comenta – é que o antecessor dele na pasta, Eliseu Resende, foi afastado sob acusação de receber propina da construtora Odebrecht.

*

ARMAMENTO – O decreto presidencial que flexibilizou a posse de armas desagradou a gregos, troianos, fenícios, cananeus etc. Os contrários ao armamento da população levantaram as bandeiras de sempre, baseados, entre outras, na máxima “mais armas, mais crimes”.

Já a turma que apoia o armamento da sociedade achou que a flexibilização foi muito tímida, que praticamente nada mudou, e que, inclusive, criou uma exigência que não existia na legislação.

Anteriormente, o cidadão que quisesse ter a posse de uma arma de fogo precisaria comprovar a necessidade perante o delegado. Com o novo decreto, a necessidade é presumida, contudo, o delegado pode contestar tal presunção e negar a concessão da posse. E ainda há situações onde a necessidade não é presumida.

Por fim, a exigência do cofre foi bastante questionada. Defensores do armamento alegam que a legislação atual já prevê pena ao pai que concorre para que o filho sofra um acidente que cause lesão corporal ou morte.

*

BIZARRO – A decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, de suspender as investigações envolvendo Fabrício Queiroz, motorista do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), foi recebida com retumbante espanto pela comunidade jurídica. O ministro atendeu a pedido do senador eleito, que alegou o iminente foro privilegiado.

Ora, até dia desses Flávio grasnava que não era investigado, mas aí, de repente, pede ao STF que suspenda as investigações sobre o que rolava no seu gabinete, pois em breve ele terá foro privilegiado. Como assim? Entendi foi nada.

Quanto à decisão, o que os juristas dizem é que nela se pode ver de tudo, menos a aplicação da legislação e da jurisprudência. O STF entendeu recentemente que o foro privilegiado só se aplica a fatos ocorridos durante o mandado. Por aí já se vê que Fux tomou uma decisão atípica, o que gerou uma série de críticas de juristas e da população em geral, que usou as redes sociais para demonstrar toda a indignação causada pela canetada do ministro.

É assim que vão acabar com a corrupção no país, colocando-a sob o tapete?

*

BEBIDA ALCOÓLICA NOS POSTOS – Foi publicada ontem uma lei que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nos interiores de postos de combustíveis. A lei nº 16.927/19 vale para todo o território estadual.

Calma, você poderá continuar tomando sua cervejinha no posto de Ceguinho. A lei é do estado de São Paulo.

*

A INTENÇÃO FOI ATÉ BOA – Li no Blog do Barreto que o Capitão Styvenson (REDE), senador eleito, não quis receber os R$ 33,7 mil que os congressistas têm direito sob a rubrica de “auxílio-mudança”. Dos 11 congressistas do Rio Grande do Norte, foi o único a abdicar do valor.

A intenção do capitão foi até boa, mas poderia ter sido melhor. Como ele não quis receber o dinheiro, este permanecerá no Senado Federal. A opção mais acertada seria receber o valor e doá-lo para entidades assistencialistas, como fez Erika Kokay (PT), deputada federal reeleita pelo Distrito Federal.

*

AINDA NESTE ASSUNTO – O auxílio-mudança, pelo seu caráter geral e irrestrito, causa algumas bizarrices. Uma delas é o recebimento do valor pelos congressistas do Distrito Federal, sede do Congresso Nacional. Outra é que os senadores e deputados federais reeleitos recebem o valor em duplicidade. Em dezembro receberam em virtude do fim da legislatura, e em fevereiro receberão em razão do início da nova legislatura. Um país desses pode dar certo?

*

FAMÍLIA DE ALUGUEL – Cresce no Japão o número de agências que “alugam” familiares. O leque de situações é imenso. O filho que perde a mãe contrata uma mãe de aluguel, que por algumas horas preenche essa lacuna. O viúvo contrata uma “esposa” para que esta reviva uma ida ao cinema, por exemplo.

Numa empresa grande, onde patrão e empregado não se conhecem, há quem contrate atores para “levarem o batido” em seus lugares.

Sem falar nos contratos para os atores assumirem algum parentesco em aniversários, casamentos etc.

Os contratos acima não podem ter nenhuma conotação sexual. O único contato permitido é o aperto de mãos. O objetivo é suprir carências, não desejos sexuais.

Só uma agência, a Family Romance, conta com 1.200 atores cadastrados.

*

HOMEM PRIMATA – O Filme Sob a Pele do Lobo, disponível na Netflix, não é fácil. Típica película que você ou acha sensacional ou detesta. Os diálogos são raros. Só aos 17 minutos ocorre a primeira fala da trama. Em suma, mostra a vida de um eremita que vive numa montanha localizada ao norte da Espanha, no século XIX. Ele só vai à civilização para vender as peles dos lobos que abate.

Numa das raras viagens ele é convencido por um negociador a ter descendentes. Assim, compra de um tecelão uma de suas filhas, para esta servir de esposa. O foco do filme é justamente esta relação (na realidade serão duas, não digo mais para evitar spoiler), que é animalesca, sem diálogo, mas ainda assim com sentimento, ao menos por parte do eremita.

Muitos filmes eu desisto de assistir lá pelos 20 minutos. Este foi um que pensei em encerrar a sessão, mas acabei pagando pra ver. Ao final não me arrependi. Um filme como este, mais “cabeça”, autoral, é bom de quando em vez.

O fato de mal ter diálogos é o complicador para os atores e diretores, pois estes têm que procurar outros meios para contar a história, o que fazem muito bem neste filme cult.

*

SERIAL KILLER DE CORRUPTOS – Ainda na sessão cinema, também assisti ao filme nacional O Doutrinador. Na película, um policial civil passa a matar políticos corruptos após sua filha – atingida por uma bala perdida – morre por falta de assistência médica num corredor de hospital. Indignado, o policial, escondendo sua identidade sob uma máscara, passa a matar as principais autoridades políticas do seu estado.

O roteiro é até interessante, mas o filme deixa muito a desejar, talvez pelas limitações financeiras. Interpretações não convincentes e figurinos pobres marcam este filme. Não recomendo.

*

MÚSICA – Após uma dica do amigo e jornalista William Robson, pus-me a ouvir a banda Greta Van Fleet. Trata-se de uma banda bastante recente, mas que possui uma sonoridade incrivelmente parecida com o Led Zeppelin, a ponto de muitos não conseguirem distinguir uma da outra. Caso você aprecie o som da famosa banda dos anos 70, invariavelmente gostará do Greta Van Fleet, que está apenas no segundo disco. Veja aqui um clipe.

*

MORADIA POPULAR – A prefeitura de Mossoró ultima os preparativos para a entrega do Residencial Mossoró 1, localizado na Rua Isaura Rosado, próximo ao condomínio Quintas do Lago. As obras, que passaram anos suspensas, foram retomadas em agosto passado. O residencial – que faz parte do programa Minha Casa, Minha Vida – deverá ser entregue ainda no primeiro semestre deste ano.

Esta primeira etapa entregará 300 casas. Ainda há os residenciais Mossoró 2 e 3, em fase de conclusão; e os residenciais Mossoró 4 e 5, a serem construídos, além do residencial João Newton da Escóssia, também a ser construído.

*

FRASE “A humanidade frustrou a expectativa divina”. (Papa João Paulo II).

*

CURIOSIDADE – Mercedes Soares, mãe do humorista Jô Soares, foi a primeira mulher a tirar Carteira de Habilitação na cidade do Rio de Janeiro.

Fonte: O Livro de Jô – Volume 01: Uma autobiografia desautorizada.

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome