Racionalidades – 53º edição.

1
68

A CERVEJA DOS SONHOS – Como é sexta-feira, iniciaremos com uma notícia esperada por todos aqueles que apreciam uma cervejinha, mas que a evitam para não aumentar o índice de glicose no sangue. Um cientista iluminado, lá da Universidade Estadual do Centro-Oeste, em Guarapuava (PR), inventou uma cerveja que pode ser ingerida por diabéticos.

Os testes em animais foram positivos, e os primeiros testes em humanos são bem animadores, segundo o cientista Carlos Ricardo Maneck Malfatti.

Não é nada do outro mundo, trata-se apenas de um experimento simples que deu certo. Ele fez uma cerveja à base de alecrim-do-campo, e viu que em testes de laboratório ela ajudava a diminuir a glicemia no sangue. Daí em diante foi aperfeiçoando a descoberta, até chegar no avançado estágio em que se encontra.

Já há várias empresas interessadas, o que poderá acelerar o processo de testes e então a consequente fabricação em grande escala.

Tenho até medo…

*

ALECRIM-DO-CAMPO – Enquanto a cerveja não chega ao mercado, você que tem diabetes pode ir consumindo o alecrim-do-campo, a mais nova descoberta quando se trata de reduzir a glicemia no sangue. Acredito que essas lojas de produtos naturais devem ter.

*

ASSÉDIO SEXUAL – A consultoria Talenses entrevistou 3.215 empregados brasileiros sobre o tema assédio sexual no trabalho, a pedido da revista Você S/A. Dos entrevistados, 34% disseram já ter sido vítimas de assédio, mas, destes, 65% preferiram ficar calados, especialmente por medo de perder o emprego. As mulheres são quase a totalidade das vítimas.

Conceitualmente, o assédio consiste em “constranger alguém com o intuito de obter vantagem ou favorecimento sexual, prevalecendo-se de sua condição de superior hierárquico ou ascendência inerentes ao exercício de emprego, cargo ou função”.

Para muitos, há uma linha tênue entre o galanteio e o assédio. A diferença reside na palavra “desconforto”. Ao menor sinal, é hora de pisar no freio e cessar as investidas. Particularmente, contudo, defendo que não deve existir galanteio de patrão para empregado. Ambiente de trabalho não deve se prestar a tal fim, em hipótese alguma.

*

A ROSA RADIOATIVA – A pedido de algum idólatra da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), o cantor e compositor Alceu Valença entoou a música “A Ciranda da Rosa Vermelha” em sua apresentação no Mossoró Cidade Junina, não sem antes frisar que a música não estava no setlist, que tocaria a pedidos.

De fato, os seguidores da prefeita Rosalba Ciarlini têm orgasmos tântricos quando escutam essa música, alguns chegam a chorar e até passar mal de tanta emoção, vez que a canção sempre acompanhou Rosalba em sua trajetória política.

Para quem não adora a Rosa, todavia, a música sobre rosas que mais se associa à prefeita é Rosa de Hiroshima, uma poesia de Vinícius de Moraes musicada pela banda Secos e Molhados, que trata dos bombardeios nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki durante a Segunda Guerra Mundial.

A começar pela “bomba” que parece ter caído na Praça Vigário Antônio Joaquim.

*

CONCURSO – O Órgão Especial do Colégio de Procuradores de Justiça do Ceará aprovou ontem o regulamento para realização de concurso público para promotor de Justiça. O edital anunciará 44 vagas. Fala-se, contudo, que há deficiência de 90 promotores no vizinho estado. Meta a cara no vade-mécum.

*

DECRETO DA MORTE – O presidente Jair Bolsonaro (PSL) decidiu revogar o decreto que alargava as possibilidades de posse e porte de armas de fogo. Com base nas estatísticas, sempre fui contra o afrouxamento das regras atinentes ao porte e posse de armas por parte da população civil. Quanto mais armas, mais crimes. Simples assim. Além do mais, pagamos tributos para ter direito à segurança pública. O que o Brasil precisa é investir mais em nossas polícias.

Essa conversinha de que só bandido pode andar armado não cola. Onde está escrito que meliantes podem andar armados? Eles até andam, mas se forem pegos serão presos por porte ilegal de armas. O que precisa acontecer é a polícia ser mais atuante.

*

EM ABERTO – Em janeiro deste ano (último dado disponível), três em cada cinco usuários do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) estavam com prestações atrasadas. A dívida global é de aproximadamente R$ 13 bilhões.

O alto índice de endividamento é consequência direta da taxa de desemprego que assola o país. Quando isolamos apenas os jovens de 18 a 24 anos a taxa de desemprego é de 27,3%.

*

TORTURA – O processo onde a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) pede indenização do governo federal pelas torturas que sofreu durante a ditadura militar estava pautado para ser analisado ontem pela Comissão de Anistia do Ministério das Mulheres, da Família e dos Direitos Humanos. A retirada de pauta ocorreu em razão de um pedido de vistas da conselheira Any Ávila. “É um processo de alta complexidade”, justificou.

A ex-presidente pede uma indenização de R$ 10,7 mil por mês, e contagem do tempo – da prisão à Lei da Anistia – para fins de aposentadoria.

O governo Jair Bolsonaro já indeferiu 1.123 pedidos neste sentido.

*

DESEMPREGO – A Índia registrou em 2018 o maior índice de desemprego da história daquele país. A taxa de desempregados é de 6,1%, o que, para aquele país, é um absurdo. No Brasil, essa percentagem gira em torno de 13%.

*

MACONHA – Por falar em emprego, a Colômbia – maior produtora mundial de maconha para fins medicinais – está precisando de profissionais que entendam tanto do plantio quanto da manufatura da erva. Dos 70 laboratórios autorizados para fabricar remédios à base de Cannabis, 15 estão precisando urgente de novos funcionários.

*

QUE FIM LEVOU? – Atualmente, o ex-deputado federal Moroni Torgan (DEM) é o vice-prefeito de Fortaleza (CE). Gaúcho de nascimento, Torgan foi para o Ceará após passar num concurso público para delegado da Polícia Federal. Neste estado fez sua trajetória política.

*

CONCEITO – Para os conservadores, o homem não pertence a si mesmo, mas à família, igreja ou pátria.

*

NOVIDADE – Já pode ser encontrado no mercado o natchup, um produto desenvolvido por alunos na Universidade Federal do Ceará (UFC), com supervisão dos professores. Nada mais é do que um catchup à base de acerola, fruta abundante na região. No quesito nutrição o natchup é infinitamente melhor do que o catchup, pois tem menos calorias, menos sódio, não tem aditivos químicos e corantes e tem mais vitaminas. O produto é fabricado pela empresa Frutã.

Resta saber se o sabor é bom.

*

CINE-TIO – Aproximadamente uma dúzia de pessoas toma café num bar localizado no centro de Madrid, na Espanha. De repente, um dos fregueses é assassinado assim que sai do estabelecimento, ainda na calçada. Na sequência não se vê ninguém na rua, apenas o corpo, ainda jorrando sangue, agonizando. Todos ficam querendo saber o que danado está acontecendo. Daí outro freguês sai do estabelecimento, a fim de entender aquilo, e igualmente é assassinado com um tiro na cabeça. O pânico então passa a tomar conta dos clientes do bar.

Afinal, o que está acontecendo? O que fazer? Com o passar das horas, as pessoas começam a agir sem qualquer racionalidade. O medo os torna agressivos e inconsequentes. Não há espírito de união, o ambiente se transforma numa Torre de Babel.

A sacada do diretor é mostrar como o ser humano não sabe lidar em grupo diante de situações que provocam pânico e estresse. O filme só tem miolo.

O Bar (2017) é daqueles filmes que quando começa a subir as letrinhas você olha para quem está ao seu lado e sapeca: “Ué, acabou?”. Só assista se tiver tempo e se gostar de filmes que analisam o comportamento humano.

*

FRASE

Sua missão é sonhar,

Cantar expondo sorriso;

Se destacar na caneta,

Caprichar no improviso;

Transformar sertões em céus

E os mares em paraíso.

(Aldaci de França, sobre a missão do poeta, no livro Versos em Formas Diversas).

OBS. Temos acima uma SEXTILHA, que é uma estrofe de seis versos com sete sílabas poéticas cada. O segundo, quarto e sexto versos têm que rimar entre si; e o primeiro verso da estrofe seguinte tem que rimar com o último verso da estrofe anterior. Não há regra de rima para o terceiro e quinto versos, um pequeno “fôlego” para o poeta.

 *

PAI PARTICIPATIVO – A partir de julho, os homens que trabalham na Diageo, dona das marcas Johnnie Walker e Smirnoff, terão direito a  licença-paternidade de 26 semanas. A empresa entende que os pais devem dividir por igual com as mães a tarefa de criar os filhos nos primeiros meses de vida. Louvável a atitude. Que sirva de exemplo.

*

LEI ROUANET – Por ano, o setor de cultura movimenta aproximadamente R$ 1 bilhão apenas através de incentivos dados pela Lei Rouanet, que passou por severas mudanças ultimamente. Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), de cada R$ 1 captado por esta lei, ao menos R$ 1,59 retorna à sociedade em forma de empregos, contratação de serviços e tributos.

Criada em 1991, ela permite que empresas direcionem até 4% do imposto devido (6% para pessoas físicas) a projetos culturais. Com as mudanças, o teto da captação passou a ser de R$ 1 milhão (antes era de R$ 60 milhões).

Ainda segundo a FGV, de 1993 até agora, apenas 1% dos projetos conseguiram captar mais de R$ 800 mil. 90% das iniciativas captaram de R$ 1 mil a R$ 100 mil.

Os dados do parágrafo anterior se referem aos projetos que conseguiram captar recursos, pois a grande maioria não consegue. Em 2017, por exemplo, dos 54 mil projetos aprovados, apenas 2 800 conseguiram levantar grana junto a empresas e pessoas físicas.

*

AUTISMO – Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma a cada 160 crianças tem o transtorno do espectro autista, condição marcada por dificuldades de interagir e se comunicar com outras pessoas.

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).

1 comentário

  1. DECRETO DAS ARMAS – Quanto mais armas, menos crimes. Simples assim. Acho eu. Muito crime é cometido porque o meliante sabe – ou, no mínimo, estima que são baixas as chances de potencial vítima estar armada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome