Racionalidades – 67ª edição.

0
1124

FECHAMENTO DE LOJAS – Só nos últimos dias ao menos três pontos comerciais em Mossoró encerraram suas atividades, a Casa Porcino, o Bob’s da João da Escóssia e a Ricardo Eletro. Arrisco que as três juntas geravam em torno de 50 empregos diretos. Vários pais de família sem dormir, pensando em como fazer para pagar as contas e alimentar seus filhos.

Um país jamais se desenvolverá com a massa de desempregados que temos. Rogo a Deus que apareça um gestor em nosso país que tome atitudes reais para gerar empregos, que não engane o povo com reformas que na prática apenas retiram direitos, como a reforma trabalhista do governo Temer.

A promessa era que, em sendo aprovada, muitos empregos seriam gerados etc. Anos já se passaram e nada disso aconteceu, o que houve foi uma precarização do trabalho, onde o empregado ficou mais suscetível ao humor do patrão, só.

*

A DA PREVIDÊNCIA – Não se engane, meu dileto leitor, essa reforma da Previdência segue o mesmo roteiro. Direitos serão retirados e ao final a vida do cidadão não melhorará patavina.

*

A SOLUÇÃO – Não precisa ser um gênio para saber a solução pro país se desenvolver. Ocorre que os políticos não têm interesse que isso aconteça. Ei-la dividida em três passos:

*

PRIMEIRO PASSO – Acabar com a corrupção e o aparelhamento do estado, não com a corrupção de um único espectro político, como vem ocorrendo, mas com a corrupção de forma geral. O atual governo, eleito com esse discurso, já dá sinais de que protege os seus corruptos, vide o caso do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro. Sem dúvida, para a população em geral, isso tem sido uma grande decepção, pois se imaginava que o atual presidente seria totalmente intolerante contra os malfeitos.

*

SEGUNDO PASSO – Uma reforma tributária que se sustente em três pilares: (01) cobrar imposto de acordo com a renda, onde quem ganha mais paga mais (02) cobrar algum imposto sobre lucros e dividendos de acionistas, acabando com uma isenção que só existe no Brasil e na Estônia, e (03) diminuir o imposto sobre o consumo.

Neste último quesito, é muita injustiça que o grosso de nossa receita tributária venha do consumo. Assim, um trabalhador que ganha R$ 2 mil paga, ao comprar um pacote de arroz, o mesmo tributo de quem ganha R$ 30 mil. Ao final, o peso dos tributos nas costas do trabalhador que ganha menos é infinitamente maior. O grosso da arrecadação deve ser na renda e nos lucros, não no consumo.

E não me venha dizer que isso é conversa de socialista, comunista, marxista etc, muito pelo contrário. Em todos os países desenvolvidos as coisas funcionam assim. Basta lembrar que você pediu ao seu amigo para trazer um i-Phone dos EUA, pois lá eles são bem mais baratos, e o são porque os tributos que incidem sobre os produtos são bem menores.

*

TERCEIRO PASSO – Rever a taxa de juros e o percentual do orçamento comprometido com o pagamento dos juros da dívida pública. Em 2018 o governo destinou inacreditáveis R$ 316 bilhões para pagar juros da dívida. Sabe quanto foi destinado para a área de Esporte, Cidadania e Desenvolvimento, por exemplo? Vou te dizer: R$ 485 milhões.

De 40% a 50% do orçamento é destinado para pagar juros da dívida pública, o que, no final das contas, favorece os 12 maiores banqueiros do país. As percentagens do orçamento destinadas à Saúde e Educação giram em torno de 3% cada. Que absurdo, não?

E você vê por aí algum político falar em enfrentar essa questão? Não, o que se vê são políticos dizendo que a solução é mexer com nossos velhinhos.

Nesse Florão da América não existe direita e esquerda, aqui não existe situação e oposição, todos os políticos estão de um mesmo lado, o deles. Lado este sempre oposto ao do povo.

*

CONSTATAÇÃO – Nem Collor, nem FHC, nem Lula, nem Dilma, nem Temer e, pelo que se vê, nem Bolsonaro. Nenhum presidente enfrentou essa questão. Absurdo usar quase a metade do orçamento unicamente para agradar a uma dúzia de banqueiros.

Eu não falo em dar calotes, mas em renegociar, buscar uma solução. E a história de que cada um deve dar sua cota de sacrifício? Cadê a cota de sacrifício desse povo que fica com quase a metade do nosso orçamento?

*

QUESTIONE – Na próxima vez que você conversar com um dos nossos representantes pergunte o que ele acha dessa situação. Pergunte o porquê desse silêncio sepulcral quando se trata de pagamento dos juros da dívida pública. Indague sobre a cota de sacrifício dos banqueiros.

É impressionante como esse assunto é omitido. 40% a 50% do orçamento para pagar dívidas com banqueiros e ninguém diz nada.

*

PRISÃO EM “MARIA DA PENHA” – Na última terça-feira (08) a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) entendeu que nos casos de prisão preventiva em decorrência de descumprimento de medida protetiva não cabe as alegações de primariedade (bons antecedentes), residência fixa, emprego etc.

No caso julgado, o réu foi preso porque enviou mensagens de texto  para a vítima, o que ele estava proibido de fazer por força de decisão judicial.

De praxe, nos casos de medidas protetivas, os juízes determinam que o réu não pode se aproximar da vítima e dos seus parentes, e nem telefonar ou enviar pra eles mensagens de textos, e-mails etc. Em suma, não pode haver nenhum tipo de aproximação ou comunicação.

*

COMO É, NEYMAR? – Em entrevista coletiva concedida em Singapura, o atacante Neymar disse que há dez anos é um dos principais nomes da Seleção Brasileira de Futebol e que neste período carregou o time nas costas, o que justifica ter um tratamento diferenciado. “Quando um atleta atinge um nível desse, é normal ter um tratamento diferente”, disse.

Antes de tudo, a seleção brasileira não tem muito o que mostrar nesses últimos dez anos. O que ele carrega nas costas é a seleção dos 7 x 1, isso sim é um peso grande.

*

NO MAIS… – Mesmo se ele fosse esse bambambã todo, a última pessoa que poderia dizer isso seria o próprio. Autoelogios devem ser evitados. O bom profissional deve esperar elogios a partir dos outros, e não dele mesmo. A ufania é um grande defeito, a meu ver.

*

VALE NORTE X PREFEITURA – De quando em vez os empregados da Vale Norte, contratada da prefeitura de Mossoró para o recolhimento de lixo, cruzam os braços alegando que não estão recebendo seus salários. A empresa justifica que não está recebendo os repasses da prefeitura, e esta alega, em réplica, que está pagando.

Essa semana, um jornalista ligado ao rosalbismo decifrou a charada. Ele disse que a prefeitura faz sim o repasse, mas a Vale Norte usa o dinheiro para pagar empregados de contratos que possui em outros municípios.

Permita-me não comentar uma aleivosia dessas.

*

PRAÇA DA CONVIVÊNCIA – Essa propalada licitação para a reforma da Praça da Convivência está entrando no rol das obras que ficam apenas na promessa, como a estrada ligando os bairros Costa e Silva e Barrocas. Há anos se diz que haverá uma licitação para reformar a praça e outra para escolher os novos concessionários, mas essas licitações insistem em não sair.

Enquanto isso o local segue com aspecto de abandonado. Por tal razão o número de frequentadores diminui em ritmo e força de cachoeira.

*

FRASE“Dizem que olhava por cima dos óculos para não gastar os vidros”. (Trecho do livro Um Rio que Imita o Reno, de Vianna Moog). Conhece alguém assim?

*

LIÇÃO – Ao final de cada edição do desenho He-Man, o personagem Gorpo (foto) dizia a lição que deveríamos tirar daquele episódio.

Ontem, a imprensa divulgou que os EUA apoiarão os ingressos da Argentina e da Romênia na OCDE, e não apoiarão o do Brasil.

Tal serve para mostrar que nunca devemos ser subservientes aos outros. Ninguém dá valor a bajuladores. Em qualquer relação, horizontal ou vertical, devemos ter altivez e manter a postura.

O presidente brasileiro sempre mostrou uma subserviência até constrangedora em relação ao presidente americano, a ponto de entrar em várias brigas desnecessárias apenas para despertar a atenção de Trump, tal e qual Popeye em relação a Olívia Palito.

A resposta veio agora: indiferença, pra dizer o mínimo.

Que nos sirva de lição.

*

Vamos agora falar do que é bom de beber e de comer…

*

CABOCLA – Amanhã (12) haverá o 01º Oktoberfest Cabocla, na sede da cervejaria, com acesso pela Rua Sílvio Pessoa. O evento começará às 16h e encerra às 22h, com open bar de cerveja do início ao fim. Os presentes serão animados por Gustavo Cocentino e Blue Mountain, Rádio Moscou e Inattentive. A caneca custa R$ 70,00, uma pechincha, em se tratando de cerveja especial.

*

PASTEL – A MPB Pastelaria, referência quando se trata de pastel, mudou de endereço. Saiu da Praça da Convivência e foi pro Eco Park Food, um centro de gastronomia que funciona na Avenida João da Escóssia, Nova Betânia, ao lado da Extrafarma.

A qualidade do pastel continua a mesma, com a vantagem da nova estrutura, bem mais confortável e agradável.

*

SUGESTÕES/CRÍTICAS – Esta coluna é atualizada às sextas-feiras, sempre às 04h59. Sugestões e críticas podem ser enviadas para o número 99648-2588 (WhatsApp).