Emenda de Beto Rosado vai “turbinar” empreendimento de Rogério Marinho em Monte das Gameleiras

1
50

O terceiro episódio do podcast Ecos da Política, que foi ao ar no domingo passado (18), revelou que o deputado federal Beto Rosado (PP-RN) destinou uma emenda de quase R$ 1,5 milhão para Monte das Gameleiras (RN), município com 2,1 mil habitantes.

O ato “generoso” do político mossoroense foi comemorado pelo prefeito Jailton Félix em postagem na página oficial da prefeitura, na rede social Instagram, dia 29 de maio último. Diz o texto:

“A prefeitura de Monte das Gameleiras, através do prefeito Jailton Félix, vem agradecer ao Deputado Federal Beto Rosado pela destinação da Emenda Parlamentar para a construção do Mirante Turístico em nossa cidade, aonde o recurso já se encontra na conta empenhado. Um importante investimento que irá atrair turistas do Rio Grande do Norte e Paraíba, trazendo desenvolvimento econômico para nossa cidade e toda população. O trabalho não para e a nossa cidade avança no desenvolvimento! Prefeitura de Monte das Gameleiras, uma cidade feliz!”.

Como denunciou o Ecos da Política, essa emenda endereçada ao município pelo deputado Beto Rosado não aparece em seu relatório de emendas individuais de 2020 e, muito provavelmente, faz parte do orçamento bilionário utilizado pelo governo federal para “estimular” parlamentares do chamado Centrão a eleger os candidatos à presidência da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, bem como votar sempre de acordo com os interesses do Planalto.

O orçamento chamado de “Secreto” ou “Paralelo” foi denunciado pelo jornal O Estado de São Paulo. O episódio foi apelidado de “Tratoraço”, ante a grande quantidade de compras de tratores.

Hoje o podcast ECOS DA POLÍTICA, apresentado pelos jornalistas Emerson Linhares, Christianne Alves e Erasmo Firmino, o Tio Colorau, revelou o que está por trás da intenção do parlamentar em destinar emenda tão polpuda para Monte das Gameleiras.

O valor preciso destinado pelo Ministério do Turismo, em 31 de dezembro de 2020, via Emenda do Relator (mas atribuída a Beto Rosado pelo próprio prefeito Jailton Félix em seu agradecimento) é de R$ 1.441.714,00, verba esta a ser aplicada na construção de um mirante.

O que ninguém sabia é que o principal interessado na construção deste mirante é nada mais nada menos do que o hoje ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que possui um terreno nas proximidades do local de destinação da obra. O terreno foi relacionado na declaração de bens à Justiça Eleitoral em 2018.

O ministro Rogério Marinho constituiu em 11 de agosto de 2020 uma empresa de incorporação de empreendimentos imobiliários, a Gameleira Vida Empreendimentos Imobiliários (CNPJ 38.050.255/0001-31), que tem como atividades secundárias a compra e venda de imóveis próprios e de loteamentos.

Rogério chamou para ser seu sócio nesta empresa o diretor do Departamento de Desenvolvimento Regional e Urbano (DDRU), Francisco Soares de Lima Júnior. Auxiliar de Rogério, Lima Junior é também membro do conselho da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), pelo qual embolsa mensalmente R$ 3.580,14.

Em 05 de novembro de 2020, portanto um mês antes da Prefeitura de Monte das Gameleiras firmar o convênio com o Ministério do Turismo, a Gameleira Vida Empreendimentos Imobiliários entrou com pedido de licença ambiental para a construção de um condomínio no terreno de propriedade de Rogério Marinho, nas proximidades do futuro mirante.

Finalizando, o Ecos da Política demonstrou que aconteceu um encadeamento de ações para beneficiar, com dinheiro público, uma propriedade privada em gestação e que pertence ao atual ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e que teve colaboração direta do deputado federal Beto Rosado ao alocar os recursos para o desenvolvimento turístico da pequena Monte Alegre e assim valorizar o empreendimento de Marinho.

O OUTRO LADO – O deputado federal Beto Rosado foi indagado sobre o assunto no programa Foro de Moscow, edição do dia 19 de julho, na oportunidade ele disse que não foi comprado para votar em Arthur Lira (PP-AL) à presidência da Câmara, que Lira é seu amigo e parceiro político.

Sobre as emendas, Beto disse que os deputados têm liberdade para apresentar emendas individuais e também indicar obras a serem pagas com recursos extras dos ministérios, que não há ilegalidade nisso.

Quanto à escolha de Monte das Gameleiras, o deputado disse que o prefeito também é do Progressistas e que ele teve aproximadamente 50% dos votos para deputado no município. Frisou também que a obra tem o objetivo de atrair turistas, vez que a cidade tem nesse setor uma grande fonte de receita.

Essa matéria também está disponível no Rapadura News (aqui) e Blog da Chris (aqui) com fotos e documentos.

1 comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Seu nome